Hermenêutica básica na lata do lixo

soares-boneco-copia1.jpg

Fui convidado por uma amiga para um culto de uma federação de jovens da IPI. O pessoal no maior pique, era um dos raros momentos em que conseguiam reunir jovens de diversas regiões daquela federação. Ouve apresentação de cada igreja presente, muito louvor e celebração, até este momento o culto corria tudo muito bem, até que chegou o momento da mensagem. Levantou o seminarista de uma das igrejas para pregar.

O texto escolhido foi Atos 17:1-3 Tendo passado por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga de judeus.  Paulo, segundo o seu costume, foi procurá-los e, por três sábados, arrazoou com eles acerca das Escrituras, expondo e demonstrando ter sido necessário que o Cristo padecesse e ressurgisse dentre os mortos; e este, dizia ele, é o Cristo, Jesus, que eu vos anuncio.  

Após ler esse trecho da bíblia, nosso jovem seminarista começou a explanar o momento histórico e as diversas viagens de Paulo, tudo corria bem, no inicio me deu a impressão de que ele estava um pouco nervoso, talvez fosse uma de suas primeiras pregações, mas ele estava indo bem na apresentação do texto e sua interpretação histórica. Porém eis que senão quando, ele me lança essa pérola

– “Quando formos pregar o evangelho, temos que fazer igual a bíblia diz que Paulo fez na sinagoga, temos que arrasar, tem que detonar igual o apóstolo fez.”

Eu arregalei os olhos, pensei que não tinha ouvido direito, ou ele tinha feito um trocadilho. Mas não, para sentenciar nesse momento ele se empolgou e disse para todos lerem à bíblia junto com ele, e na parte do arrazoou (que significa expor, argumentar, alegar), ele grita em plenos pulmões para a igreja.

-“Veja, aqui diz que Paulo detonou, arrasou, demoliu os caras na apresentação do evangelho”.

Nessa hora acho que o próprio Paulo se revirou no túmulo, e o professor Pasquale da TV Cultura teve um princípio de infarto. Em nenhum momento o seminarista disse que Paulo manejava bem a palavra e por isso tinha base para argumentar e discutir as escrituras na sinagoga.

Enfim, quem saiu arrasado da igreja naquele dia fui eu.

Anúncios

5 comentários

  1. Meeeeu… isso aconteceu mesmo?!?!
    Também ficaria péssima ouvindo uma mensagem como esta se tivesse com você!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Mas tá lançado o desafio de uma “Bíblia com gírias”!!!
    Sh

  2. Nossa, se ele mandou esse perola logo no versiculo 2 fico imaginando como foi o resto do capitulo, no versiculo 34 por exemplo oq ele disse de Dionísio, o areopagita…

  3. Ola queridos, mesmo o irmão tento falhado na interpretação, eu gostaria de perguntar se dentre as rizadas e sarros tirados, alguem orou para que Deus ajude o seminarista a aprender melhorar sua expressã0 e principalmente a fazer uma hermeneutica mais sólida. Vivemos em um periodo de forte secularização e muitas vezes nos mostramos ao mundo como um corpo todo esquartejado (sem unidade), portanto pensem!

  4. Pregação é coisa séria. Existem falhas. Creio que todo pregador, erra, diz algo fora dos padrões. Mas o caso ai é de muita infantilidade. Talvez um pouco de entusiasmo sem monitoramento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s