Relacionamentos virtuais: apaixonados por nada

 “Um amigo meu, um pastor que recentemente abriu sua igreja, de tempos em tempos conversa comigo sobre a nova face da igreja nos Estados Unidos – sobre a igreja pós-moderna. Ele diz que a nova igreja será diferente da antiga, que nós teremos relevância na cultura e no esforço humano. Não acho que qualquer igreja tenha sido um dia relevante para a cultura e o esforço humano, a não ser acreditando em Jesus e no poder do seu evangelho. Se a suposta nova igreja acredita em música da moda e em páginas legais na Internet, ela também não é relevante para a cultura. Trata-se apenas de outra ferramenta de Satã para levar as pessoas a serem apaixonadas pelo nada.” – Trecho do livro Como os pingüins me ajudaram a entender Deus,  página 110, escrito por Donald Miller.

 

“Ninguém cresce em relações virtuais. Essa coisa da Internet pode ser um instrumento de Deus. Mas mais ultimamente e mais frequentemente é um instrumento do diabo, o Orkut é a “Caras” dos pobres. Sujeito quer aparecer na Caras e não aparece, então ele monta uma página no Orkut, ai ele mostra a casa dele, o cachorrinho dele, mostra o filho dele, aquilo que é privativo, aquilo que deveria ser resguardado fica escancarado, todo mundo entra, todo mundo vê, deixa palpite, dá conselho, dá opinião. Isso é uma coisa do diabo, não funciona. Eu não sei porque inventaram, alias eu sei, é para devassar a sua vida, você não vai crescer em relacionamentos virtuais. O relacionamento virtual ele se encerra numa tecla, é num click. Relacionamento virtual é um convite a mentira, a falsidade e a superficialidade. O relacionamento virtual é uma página de virtudes mentirosas, de personalidades falsas, inventadas e projetadas para que sejam aceitas, para que sejam admiradas. Ninguém cresce com isso, a gente só cresce no encontro do dia-a-dia, carne e osso, cara a cara, olho no olho, é na madrugada da lágrima, na necessidade do abraço, é na convivência do limite do amigo, do irmão, da esposa, do marido, do filho, do pai, da mãe, da filha, é na mesa, é na conversa, é no silêncio que incomoda, é ai que a gente cresce. Não se cresce em auditório, se cresce na relação.” (Ed René Kivitz, em pregação dia 19 de outubro de 2008 intitulada A Grande Omissão, que pode ser baixada em sua íntegra direto do site da IBAB clicando aqui)

 

Anúncios

8 Respostas para “Relacionamentos virtuais: apaixonados por nada

  1. O Ed está certo, em parte.

  2. Salve engano, ele não pode estar totalmente certo.

    Ou melhor:

    Ele escapa por pouco de estar totalmente errado.

    Não ouvi a pregação – mas esse trecho tá com viés fooooooorte 😉

  3. vc é um idiota com perdão da palavra,e também este pastor,o amor esta em tudo,sabe o problema com o evangélico e ter como verdade tudo aquilo que ele pensa e não viveu,dar opiniões idiotas daquilo que não sabe,pessoas frustradas no minimo,o virtual como tudo na vida tem seu lado bom e seu lado ruim,pessoas boas e pessoas mas,e tudo na vida vem pra acrescentar esperiencia,vai da propria pessoa aprender com a relação ou não,não tem nada a ver com diabo,isso é ridiculo,coisa de pessoas obcecadas e acéfalas….

  4. Pingback: Apaixonados por nada « Laion Monteiro

  5. Ôpa!!
    😉 Abra piscando
    Taí um argumento que eu ainda não tinha considerado. Alíás se fosse elaborar, não conseguiria dizer tão bem como a Marcela. 😉 Fecha piscando

    Agora o Ed tem razão nessa afirmativa: só se cresce na relação. Que é parte do que creio ser o mais interessante no meio virtual: as conversas e os relacionamentos.

    O Orkut para se exibir – aí a pessoinha tá doente mesmo …

  6. orkut, msn..todos sites de relacionamentos são divertidos sim desde quando a pessoa impõe limites. Entendi perfeitamente a mensagens que o ed transmitiu e concordo com ele. Claro que pegou um pouco pesado mas vejamos, quantos relacionamentos já foram destruidos por causa desses sites? Quantas pessoas foram assassinadas com esses “encontros” marcados virtualmente? Claro que a mídia não se prende nesses casos por que na minha opinião rola muita sujeira por trás. Acredito que todos nós conhecemos alguem que já passou por situações constrangedoras ou passam por causa desses sites e achamos que nunca acontecerá com a gente.
    Abraços

  7. Prezado Alex,

    A internet me troxe até seu site, após uma rápida pesquisa sobre textos de amizades. Li alguns textos seus, alguns tocaram minha alma e meu coração, e chorei. Não acredito que as coisas possam ser divididas em boas ou más, de Deus ou do Demônio. Acredito que existam más influências perto de Deus, assim como existem boas influências do outro lado. A questão é: até onde podemos avançar sem cairmos no precipícipio? Estou citando seu texto, espero que não se importe.
    Não estamos todos na beirada, tentando nos equilibrar e nos manter no limite?
    Conheci através da internet não só bons, como ótimos amigos. É claro que há os que usam e abusam da rede para influenciarem as pessoas a cometerem erros. Mas no mundo real isso também acontece todo o tempo. O importante é sabermos separar o joio do trigo. Podemos aproveitar esta maravilhosa máquina, que nos permite conhecer outras pessoas, culturas e lugares, sem que com que isso tenhamos que abdicar de nossa fé, de nossos costumes e de nossas crenças.
    O Senhor é o nosso pastor e está conosco todo o tempo, se seguirmos nossa estrada, seja ela qual for, orando, agradecendo e acreditando na bondade divina, nenhum mal conseguirá nos atingir.
    E mesmo que sejamos atingidos, tenho certeza de que teremos força para continuar, pois nunca estamos sós.
    Que Deus o ilumine.
    Adorei seu site e voltarei novamente para ler outros textos. Fiquem com Deus.

  8. adorei o ed rene!! já tinha lido sobre isso em outro blog, o cara sugeria q se fizesse um orkut as avessas para esquadrinhar nossas vidas. pq a verdade é essa mesmo: o orkut é meio q a caras dos pobres. o ed rene muitas vezes é bom pra caramba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s