Amor eternamente passageiro

Quando sabemos que estamos amando ou encontramos um amor verdadeiro? Ou não exista o amor único. Não digo isto apenas sobre um relacionamento a dois. Mas também com a capacidade de se impressionar com coisas da vida e depois de certo tempo esse mesmo assunto já não interessar mais. Não era amor?

Sobre isto, certa vez em uma palestra ouvi a frase: “Em nossa época a maior prova do amor é o investimento de tempo. Vc não vai gastar tempo com o que não ama”.

Este pensamento resume hoje o meu cotidiano. Pois estive pensando com o que eu ocupo o meu tempo. Apenas com coisas que me agradam. Não vou perder meu tempo com algo que não me interessa. Pelo contrário, vou procurar investir meu tempo com algo que me traga prazer e que eu me sinta feliz.

Certa vez um teólogo disse que tinha em sua biblioteca, mais de onze mil livros, tudo relacionado ao tema teologia. Ele disse que não tinha nenhum livro que falasse de mecânica de automóveis ou de culinária, pois isto não interessava para ele. Sempre iremos investir nosso tempo de leitura no que amamos. Conheço pessoas que vivem e pensam sobre futebol durante o dia todo. Ao acordar pela manhã passam na banca de jornal e compram um jornal exclusivo de esportes e ficam atualizados sobre o mundo futebolístico do dia anterior. Ao Meio dia ouvem e assistem programas na TV que falam e comentam as mesmas notícias do jornal da manhã. Estas pessoas amam o assunto futebol e por causa disto investem seu tempo com isto.

A maior prova de amor é o investimento de tempo. Sendo isto nossos pensamentos são povoados de pessoas, coisas e assuntos que amamos. Perceba-se pensando em algo por muito tempo. Seja um amigo que vc admira e queira bem. Seja sua namorada ou seu amante. Seja um assunto como matemática física, teologia, culinária, informática ou fotografias.

Quando eu cursava a faculdade de jornalismo, era fascinado pela biografia de jornalistas e histórias de jornalismo, principalmente na área de política. Um dos meus livros preferidos da época foi Noticias do Planalto de Mario Sergio Conti. Livros desta mesma linha eram meus companheiros por onde meus pés andavam. Antes da primeira aula, eu fazia questão de ir a biblioteca que assinava os principais jornais do país e ler as colunas e artigos sobre a política atual brasileira. Em épocas de eleições, meu investimento de tempo eram estas pesquisas e leituras. Eu amava isto. Entretanto este amor passou, leio algo, uma noticia ou outra, raramente um artigo especializado. Este amor por este assunto acabou. Meu tempo não é mais investido com isto.

Poderia traçar um paralelo com o amor de Deus pelo ser humano. Mas creio que Deus não investe tempo. Deus está fora do tempo. Ou o tempo seria uma essência de Deus ? Bom, não irei agora estender o assunto para filosofia teológica.

O meu tempo tenho que investir com coisas boas, ultimamente minhas leituras de autores que considero traidores leais do atual cristianismo (assunto para outro post), investirei meu tempo com poucos e bons amigos que tenho. Enfim, passo por uma fase boa atualmente, depois de algumas pancadas de chuva e tempestades, creio que o sossego de se investir o tempo é agora para mim essencial. Espero poder administrar e investir com pessoas, atitudes e coisas que realmente me interessam e amo.

By Alex Fajardo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s