Jovens e Política

Foto: Tati Fajardo

Dia 22 de janeiro estivemos na Comunidade Cristã Amar na cidade de Holambra/SP. Palestramos acerca da juventude e política. O prefeito da cidade, Fernando Fiori de Godoy esteve presente juntamente com alguns vereadores da cidade. Deixo abaixo os slides de minha apresentação para quem estiver interessado no tema.

Para visualizar a apresentação em tela cheia, clique aqui.

Semana Jovem 2014 em Holambra

Dia 22 de janeiro participo como palestrante da Semana Jovem 2014 na cidade de Holambra. Dialogaremos na temática: “Jovens e a Política” . Neste dia teremos uma mesa e um bate-papo com o Prefeito da cidade, Fernando Fiori. Se você for da região, apareça.
Holambra

CMESP 2012 – Missão na Íntegra – Conferência Missionária do Estado de São Paulo

Ariovaldo Ramos recebendo Marina Silva para um bate-papo na abertura da Conferência
Ariovaldo Ramos recebendo Marina Silva para um bate-papo na abertura da Conferência

Participamos do CMESP 2012 – Conferência Missionária do Estado de São Paulo, realizado entre os dias 05 e 10 de novembro de 2012 na cidade de Araçatuba/SP.  Entre os palestrantes, estiveram presentes Ariovaldo Ramos (anfitrião), Antonio Carlos Costa, Carlinhos Queiroz, Ed René Kivitz, Fabricio Cunha, Hernandes Dias Lopes, Marcelo Gualberto, Marina Silva, Mauricio Cunha, Paulo Capelletti, Paulo Solanca, Ricardo Agreste, Ricardo Barbosa, Ricardo Bitun, Ronaldo Lidório, Viv Grigg e Ziel Machado.

Clique aqui e veja o álbum de fotos completo que realizamos do evento

CMESP 2012
CMESP 2012

.

 

Em Manaus – Missão com ribeirinhos

Barco missionário Serguem Silva mantido pela ONG Visão Mundial aqui em Manaus. Hoje visitamos uma comunidade ribeirinha de indígenas. Ações de saúde com médicos, dentistas, recreadores etc. Participei no barco Manfred Grellert, 40 minutos até o local. Fomos ouvindo explicações do Neto, médico que trabalha há anos envolvido em atendimento destes povos. Ele explicou um Brasil diferente. Segundo ele o Amazonas é diferente de tudo …. (futuramente quero escrever um texto para o blog detalhando mais estes dias aqui em Manaus). 

ma_n

CLADE V – Costa Rica

Costa Rica - CLADE V

Tive o privilégio de estar na cidade de San José, capital da Costa Rica para participar do CLADE V – Congresso Latino Americano de Evangelização, convocado e organizado pela Fraternidade Teológica Latino-Americana.  A delegação Brasileira esteve presente composta por 49 pessoas de diversas igrejas: Batista, Luterana, Quadrangular, Metodista, Presbiteriana, Congregacional e Assembleia de Deus, de todos, os presbiterianos eram em maior número, 21 no total.
Destes quase 50, não fomos todos juntos. Eu fui com um turma de 12 pessoas. De vários locais do Brasil nos encontramos no Aeroporto Internacional de Confins (MG) para viajar mais de 10 horas para América Central. Escala na capital do Panamá (Cidade do Panamá) para depois chegarmos até Costa Rica.

Foto: Lissânder Dias
Parte da delegação Brasileira em CLADE V. Foto: Lissânder Dias da revista Ultimato.

Estive como membro da FTL e jornalista enviado pela revista Cristianismo Hoje. Realizei uma reportagem e uma entrevista com a Ruth Padilla, secretária geral da Fraternidade Teológica Latino Americana. Abaixo a algumas fotos de nossa passagem por lá e o link para a leitura da reportagem e da entrevista que realizei.

Foto: Alex Fajardo
A noite de abertura foi denominada de Para Recordar. Um bate-papo entre os fundadores da FTL e seus mais antigos membros. Participaram relembrando os CLADE’s anteriores Mervin Breneman, Pedro Arana, Juan Stam, René Padilla, Sidney Rooy, Samuel Escobar e o brasileiro Valdir Steuernagel.
Carlinhos Veiga foi um dos brasileiros que compôs a parte artística musical no CLADE
Carlinhos Veiga foi um dos brasileiros que compôs a parte artística musical no CLADE V
Apresentação da FTL setor Brasil  no CLADE V em Costa Rica. Na plataforma Robinson Jacintho , Clemir Fernandes Silva e Yokimi Yuaça
Apresentação da FTL setor Brasil no CLADE V em Costa Rica. Na plataforma Robinson Jacintho , Clemir Fernandes Silva e Yokimi Yuaça

Abaixo o texto publicado na Revista Cristianismo Hoje e o link para a entrevista que realizei com a Ruth Padilla. 

Entrevista com Ruth Padilla
Entrevista com Ruth Padilla para a revista Cristianismo Hoje

CLADE V reúne 800 participantes em Costa Rica

A quinta edição do Congresso Latino Americano de Evangelização ocorreu na América Central com participação de 50 brasileiros.

                No momento em que esta edição da Cristianismo Hoje é fechada, esta ocorrendo o CLADE V – Congresso Latino Americano de Evangelização, convocado e organizado pela Fraternidade Teológica Latino-Americana. Entre os dias 9 e 13 de julho na cidade de San José, capital da Costa Rica. Este Congresso é o quinto a se realizar no intuito de pensar uma teologia e missão no contexto latino americano. Os outros congressos ocorreram na Colômbia, Bogotá, 1969; no Peru, Lima, 1979; e os dois últimos em Quito, capital do Equador nos anos de 1992 e 2000.

O Tema do encontro foi Sigamos a Jesus no seu Reino de Vida. Guia-nos, Santo Espírito! O V Congresso Latino-Americano de Evangelização se propôs a ser um processo de reflexão teológica e celebração da missão de Deus no contexto latino-americano. Foi um momento de comunhão entre os cerca de 800 participantes de diversos países da América Latina. O brasileiro Jorge Henrique Barro da cidade de Londrina-PR, atual presidente da FTL continental, realizou a abertura do congresso, relembrando a história da Fraternidade e suas quatro décadas.

O Tema foi trabalhado em três eixos centrais: O primeiro eixo: Sigamos a Jesus tratou da necessidade de aprender a segui-lo, a encarnar um compromisso por meio de um discipulado integral; o segundo Reino de Vida procurou contrapor o contexto latino-americano carregado de expressões de morte, pois o Reino de Deus é reino de vida. Terceiro, Guia-nos, Santo Espírito! expressou por meio de súplica, sendo um clamor, uma confissão que foi realizada dentro de contexto contrapondo a expressão triunfalista de muitos evangélicos pelo crescimento numérico e ascensão ao poder, em detrimento de um discipulado inspirado pelo Espírito Santo de Deus.

A noite de abertura foi denominada de Para Recordar. Um bate-papo entre os fundadores da FTL e seus mais antigos membros. Participaram relembrando os CLADE’s anteriores Mervin Breneman, Pedro Arana, Juan Stam, René Padilla, Sidney Rooy, Samuel Escobar e Valdir Steuernagel.

Com cerca de 50 pessoas, a delegação brasileira participou no encontro, tendo em sua composição uma diversidade de irmãos das cinco regiões do país e de igrejas e confissões diferentes. Todos alinhados com a Missão Integral e sua difusão no Brasil. Valdir Steuernagel, coordenador da Aliança Evangélica Brasileira e um dos principais nomes da difusão da Missão Integral esteve na plataforma afirmando que CLADE V não se trata de um evento apenas. “CLADE não quer ser apenas um evento, mas uma plataforma de diálogo entre igrejas, ministérios, redes e movimentos cristãos na América Latina, Caribe e no mundo.” 

A pedagogia do evento se estruturou em 18 oficinas temáticas e grupos espalhados por diversas mesas para reflexão teológica em conjunto. Diversos desafios foram apresentados e questões a serem trabalhadas nestes próximos anos. Os principais temas discutidos nas oficinas foram os jovens como protagonistas de uma transformação da sociedade por meio dos valores do reino de Deus. Questão indígena e de imigrantes latinos para países europeus e para os EUA também estiveram na agenda do debate. Sexualidade, economia, pobreza, educação, sustentabilidade e alternativas missionárias para o contexto urbano foram temas debatidos nas oficinas espalhadas pelo local do Congresso.

Apenas o tempo dirá se a semente lançada no CLADE V germinará abundantemente com muitos frutos ou será lembrado apenas como um evento na agenda teológica latino americana. Porém ao que tudo indica, teremos reverberação e articulações pelos países afora. Aguardemos.

Seminário Nazareno de Las Américas. Local onde uma parte dos brasileiros ficaram hospedados.
Seminário Nazareno de Las Américas. Local onde uma parte dos brasileiros ficaram hospedados para o CLADE V.

Consulta Nacional da FTL em Belo Horizonte elege nova diretoria

Cerca de 100 pessoas estiveram participando da Consulta

Ocorreu entre os dias 07 e 09 de julho, no acampamento da Mocidade para Cristo nos arredores de Belo Horizonte, a Consulta Nacional da Fraternidade Teológica Latino Americana, Setor Brasil (FTL-B).  Por ocasião da proximidade do 5º Congresso Latino Americano de Evangelização que ocorrerá na Costa Rica no mês de julho, a Consulta Nacional da FTL teve como tema, “Seguir a Jesus vivendo o Reino de Deus a partir do contexto brasileiro”.

Com cerca de 100 participantes de diversas denominações e estados brasileiros, a Consulta contou com diversos palestrantes, gente de longa caminhada na FTL como Ariovaldo Ramos (SP), Julio Zabatiero (ES), Ricardo Barbosa (DF) e Jorge Henrique Barro (PR) entre pessoas de uma nova geração membros da FTL como Any Ribeiro (SP) e Lucy Luz (BA). Palestras acerca do meio ambiente também aconteceram, para conscientização e mobilização de uma Teologia da Missão Integral, a questão da sustentabilidade não poderia ficar de fora em plena época de acontecimento da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, conhecida popularmente como Rio+20 e o evento paralelo, Cúpula dos Povos. As palestras neste âmbito foram realizadas por Marcelo Morandi e João Tinôco Moreira Neto. O primeiro, residente em Campinas e pesquisador da EMBRAPA; o segundo, residente em Belo Horizonte, atualmente é pastor, mas por muitos anos foi professor de agronomia na Universidade Federal de Viçosa, MG. Nos dias do encontro, entre devocionais e palestras, houve a parte musical que foi conduzida por Carlinhos Veiga (DF), Roberto Diamanso (SP), Carol Gualberto (MG) e músicos convidados.

Julio Zabatiero, um dos fundadores da FTL- setor Brasil, palestrou no primeiro dia do encontro: “Temos que ter novas teologias para nossos dias, Missão Integral tem que ser mais do que o estudo missiológico da igreja”

Ricardo Barbosa, pastor presbiteriano, realizou um devocional para todos os presentes

Dois momentos importantes da Consulta marcaram os desdobramentos da reflexão em torno da missão integral do povo de Deus, à luz do Evangelho de Jesus Cristo. Um painel trouxe testemunhos da prática de missão integral em diversos contextos brasileiros. Gleydice, da ACEV, do sertão paraibano, contou sobre o serviço que prestam aos sertanejos com perfuração de poços e agricultura familiar em pleno sertão nordestino. Leandro Silva explicou sobre a mobilização de mais de 50 igrejas evangélicas, na região de Felipe Camarão, na capital potiguar, que propiciou um movimento em prol de uma cultura de paz na cidade, embalados pelo Evangelho de Jesus. Rafael Vaillant compartilhou sobre a atuação da igreja onde é pastor, em Guarapari, cidade do Espírito Santo, que tem influenciado o cenário político da cidade e contribuído para a mudança concreta da vida de algumas pessoas em situação de risco. O encerramento os testemunhos se deu com Lucy Luz, que integra o núcleo da FTL em Salvador (BA), ela é Assistente Social e esta envolvida com o movimento Bola na Rede, criado por Renas, o movimento tem o intuito divulgar o enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo, com foco nos eventos esportivos como Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas em 2016. Entretanto o movimento realiza diversas ações de prevenção que foram compartilhadas por Lucy Esse painel foi moderado pelo Luiz Felipe, do núcleo de BH.

Ariovaldo Ramos palestrou no segundo dia da Consulta

Outro momento não menos importante foi o das comunicações sobre reflexões teológicas desenvolvidas por membros da FTL de diferentes núcleos. Os GTs foram coordenados por Harley Abrantes, também professor universitário em Petrolina, PE.

Como é próprio da FTL, a Consulta transcorreu em clima fraterno, mesmo em meio ao diálogo teológico e intensa troca de ideias. Esse clima ficou expresso na celebração da Ceia do Senhor no final do evento, que contou ainda com um momento de chamado ao compromisso com a missão do reino de vida de Jesus Cristo, em meio ao contexto que manifesta morte. Nesse contexto em que vivemos no seguimento a Jesus, por ora experimentamos sabores amargos, pelas dificuldades que enfrentamos; por ora, o doce da graça de Deus e da comunhão e apoio dos irmãos. Isso foi lembrado em um belo momento de compartilhamento que antecedeu à celebração da Ceia, com oferecimento aos presentes e quisessem participar, de pedaços de limão e de doce de leite.

Momento de oração em dupla

Momento de oração em dupla

Juntamente com a Consulta, houve a eleição da nova Diretoria para o triênio 2012/2015. Carlinhos Veiga, jornalista, músico e pastor presbiteriano, esteve à frente da FTL-Brasil desde 2009, tendo como Secretário Executivo, Wilson Costa. A Diretoria deste período também contou com a participação de Clemir Fernandes e Odja Barros, como vice-presidentes. Harley Abrandes foi secretário e Paulo Nascimento, Tesoureiro. Estes últimos três anos foram de retomada das atividades de vários núcleos e o nascimento de outros. Entre eles São Paulo (SP), Campinas (SP), Salvador (BA), Vitória da Conquista (BA), Vitória (ES), Anápolis (GO), Macaé (RJ) e Aracaju (SE). Neste período também São Luís, MA, passou a contar oficialmente com um Núcleo de reflexão teológica da FTL-Brasil. Além desses núcleos seguem atuantes os núcleos de: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Londrina (PR), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ). Outros núcleos estão sendo formados em Curitiba (PR), Campo Grande (MS), Goiânia (GO), Manaus (AM).

                A eleição ocorreu em clima amistoso, tendo sido eleito como presidente para o novo triênio Lyndon de Araújo Santos, pastor congregacional e doutor em História, atuando como professor na Universidade Federal do Maranhão. “Me sinto honrado e desafiado em assumir a presidência neste contexto de crescimento de núcleos que foi implantada pelo Carlinhos e Wilson. É importante agora consolidarmos estes núcleos. Me sinto grato a Deus pela oportunidade de servi-lo no Reino, estando na FTL ao lado de irmãos e irmãs que tem um compromisso de serviço”, enfatizou Lyndon, o presidente eleito. Carlinhos Veiga se manteve na diretoria como vice-presidente afirmando que enquanto se esteve na presidência, ficou muito contente pelo ingresso de muita gente nova se interessando na reflexão teológica em diversas cidades pelo país. Carlinhos Veiga afirmou que: “a transição é tranqüila, Lyndon tem um caminhada na FTL. Julgamos ele capacitado, e a Assembléia da FTL também se posicionou assim”.

De São Luis, capital do Maranhão, Lyndon de Araújo Santos, pastor Congregacional e doutor em História, foi eleito novo presidente da Fraternidade Teológica Latino Americana – setor Brasil para mandato do próximo triênio.

Nova diretoria eleita para o mandato 2012/2015

Vídeo bate-papo com integrantes da nova diretoria da FTL

Um dos pontos de avanço para a nova diretoria, segundo Lyndon é o crescimento em diálogo com algumas frentes: “Temos uma agenda grande pela frente. A FTL é um espaço único e singular. Temos que reforçar a agenda pastoral e avançar em algumas fronteiras, uma delas é a academia e os movimentos sociais”. A nova diretoria foi empossada no último dia do encontro, com palavras de encorajamento e oração realizada pelo pastor Carlos Queiroz, da cidade de Fortaleza, que coincidentemente, havia realizado a oração da posse da diretoria anterior, em 2009, em Fortaleza.

                A nova diretoria tem a função de escolher e convidar um novo Secretário Executivo, pois o Wilson Costa segue até o fim de julho. “Encerro minhas atividades como Secretário Executivo e o meu compromisso com a diretoria anterior após CLADE 5. No fim de julho quero passar o bastão para o novo secretário”, afirmou Wilson. Para esta nova gestão foi convidado Robinson de Souza, coordenador do núcleo de São Paulo e pastor presbiteriano. Aceitou a incumbência e o desafio de estar trabalhando junto à nova diretoria pelos próximos três anos.

A nova diretoria ficou composta pelos irmãos a seguir.

Presidente: Lyndon de Araújo Santos, Núcleo São Luis, Maranhão. Professor universitário e pastor congregacional.

1º Vice-Presidente: Carlos da Veiga Feitoza, Núcleo Brasília, DF. Pastor presbiteriano e músico.

2º Vice Presidente: Luciney Coutinho Luz, Núcleo Salvador, Bahia. Assistente social e membro da Igreja Batista da Graça, em Salvador.

Secretário: Luiz Felipe Xavier, Núcleo de Belo Horizonte, MG. Professor de Teologia e pastor batista em BH.

Tesoureiro: Wilson Costa dos Santos, Núcleo Campinas, SP. Pastor presbiteriano, administrador e consultor de empresas e organizações.

Conselho Fiscal: Ami Ribeiro de Amorim (Belo Horizonte), Luis Silvério (Londrina)  e Maria Jandira Cortes de Novais Lima (Rio de Janeiro), Suplente: Marco Aurélio Alves Vicente (Goiânia).

Núcleo da FTL de São Paulo realiza encontro na Assembléia Legislativa

No dia 26 de maio, ocorreu mais um encontro do núcleo da FTL São Paulo. O encontro desta vez ocorreu nas dependências da Assembléia Legislativa, no plenário D.Pedro I. O Tema do encontro foi: Enviados pelo Espírito: Inspirações e exemplos da e na missão. A Mesa foi composta pelo médico e deputado estadual Carlos Alberto Bezerra Junior e o teólogo Reinaldo Junior. Exemplos da Missão Integral no contexto de políticas públicas e debates acerca do tema relacionado a missão foram trazidos a tona pelos palestrantes. Ao final houve um período de perguntas e questionamentos pelos presentes. O amplo assunto, o clima acolhedor e as perguntas instigantes, foram responsáveis pelo avanço em mais de uma hora na finalização do encontro.

Na opinião deste blogueiro, o encontro também serviu para mostrar a visibilidade da FTL em receber/alcançar diversos públicos e temas em seus encontros. Para alguns que tacham os encontros da FTL como sendo encontros de esquerdismo político e que Missão Integral é uma ideologia de esquerda evangélica. A FTL recebe um deputado do PSDB que tem sua atuação pública alinhada com a Missão Integral, dando seu testemunho e avanços na política pública, algo assim soa como estranheza para os que acusam a FTL de estar ideologicamente ligada a esquerda ou extrema-esquerda. O Bem da verdade é que não existe ligação com com qualquer ideologia partidária. A FTL é um espaço onde idéias teológicas são refletidas e debatidas, sendo a maioria de seus membros e simpatizantes herdeiros do chamado “evangelicalismo protestante”.

Para finalizar o post, encerro com as palavras do teólogo Dr. Ricardo Q. Gouvêa que em uma palestra em 2010 na FTL-Campinas, definiu ideologia política partidária e Missão Integral, nos seguintes termos : “Não estamos falando de política partidária, sei que devemos discutir política e teoria política, mas esquerda e direita são termos ultrapassados, acredito que não se trata de tentar descobrir qual linha política, se são os verdes, se é a terceira via de Anthony Giddens, ou qual o pensamento político que mais se aproxima da visão cristã, não é isso ! O Cristão tem que ser critico de todas as posturas e pensamentos políticos, socialismo por exemplo, tem muita gente que pensa e que faz teologia, que pensa que ser cristão é combater a iniciativa e o liberalismo econômico e adotar o socialismo, na minha opinião isto é um equivoco. Porque o Cristianismo é muito mais radical que o socialismo, o socialismo é fichinha perto do Cristianismo. Devemos deixar de lado a idéia que existe um tipo de teoria política que é cristã ou mais cristã do que outras, acho que Hélder Câmara deu o exemplo quando ele falou assim, `eu sou cristão, e isso basta!`” 

Palavra sobre o CLade V

Em 2010, fotografei Jorge Henrique Barro que realizou uma palestra no encontro nacional da FTL Brasil. Um mergulho na história dos congressos de evangelização na América Latina, a saber: Clade I (1969), Clade II (1979), Clade III (1992) e Clade IV (2000).  Passados dois anos após sua palestra, Jorge Henrique Barro é o presidente da FTL Continental e escreveu acerca do Clade V que ocorrerá este ano em San José, capital da Costa Rica.

———

Queridos irmãos e irmãs,

CLADE V está se aproximando!

Em breve teremos a rica oportunidade de nos encontrarmos pessoalmente com espírito de gratidão e celebração. Convocados debaixo do lema “Sigamos a Jesus em seu Reino de vida. Guia-nos, Santo Espírito!”, iremos juntos buscar as direções de Deus viver de modo digno do Evangelho na América Latina e Caribe. Será essencialmente um congresso em perspectiva trinitária. O legado missionário que temos procede de Deus – missio Dei. Somos seguidores e seguidoras que foram e continuando sendo amados por Deus. É por causa do amor de Deus que nos comprometemos em missão. O modelo de Jesus continua a nossa frente e a capacitação e poder do Espírito estão sobre nós.

Que CLADE V seja uma assembleia solene e vibrante e que haja pentecoste em nosso meio. Quando o povo de Deus se encontra para reconsagrar-se em missão, creio que o Espírito de Deus sempre está disposto para nos ungir para o cumprimento da missão de Deus. Certamente existem muitas expectativas ao redor de CLADE V. Expectativa exige disponibilidade, pois esperar algo que não estamos dispostos a construir e nem participar é frustração na certa.

Se existe CLADE V é porque fazemos parte de um movimento que nos precede. Estamos rogando a Deus que todos os que participantes não venham esperando um evento, mas partícipes de um movimento – o movimento do amor de Deus em direção ao seu povo e ao mundo, particularmente na América Latina e Caribe

Como você bem sabe, muitos são os desafios para a realização de um congresso a nível internacional. Convido-te a colocar esses desafios diante de Deus. Ore por CLADE V!

Até breve!

Jorge Henrique Barro

Presidente do Comitê Diretivo da FTL

Núcleo FTL-SP retoma atividades em 2012

Ariovaldo Ramos entre outras ideias, levantou a questão do martírio da igreja. Ser testemunha da natureza de Cristo.

Depois de intensas atividades no ano de 2010 (algumas podem ser conferidas aqui, aqui, aqui e aqui) e de uma estagnada no ano de 2011, o núcleo de São Paulo da Fraternidade Teológica Latino Americana retomou suas atividades neste sábado, 31 de março, em grande estilo.

O Encontro ocorreu na IBAB, com o tema: O seguimento de Jesus na contemporaneidade brasileira: qual a chave hermenêutica? Os convidados para expor o tema na mesa foram o teólogo Ariovaldo Ramos e a teóloga  Any Ribeiro. A moderação ficou a cargo do também teólogo e pastor presbiteriano Robinson Jacintho.  Após explanação dos palestrantes, houve momento de perguntas realizadas pelo público presente, ao qual rendeu calorosos e fraternos debates.

O encontro também serviu para que a núcleo de São Paulo prepare-se um texto que fará parte do documento que diretoria nacional levará para o encontro do V Congresso Latino Americano de Evangelização (CLADE) que ocorrerá no mês de julho em San José, capital da Costa Rica.

O Núcleo retoma suas atividades com Any Ribeiro, Robinson Jacintho, Reinaldo Junior e Joabe Santos na coordenação local. Outros encontros este ano o núcleo pretende realizar, fique atento para participar, sempre estaremos divulgando neste blog.

Any Ribeiro expôs o drama de Pinheiro por meio da letra do rapper Emicida e levantou questionamento acerca da justiça e solidariedade no Reino de Deus

Núcleo São Paulo da FTL retorna suas atividades em 2012

Leia + sobre o núcleo

Encontro de filiadas de RENAS

Foto no final do encontro de filiadas de RENAS. Que aconteceu em Campinas, no Lar Belém Luterano.

Nos dias 29 e 30 de março, aconteceu em Campinas, no Lar Belém Luterano, o encontro de filiadas da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS). Reunindo mais de 30 entidades, movimentos e Ong’s, o encontro teve diversas finalidades, como reunião do grupo gestor, capacitação da equipe Bola na Rede, troca de experiências entre as entidades reunidas etc.

Uma das Campanhas de RENAS é o projeto Bola na Rede, uma campanha contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo, com foco nas 12 cidades sedes da copa do mundo em 2014. Articuladores de todas as cidades estiveram participando de uma capacitação específica.

Um dos momentos do encontro foi o lançamento do VII Congresso Nacional RENAS, que ocorrerá em setembro deste ano na cidade de Manaus.

Wilma e Magaly vieram de Manaus para compartilhar sobre o VII Congresso Nacional de Renas que ocorrerá na cidade em setembro

Equipe Nacional do projeto Bola na Rede no final do encontro

Grupo coordenador da Aliança Evangélica se encontra em Campinas

No dia 15 de março, o grupo coordenador da Aliança Evangélica se reuniu em Campinas para definir novas estratégias, alinhar sua agenda e reestruturar algumas frentes de trabalho. Uma destas frentes, ao qual este jornalista se inclui, é a Assessoria de Comunicação, coordenada pelo pastor Tiago Nogueira da Igreja Presbiteriana Independente de São Bartolomeu. Antigamente denominada de Assessoria de Imprensa, cargo extinto na Aliança, ocupado por este no ano de 2011, dando lugar agora uma Assessoria de Comunicação, buscando ampliar a área de comunicação e gerir as demandas do crescimento da Aliança Evangélica. A Assessoria é formada por diversos profissionais colaboradores na área de comunicação e marketing.

Juventude relevante é possível !

Juventude relevante é possível !

Às vezes parece que nossa juventude vive o vazio de uma geração sem protestos e esperança. O Movimento dos “caras pintadas” em 1992 pode ser classificado por diversos ângulos, vou apresentar dois. Uma pequena parcela de jovens da sociedade que foram usados pela mídia como massa de manobra para um fim em comum, a derrubado de Collor do poder. Ou, um movimento social da juventude (engatinhando nos primeiros anos da nova democracia vigente do país), procurando responder uma demanda de seu tempo, não apáticos, engajados na esperança de mudarem a história do Brasil. Seja qual for à interpretação, são lembrados até hoje como uma geração que foi a rua para protestar!

Hoje no Brasil, a democracia esta mais democrática que no passado, CPI`s são abertas no Congresso, muita gente punida por crimes de colarinho branco. Entretanto, muito ainda tem que ser feito. Recentemente assisti ao filme Rede Social, trajetória do jovem fundador do Facebook, filme impressionante, entretanto sai do cinema pensando na contradição, enquanto no mundo mais de 500 milhões (a maioria jovem), tem uma conta no Facebook, ainda temos no Brasil quase 40 milhões de analfabetos funcionais. Triste realidade. Mudança? Um recente abuso de poder foi no apagar das luzes do ano, os deputados votam aumento de salários para si próprios.

Enquanto isso a juventude irrelevante entretida com seus perfis no Orkut, Twitter e Facebooks da vida, preocupados com o último modelo de celular a ser lançado no mercado, dão de ombros para questões sócio-políticas de sua sociedade.

Entretanto parece haver luz no fim do túnel. Dia 18 de dezembro, jovens realizaram na avenida Paulista um protesto pacífico contra o aumento salarial dos deputados. O que quero destacar é que entre eles uma parte engajada estão envolvidos com o Projeto 242 e levando este espírito de protesto para as ruas. Lembrando Paul Tillich, sobre seu Princípio Protestante, são meios pelo qual o sagrado se manifesta sem se identificar com o sagrado. Explicando melhor, os jovens protestantes que participaram lá não estavam usando camisetas de instituições evangélicas, ou com faixa de divulgação e promoção com o nome de sua igreja etc … Estavam ali conscientes de que sua participação nesta sociedade não é dividida por “assuntos de igreja e assuntos do mundo”. Não existe vida cristã e vida mundana. Existe um jeito cristão de viver.

São jovens que ainda tem uma utopia, uma chama acessa. Esse é um bom exemplo de que ainda existem jovens engajados, pois temos que ser uma geração relevante e consciente. O jovem sem utopia é um antagonismo, pois o jovem é um revolucionário por natureza. Aliás, poderia se iniciar um protesto contra a alienação do jovem universitário, principalmente aquele que participa da igreja e acha que  é suficiente e todo ano vai marchar como soldado cabeça de papel na Marcha para Jesus e o restante do mundo a sua volta que se exploda. Onde estão agora os milhões de jovens cristãos que todo ano participam na tal Marcha para Jesus? Deviam como cidadãos do Brasil e do Reino de Deus, participaram além do protesto como este que houve na Paulista, se engajarem em obras de cunho sócio-político, levanto solidariedade e promovendo justiça, seja cobrando as autoridades, seja se envolvendo profissionalmente. Principalmente os milhares de jovens universitários, devem colocar seu talento profissional na causa.

Para encerrar o texto, falando em abuso de poder dos parlamentares, acerca da tal “bancada evangélica”, dos mais de 30 deputados, apenas dois votaram contra o aumento. (Henrique Afonso do Acre, membro da Presbiteriana e Idekazu Takayama do Paraná, da Assembléia de Deus). Maioria dos deputados de igreja, gananciosos e desprovidos de justiça do Reino. Que nossos jovens não se espelhem neles, pois sua regra é para os amigos irmãos do poder, tudo, para os desprovidos e famintos apenas a lei.

 

Osmar e Isabelle Ludovico, apoiaram o protesto !!

Galera do Projeto 242 - contra abuso dos parlamentares

Na Paulista, jovens protestam contra aumento de salário dos deputados

Fotos extraídas do álbum de Victor Resende, veja todas

Veja + post relacionado

O que eles estão falando da Igreja

LIVRO-O-que-eles-estão-falando-da-igrejaEm 03 de dezembro de 2010, o auditório João Calvino, nas dependências da Universidade Presbiteriana Mackenzie, foi palco do lançamento do livro “O que eles estão falando da Igreja” publicado pela Fonte Editorial. O livro  é uma coletânea de artigos acerca da Igreja. Organizado pelo teólogo e pastor presbiteriano Ricardo Quadros Gouvêa, tem como colaboradores em cada capítulo os teólogos Alessandro Rocha, Jorge Pinheiro, Paulo Brabo, Ricardo Gondim e Willian de Melo. Ricardo Quadro Gouvêa assina dois capítulos, dentre eles destaque na visão deste blogueiro, do último capítulo: “Missão Integral: Um Convite à Reflexão”, o texto já havia sido apresentado ao público nas reuniões da Fraternidade Teológica Latino Americana nos encontros do Núcleo São Paulo em fevereiro de 2010 e no Núcleo Campinas em maio deste mesmo ano, ambos podem ser acessados aqui e aqui e agora compõe um dos capítulos do excelente livro. 

Abaixo algumas fotos que realizei no evento.

blogDSC07316

Ricardo Quadros Gouvêa, organizador do livro.
Ricardo Quadros Gouvêa, organizador do livro.

Auditório João Calvino na Universidade Presbiteriana Mackenzie esteve com capacidade máxima de interessados em ouvir os autores do livro.
Auditório João Calvino na Universidade Presbiteriana Mackenzie esteve com capacidade máxima de interessados em ouvir os autores do livro.

Ricardo Gondim, autor de um dos capítulos do livro fala acerca da Igreja.
Ricardo Gondim, autor de um dos capítulos do livro fala acerca da Igreja.

Leia Mais: Missão Integral: Um Convite a Reflexão 

 

Núcleos FTL discutem Lausanne III

Lausanne III se encerrou na Cidade do Cabo, os núcleos FTL Campinas, Londrina e São Paulo promovem nos próximos dias debates sobre avaliação do congresso na África do Sul. Cerca de 90 brasileiros participaram da comitiva canarinho, muitos deles estarão nestes encontros falando sobre o que viram, ouviram e suas impressões.

Ricardo Gondim, que já foi presidente nacional da FTL Brasil na década de 90, disse que o congresso custou 16,5 milhões de dólares, diz ser um desperdício. Segundo Fabricio Cunha que participou do evento, contou que ouviu de um palestrante que os povos não alcançados no Brasil  “eram os surdos e a colônia japonesa e a melhor estratégia para evangelizá-los seria darmos um jeito de transmitirmos o Filme Jesus para eles.” de outro palestrante ouviu que “o amor une, mas a doutrina divide. É o preço da ortodoxia.”

CapeTown 2010 foi viável? Descubra você mesmo indo aos encontros.

Não fique de fora, igual cotovelo de caminhoneiro, participe dos encontros da FTL e se envolva, questione idéias e não pessoas, ouça os mais velhos e faça novos amigos. Eu particularmente estarei em Campinas e São Paulo ouvindo e fotografando. Depois repercutiremos aqui no blog.

Veja abaixo por ordem de data. Em Campinas acontece no dia 20 de novembro no Seminário Presbiteriano do Sul, dia 27 de novembro em Londrina na Faculdade Teológica Sul Americana e no dia 01 de dezembro em São Paulo no Seminário Servo de Cristo.

Se souber de mais encontros pelo Brasil, deixe recado nos comentários. Visite também o site nacional da FTL

Palestra no Seminário Anglicano

Estou participando de um intercâmbio do mestrado aqui no Recife, na Unicap (Universidade Católica de Pernambuco), tive oportunidade de explanar por uma hora meu projeto de pesquisa que são evangélicos no rádio no Seminário Anglicano de Estudos Teológicos.

Texto abaixo da foto extraído do noticiário do portal de Ciências da Religião da Metodista, onde realizo os estudos. Outra nova foi incluída no site do próprio Seminário.

Palestra no Seminário Anglicano de Estudos Teológicos do Recife

O aluno Alexander Fajardo, do curso de pós-graduação em Ciências da Religião, ministrou a palestra “Religião, Sociedade e Mídia Radiofônica” no SAET (Seminário Anglicano de Estudos Teológicos), em Recife.

Durante o evento, realizado no dia 27 de setembro, Alexander analisou o uso da mídia radiofônica pelas igrejas evangélicas. O assunto foi abordado de forma didática e profunda, o que gerou um debate de qualidade entre o público presente.

Por meio de um convênio entre a Universidade Metodista de São Paulo e a UNICAP (Universidade Católica de Pernambuco), Alexander ficará na cidade de Recife por um período de dois meses para se dedicar à sua dissertacão de Mestrado.

Lausanne III é atacado por hackers

Na foto realizada por Lissânder Dias, a diretora administrativa da Revista Ultimato, Klênia Fassoni, juntamente com diversas pessoas de nacionalidades diferentes, tentando conexão com a internet em Lausanne III : Ponto franco do encontro na Cidade do Cabo, África do Sul

Os organizadores do Congresso Cape Town 2010, o maior encontro de cristãos na história da Igreja, anunciaram  que houve invasão de hackers na comunicação externa via Internet. “Temos 700 pontos GlobaLink em 95 países, levando o Congresso à 100 mil pessoas”, afirmou Victor Nakah, Presidente do GlobaLink para o Congresso. “Finalmente, após dois dias muito difíceis, essas pessoas estão sendo atendidas conforme o planejado.”

A sofisticada rede desenvolvida para compartilhar com o mundo o conteúdo do Congresso foi comprometida nos dois primeiros dias. “Rastreamos ataques mal intencionados de milhões de acessos externos vindos de vários locais”, afirma Joseph Vijayam, Presidente de TI do Movimento Lausanne, patrocinador do encontro. “Somado a isto, um vírus foi trazido ao centro através de um celular”.

Ao ser questionado se poderia confirmar a origem do ataque, ele respondeu: “Há fortes indícios, mas ninguém pode ter certeza absoluta, portanto, preferimos não compartilhar nossas suspeitas”.

O Congresso reúne participantes cuidadosamente selecionados de 198 países, representando muitas das melhores mentes e os mais corajosos líderes da Igreja. Joseph Vijayam explicou que dois primos de Bangalore trouxeram a solução para o problema, graças ao seu conhecimento preciso das dificuldades enfrentadas pelo Congresso. Vilay Kumar, funcionário da Unisys Global Services, e Daniel Singh, um pastor com doutorado em biologia computacional, se dispuseram a ajudar ao tomar conhecimento da situação. Eles vieram ao congresso como voluntários para nos ajudar a conectar impressoras e a realizar outras tarefas básicas de TI. “Creio que Deus em sua soberania os trouxe até nós.” afirmou Vijayam.

No fundo, o brasileiro Valdir Steuernagel que dirigiu a programação da noite dedicada ao Oriente Médio. Foto de Lissânder Dias - Revista Ultimato

Quarto dia em CapeTown – Lausanne III

Por Fabricio Cunha

O DIA

Manhã

Começamos o dia lendo o capítulo 3 de Efésios no pequeno grupo. Francisco fica extremamente animado com o texto e faz excelentes comentários, ao que Dionísio relata o que viveu no domingo, quando foi a uma igreja evangélica aqui em Cape Town e percebeu que brancos se sentavam de um lado e os negros de outro.  Foi convidado para tomar um chá depois da celebração. Aceitou. Percebeu que no salão do chá, só havia brancos. Saiu para dar uma volta e viu que a igreja tinha um outro salão onde os negros estavam reunidos. Uma lei pode ser mudada com radicalidade e certa rapidez, mas uma cultura, sem ações de intervenção, pode levar décadas. Paulo, em Efésios 3, anuncia o Evangelho da inclusão, onde todos são igualmente parte de um mesmo corpo e herdeiros dos mesmos benefícios. “Por isso Paulo anuncia seu ministério entre os gentios com tanta ênfase e alegria”, acrescenta Francisco. Corro o risco de ser repetitivo, mas quero transferir para vocês o quanto a experi6encia em grupo pequenos tem sido rica. Em minha opinião, ela divide a primazia do congresso com os testemunhos de irmãos da igreja perseguida e sofredora.

John Piper é o pregador de hoje, fez uma exposição do texto do dia. Fiquei impressionado com seu jeito Didático e empolgado de expor. Entretanto, o conteúdo foi, para mim, decepcionante. Fazemos muito do que ele fez. Repetimos lógicas que só fazem sentido dentro do quadrado evangélico mas que, enunciadas em qualquer outro contexto, demandariam muita explicação, para não dizer repulsa. Reenfatizou o conceito de Erasmo da Cantuária sobre o sacrifício de Cristo, fazendo-o como quem acabou de descobrir esse conceito e como se fosse a única forma possível de se interpretar a cruz. Repintou a linha que separa a evangelização da ação social com declarações sutis como: “precisamos salvar as pessoas de sua condição de pobreza MAS, PRINCIPALMENTE, da condenação eterna”. Alem disso, cometeu a indelicadeza de querer “consertar” a pregação de ontem, quando abriu parêntesis em sua pregação e recorreu ao texto exposto por Ruth Padilla dizendo que se não o interpretássemos direito, correríamos o risco de não entender o Evangelho.  Para não dizer que em nada aproveitei, ele falou sobre o sofrimento de Paulo, lembrando de da dimensão sacrificial de nossa fé, dizendo que ninguém escolhe sofrer, mas só se exulta ao sofrer aqueles que são cheios  de um poder sobrenatural e o caminho de tal enchimento é a oração.

O programa seguiu com um testemunho sobre o qual falarei na sessão “A HISTÓRIA”

A plenária II, teve como tema “Testemunhando o amor de Cristo a pessoas de outras crenças”. Eu esperava abordagens com ênfase mais catequética e conquistadora. Acho que estou “escaldado”. Mas fui surpreendido com boas exposições e testemunhos, enfocando o amor como o pressuposto básico para um bom dialogo com pessoas de outras fés. Um senhora muçulmana apresentou um trabalho com enfoque na justiça em favor da mulher muçulmana que foi especialmente marcante. E ela sabe muito bem do que está falando, pois já foi vítima dessa violência.

O alemão Michael Randsem nos chamou a atenção para nosso testemunho cristão. Uma vez, conversando com um amigo, disse que se descobrisse que só teria pouco tempo de vida, testemunharia como ninguém, ao que o amigo respondeu: “se você depende de alguma circunstância para ser uma testemunha, ainda não entendeu o valor do Evangelho”. Nosso chamado é para vivermos evidenciando a vida de Cristo por amor e convicção, até as últimas conseqüências e não por expectativas nossas ou alheias ou mesmo por demandas missionárias. Evangelho é o anuncio vivo das boas novas e demanda tudo o que somos e temos.

O que mais me impressionou, foi o jovem árabe Ziya Meral. Apresentou um projeto de inserção no mundo muçulmano, usando como critério não os índices de “conversão”ou de quantidade de “cristãos” mas os índices sociais. Disse que precisamos mudar de paradigma de missão e levar para o mundo muçulmano o que lhes falta em justiça, educação, tecnologia, em vistas de sua emancipação social para que, autônomos, possam decidir sozinhos.

Tarde

O Bispo Robinson Cavalcanti, responsável da Diocese Anglicana do Recife, apresentou um seminário sobre os “Evangélicos e a política no Brasil”, sua especialidade. Em período pré-eleitoral, foi um tempo excelente de orientação. Tivemos  também a presença de congressistas de outros, interessados numa avaliação geopolítica.

Noite

O renomado pastor presbiteriano de Manhatan, Tim Keler, foi o preletor principal da noite. Apresentou sua tese do porquê devemos concentrar nossos esforços em missão na cidade. A abordagem teve dois momentos onde, em primeiro lugar, ele apresentou dados para subsidiar sua tese. Disse, por exemplo, que a economia tende cada vez mais a se basear nos índices das grandes cidades do que nos dos países. Hoje, cem cidades já concentram 30% da população mundial. Em segundo lugar, fez uma exposição do livro de Jonas. Talvez pelo tempo, foi muito superficial e disse simplismos como: “Deus prefere as cidades em relação ao campo, porque nelas está a maior quantidade das pessoas que carregam a sua imagem e semelhança”.

A noite foi de temática Latino-americana e, para honrarmos nossa fama, foi alegre e uma bagunça.

Terminamos com um dialogo de 12 minutos entre René Padilla e Samuel Escobar, nos contando um pouco do histórico dos encontros internacionais e regionais do Comitê de Lausanne e da participação efetiva dos latinos nesses processos de construção. Ter dois homens como esses, sentados diante de um público global, mas dispondo somente de 12 minutos é um disparate, alem do que é a expressão de como os latinoamericanos têm sido considerados dentro do programa.

Mesmo assim, René Padilla usou o final de seu tempo para chamar a atenção de todos para temas que o preocupam. Acho que era exatamente isso que o Comitê Internacional temia pois pediram p[ara ler o que ele falaria no púlpito. Imaginem. Dão 6 minutos para ele e ainda querem ler o que ele vai falar. Disse: “preocupa-me tratarmos a globalização como um fenômeno normal. Ele só é normal para os ricos que oprimem os pobres e a natureza pelo seu furor em consumir. Preocupa-me o tema da ecologia. Se não o trouxermos para nossa pauta principal, não teremos mundo para nossos netos. Por último, preocupa-me o discurso de que queremos alcançar o mundo convertendo as pessoas. Jesus não espera convertidos, ele espera discípulos.”

Foi aplaudido de pé.


A HISTÓRIA

Um casal de missionários no Oriente Médio viajava de uma cidade para outra. Pararam no posto. Ela viu um senhor caminhando de um lado para outro, barba grande, arma nas costas. Ficou incomodada e resolveu entregar uma Bíblia para ele. Conversou com o marido que, imediatamente a repreendeu. Ela insistiu mas não foi atendida. Pouco depois de saírem, ainda sem nenhuma paz, ela pede para o marido parar o carro e lhe diz: “eu quis fazer a minha parte. O sangue desse homem não está sobre mim, mas sobre você…” O marido, contrariado mas constrangido com a palavra de sua mulher, dá meia volta, chega novamente ao posto, despede-se da mulher, com a certeza de que corre risco de vida, e vai na direção do homem, com a Bíblia nas mãos. Quando aborda o senhor e lhe entrega a Bíblia, o homem a recebe a abraça e a beija. Conta: “há três dias estou nessa cidade pois sonhei com um homem muito poderoso, que me disse para caminhar até aqui e esperar uma pessoa me entregar a Palavra da Vida”.

Não acredito que sangue recaia sobre nós, mas acredito no incômodo daqueles que são cheios do Espírito e que podem participar de processo sobrenaturais desse mesmo Espírito. É isso o que quero para minha vida e de meus irmãos Senhor. Quero participar do que estás fazendo no mundo.

A PESSOA

Lilby e Tom Little vivem em Kabul há 30 anos. Ele é dentista e organiza projetos nos finais de semana junto com outros profissionais em comunidades de vilarejos carentes do Afeganistão. Organizou mais um no último mês. Ligou para sua esposa Lilby dizendo que tinha sido muito difícil pois o carro não havia chegado ao local e tiveram que acampar na chuva e depois caminhar alguns quilômetros com todos o equipamento. Trabalharam o dia todo e continuaram caminhando até chegar à casa do pastor que os receberia. Uma das jovens teve sérias feridas nos pés. Chegando à casa, um amigo a estava ajudando a limpar as feridas, quando um pastor afegão aproximou-se emocionado e começou a dizer: “poecha makabul, poecha, makabul”, que quer dizer “formosos são os pés, formosos são os pés.”

Trabalharam novamente no dia seguinte. Tim ligou novamente, dizendo que já estavam saindo e que chegaria em casa no início da noite. Nunca chegou. Ele e mais 14 pessoas foram assassinadas a caminho de Kabul.

Quando o FBI foi avisar Lilby, levou alguns dos pertences de Tim, dentre eles, o caderno sujo de sangue, onde estava suas impressões do projeto e o devocional que tinham feito na noite anterior. Os textos eram Efésios 2. 10 e “somos o bom perfume de Cristo”.

“Não sei por qual motivo eles foram assassinados e talvez nunca saberei, mas sei qual foi o motivo pelo qual entregaram suas vidas. O preço que pagamos não é maior do que o amor de Cristo por nós e pelo povo Afegão, por quem Ele se entregou” disse Lilby com a voz embargada. “Tem sido difícil sem meu Tim, mas ele combateu o bom combate, completou a carreira e guardou a fé”.

O sangue de Tim, nas páginas daquele caderno, são a assinatura mais pura de alguém que viveu e morreu por Cristo e por seu povo.

UMA OPINIÃO

Seria de bom tom colocarem um testemunho de algum cristão afegão, que teve  o testemunho de sua fé comprometido por conta da invasão do exército americano em seu país. Só uma opinião…