Sejamos sinceros

Qualquer pessoa que reclame para si a “melhor interpretação”, a “correta hermenêutica”, a “exposição do Evangelho verdadeiro”, deve ser posta sub judice. 
O que temos são, no máximo, nuances cheios de impressões pessoais, de influência contextual, de intenções, de expectativas e de outras tantas influências externas que carregamos para nossa interpretação bíblica.
O melhor é, de forma sincera, dizer que “achamos que as coisas são assim”, expô-las como possíveis e vivê-las como quem acredita que são verdadeiras, semeando a vida com bom testemunho e nunca com imposição.
Acho assim…

escrito por Fabricio Cunha (o fotografado acima)

.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s