Lá se foi o Dom, quem tinha o DOM

Acima, uma foto que realizei do bispo Robinson em julho de 2010 na Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro, por ocasião da Consulta Nacional da Fraternidade Teológica Latino Americana.

Abaixo, belo poema em homenagem ao bispo, escrito pelo companheiro de caminhada Thiago Lima, o Barraka do blog Peregrino Caminho

Dom do simples mas não do medíocre.

Dom da palavra, do ensino, Dom de mestre.

Dom jovial, Dom subversivo, praticado nas frentes, Dom labutado.

Dom utópico, Dom da vida, da política, da esperança.

Dom servil, Dom humilde, discípulo.

Dom da amizade, Dom do papo, da conversa que faz parar o tempo.

Dom das letras, Dom dos ótimos textos, da filosofia pé no chão.

Dom irreverente, Dom resoluto, profético.

Daquele Dom patente, Dom constrangedor, brilhante.

Dom alegre, Dom camarada, da partilha.

Dom histórico, Dom notável.

Dom dele, Dom ele, nosso. Dom agora devolvido ao Pai.

Por sua memória Dom,

Dom Edward Robinson de Barros Cavalcanti [† 1944 – 2012]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s