Debate sobre o livro A Cabana

ed-rene

Ocorreu ontem, noite de 27 de abril na IBAB um debate sobre o livro A Cabana de Willian P. Young. Ed René Kivitz atuou como mediador entre o pastor Ariovaldo Ramos e Ricardo Gouvêa, atual pastor da Igreja Presbiteriana do Limão. O debate faz parte do fórum de reflexão teológica que atualmente esta com o tema Deus no banco dos réus.

 

De minha parte sou suspeito a dizer sobre os debatedores, principalmente de Ricardo Gouvêa, que me auxiliou muito em uma fase difícil minha com a igreja, em 2005 participei com ele da Comunidade do Sumaré praticamente todos os domingos pela manhã, ouvindo e conversando com ele sobre igreja, espiritualidade, e amizade. Nosso último encontro faz uns dois anos e fiquei muito contente em rever ele e também de sua participação no debate ao lado de Ed René e Ariovaldo. Fiz algumas fotos que compartilho com todos neste post também.

 

O debate foi um ping-pong onde Ed René leu algumas perguntas da platéia e alternadamente os debatedores davam sua interpretação as questões levantadas. Entretanto antes das perguntas Ed René abriu espaço de 10 minutos para cada debatedor falar sobre sua impressão do livro.

 Ricardo Gouveia

Polêmico e instigador como sempre, Ricardo Gouvêa iniciou sua fala dizendo que o livro A Cabana do ponto de vista literário é uma obra medíocre demais. Que o livro nunca será um clássico da literatura cristã como foi, por exemplo, O Peregrino de John Bunyan. Gouvêa afirmou que William P. Young não é um homem das artes literárias, mas simplesmente um teólogo que escreveu uma obra de ficção apresentando conceitos sobre Deus. A responder uma pergunta de Ed René sobre o que o livro diz sobre o sofrimento, Gouvêa diz que o problema do sofrimento não tem solução e que o evangelho não tem obrigação de dar esta resposta e que devemos reconhecer que o sofrimento faz parte da raça humana e que o autor do livro mostra que Deus sofre conosco, sendo que o maior sofrimento foi feito com seu filho Jesus na cruz. Gouveia afirma, entretanto que o livro apesar de polêmico, é bastante conservador em sua teologia, pois falando sobre pecado original, trindade e soberania divina, apresenta os conceitos clássicos da teologia. É a velha história da salvação recontada de uma nova forma e roupagem. Gouvêa também diz que não gostou do final do livro “Happy End” em que tudo dá certo no final e o criminoso é preso. Gouvêa termina sua fala citando um trecho do livro na página 176 – “A fé não cresce na casa da certeza”.

 

Mesa debate sobre o livro A Cabana

Mesa do debate sobre o livro A Cabana formada por Ariovaldo Ramos, Ed René Kivitz e Ricardo Quadros Gouvêa

 

Ariovaldo Ramos disse não querer analisar o livro como obra literária, mas sim como um livro que apresenta uma visão sobre Deus e o sofrimento, pois no  quando Deus é questionado em relação ao que faria a respeito do sofrimento humano, a resposta é que Deus já fez através de Cristo na cruz. Ariovaldo explica que por ser de origem anglo-saxão, o autor é influenciado a terminar o livro com um final feliz. Ariovaldo afirmou que gostou da interpretação dada pelo autor em relação à trindade, pois ali esta o conceito de paternidade, maternidade e filiação.

 

plenaria

About these ads

259 Respostas para “Debate sobre o livro A Cabana

  1. Valeu cara! Pena que um debate desse não tem como acontecer no RJ… ou tem?

    • Quem não gostou do livro dá uma olhadinha no prefácio :P
      O livro é excelente e não tenho nada contra, pois mostra o amor que Deus tem por nós e acho sim que Deus ainda sofre junto conosco, porque ele fez morada desmerecida dentro de nós e quem não sofre ao ver o que criou se degradando e se destruindo???

  2. Alex, muito obrigado pela síntese do debate. O Gouveia realmente é instigador, mas muito sábio em sua argumentação.

  3. Estava conversando bastante sobre o livro esta tarde, meu amigo-irmão detestou… disse estar cheio de heresias, como o universalismo etc…

    Eu não vi heresias, eu vi uma ortodoxia que não esperava de um herege…

    Para um herege, ele até que se comportou (risos).

  4. esse é meu primo, parabéns pelo post alex.

  5. Nossa que coincidência! Na mesma noite, participei de um debate sobre o mesmo tema. Estou perplexo! Ótima reportagem, como sempre.

  6. Bom dia irmão Alex!!!
    Valeu o post principalmente para pessoas como eu que não estiveram presentes, mas queriam muito ir!
    Se houver outros divulgue! Quem sabe um dia os horários coincidam para que eu participe!
    Até,
    Sarah

  7. Pingback: A Gruta do Lou » Blog Archive » A Cabana em debate

  8. Achei o livro muito interessante. Uma boa apresentação do amor de Deus por uma raça que sofre.
    A repercussão entre não-cristãos tem sido grande e positiva.

  9. Oi Alex,
    depois de ler o Young, o Volney e o Lou, acabei vindo parar aqui!

    Pelo que li em seu relato a crítica do Ricardo foi muito ácida! Parece esconder algum descontentamento (talvez inconciente)…

    Pessoalmente penso que a ousadia, originalidade e criatividade do autor na abordagem dos temas foram muito felizes. Combinam bem com a realidade de nossos dias.

    Obviamente não é o melhor livro que já li. Tem lá seus exageros e viéis norte americanos. Mas gostei de ler e recomendaria par amigos cristãos ou não cristãos, especialmente para esses últimos.

    Abrçs,

    Roger

  10. Fui ao debate e gostei muito….

    Parabéns pelo post!

    A Paz!

  11. Partabéns pelo post primo, como sempre vc arraza! Ainda bem que consegui chegar a tempo ainda mais 3 ferras debatendo sobre um livro maravilhoso.

  12. Amei o livro…recomendo…me sinto outra…principalmente no que diz ao ato de julgar.A força do amor reinando, isso é Deus.

  13. Saudações a todos.

    Infelizmente não pude ir ao tal debate; tinha mesmo algumas perguntas a fazer para os ilustres figurões do pensamento evangélico brazuca.

    (Vou reproduzir aqui mais ou menos o que já havia dito no Blog de meu amigo Volney Faustini).

    Eu li o livro…e não gostei!

    E não pensem os mais desavisados que não gostei por causa da teologia do Young, embora tenha achado-a rasa e pessoal demais. Trocando em miúdos, o que ele diz não se escreve; era uma história para seus filhos mesmo.

    Na verdade, para ser bem sincero, achei o personagem principal, o tal Mackenzie, inverossímil. Ele parece um “bebê chorão”, reclamando da vida. Alguém que se permitiu ficar “de mal” de Deus. Seus questionamentos são simplórios e beiram o ridículo. Isso sem desconsiderar a seriedade do que lhe aconteceu (a morte trágica da filha), absolutamente.

    Vou dar um exemplo:

    No filme “A Fonte da Donzela”, de Ingmar Bergman, ocorre algo bem parecido, mas com um desdobramento imensamente mais profundo (e Belo) do que o de Young e seu Mack.
    O personagem principal – um homem do campo – tem sua filha brutalmente violentada e assassinada por dois irmãos, à vista de um terceiro, uma criança, que fica apavorado; e mais, de uma maneira mais que banal: diversão. Porém, a atitude dele (o pai) é completamente diferente. Primeiro, porque os assassinos, fugindo, acabam pedindo guarida, por causa do frio, em sua fazenda; e ele, descobrindo o ocorrido (pois ofereceram para venda uma peça da cara roupa que a filha usava quando assassinada), mata os assassinos e o irmão menor (inocente); segundo, porque ele, quando encontra a filha morta na floresta, pede perdão a Deus e promete erigir uma Igreja naquele local, dizendo que apesar de não compreender porque Deus fez aquilo com ele, se renderia ao mistério divino. É um personagem forte, revoltado, mas muito consciente de suas limitações.

    Acho que só vendo o filme mesmo – que recomendo! – para entender o que quero dizer.

    Outra coisa engraçada é que, lendo Camus ou Dostoiévski (e tantos outros), que também costumam trabalhar com personagens em crises profundas de fé, não sinto esse tom infantil que senti em Mack. Muito pelo contrário, a força de um Ivan Karamázov, ou de um Meursault – de “O Estrangeiro” –, é praticamente insuperável.

    Tudo bem que é covardia comparar Dostoiévski com William Young (rsrs), mas, faço isso exatamente para dizer o seguinte: a idéia do Young pode até ter sido interessante, mas seu livro, para começar, não é o que podemos chamar de obra literária; nesse aspecto (na forma) é fraquíssimo. Acho que ele escreve mal. Se bem que a tradução pode não ter sido das melhores também.
    Há personagens muito mais maduros no cenário da literatura mundial, em situações semelhantes, mas que não carregam o jeito afetado do personagem de Young.
    Em relação ao conteúdo, um exemplo: quando vi o Mackenzie perguntando para Mamãe (o Deus Negra Gorda [sic] e Cozinheira) se ele tinha mesmo que perdoar o assassino de sua filha – coisa que qualquer cristão sabe (ou deveria saber) –, achei quase engraçado.

    Tudo bem, vale como ressalva um fato: os que alimentaram durante muito tempo os mesmos conceitos que levaram Mack (e Young) a uma crise de Fé, com certeza se identificaram com a idéia do livro. Agora, dizer que o livro é bom só porque, supostamente, quebra alguns paradigmas doutrinários – o que também não acredito – pode até ser uma coisa a se considerar, só não sei se é a única ou a principal.

    Agora, vai aqui uma afirmação que pode gerar controvérsias mais acentuadas, rs:

    Se o Mackenzie tivesse nascido em uma circunstância onde Deus precisa existir (no sertão do Nordeste, por exemplo), Ele existiria, independente da dor sofrida pela perda de sua filha. A isso alguns chamariam de escapismo; porém, os Antigos chamaram de Fortaleza, uma virtude cardeal.

    Permitam-me um exemplo em um poema de minha autoria:

    http://paulopoeta.blogspot.com/2008/11/um-neo-ateu-visita-o-serto-seu.html

    Finalizando, para mim, o comportamento do personagem de Young é típico do absurdamente pragmático “American Way of Life”.

    Pronto! Falei!

    Sem falar no Negra Gorda (?), que dá margem a discussões de outra natureza, que certamente alongariam essa já longa mensagem ao infinito (rs).

    Abraço e Paz,
    PC

    • adorei seu entendimento sobre o livro Paulo.

      Concordei muito com o que vc disse. Muito interessante. Muito bom encontrar alguém com opiniões semelhantes às minhas. Também achei o livro muito infantil e nem de longe se parece com uma obra literária.

      Abraços.

      • QUE DEUS AJUDE VC,POR ESSAS ATITUDE DE SERES HUMANOS SEM O MENOR RESPEITO PELO SOFRIMENTO E O TRABALHO DOS OUTROS SE NÃO NADA DE BOM PARA DIZER FIQUE CALADOS. JUÍZES
        !!!!

    • Puxa, você é bom a julgar. Ainda bem que você gostou mais de outros livros. Sua altivez e superioridade me faz pensar que você é o melhor candidato ao lugar de Deus. Pensando bem talvez não, porque da forma como se expressa você não parece ter filhos não. A palavra é só uma AMOR. Eu te amo.

    • Paulo, vc já perdeu um filho????
      como vc pode ficar chamando alguém de chorão!
      espero que isso nunca venha a acontecer…

    • ESPERO QUE ESSES COMENTÁRIOS ABAIXO TOQUE SEU CORAÇÃO SE É QUE VC INDA TEM SENTIMENTO,E QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DA SUA ALMA.

    • QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA
      DA SUA ALMA.JUIZ.

  14. Nossa dificil dar uma opinião,Paulo Cruz la em cima ja diz tudo que gostaria de dizer ,e disse muito bem dito,resumindo,a cabana é uma fabula maú escrita e elaborada,eu que fiquei tão curiosa qdo me falaram desse livro fiquei louca pra ler,no inicio ela me prendeu,não conseguia deixar de ler,qdo ele chegou na cabana a coisa se tornou tediosa,totalmente sem conteudo,não conseguia nunca vencer o livro,ele simplesmente não acabava,ia se arrastando,só não entendo do pq de tanta polêmica a respeito desse livro,a ponto de valer um debate em uma igreja,livro esse que na minha opinião não é uma heresia,e sim um conto de fadas,só faltou gnomos e duendes, nem mesmo o autor sabe se foi verdade ou um ataque bipolar do personagem central,em suma…decepção e tédio profundo foi o que senti em relação ao livro,uma pergunta ao Daniel la em cima:repercussão entre não-cristãos ???o é que ser cristão exatamente??é ser evangélico??pq conheço poucas pessoas que não acreditam em jesus cristo,cada um a sua maneira claro,e todas merecem respeito,acho eu…o que é o livro,um chamamente evangélico então??afff
    parabéns pelo post,muito bem escrito e elaborado…paz e luz pra ti…K.P

  15. Pingback: The shack – A cabana caiu « Café na meia-noite

  16. Postei em meu blog uma análise do livro a partir do ponto de vista de um Reformado. Se interessar:

    http://correioestudantil.blogspot.com/2009/05/cabana-caiu.html

  17. Srs,

    Parabéns William P. Young!
    Vejo que muitos invejaram a grande obra “A Cabana”ofendendo de obra medíocre!!
    Vá em frente “projeto Missy”!
    Ofender uma obra literária é uma posição de muita covardia,pois,em toda obra há qualidades que fazem o ser humano mergulhar num processo de reflexão em busca de sabedoria.
    Burghi

  18. Dani Marina Oliveira

    A cabana não é um livro pra se ler por pessoas que entendem Deus e o tem já na sua filosofia de vida. A Cabana é um livro pra se viver e dar um ponto de partida para muitas dúvidas religiosas que nos cercam por variedades de pensamentos teológicos: Abraamismo · Acosmismo · Agnosticismo · Animismo · Antirreligião · Ateísmo · Dharmismo · Deísmo · Dualismo · Esoterismo · Teologia feminista · Gnosticismo · Henoteísmo · Humanismo etc o livro dá liberdade sim como um conto de fadas de se criar um Deus realmente efetivo na vida de cada um, um Deus libertador que transforma e cura. Ao ler o livro é preciso mesmo que na ficção nos colocarmos na situação do personagem, é preciso frente as informações deixar também que nosso inconciente vaguei pelas páginas procurando uma saída. Não importa se Deus era uma Negra gorda cozinheira, o que importa é a mensagem, que Deus esta ao seu lado, que Jesus é seu amigo e que o espírito santo é seu “eu” em transformação. Considero sim uma obra literária e mais além, uma boa obra em linguagem sobrenatural, que para os que desejarem modifica, reconstrói e liberta. Apenas não serve para os que se escondem atrás de uma capa da existencia de um Deus quadrado que cabe numa caixinha, com manual de instrução de como deve ser lido e deleitado. Parabéns pela obra William Young .

  19. Caramba! Esse William Young está conseguindo feitos notáveis! :-P

    • Olá Paulo, puxa, bonitas as suas palavras, logo se vê que você é muito inteligente, mas nenhum pouco espiritual digamos assim, não sei se você é religioso ou ateu, e isso na verdade não é a pauta aqui, mas sabe, sua opinião que eu respeito e muito, é um tanto dura eu achei, vou até pesquisar e assistir aos filmes que você comenta pois gosto muito de arte, de filmes ou livros, de drama, enfim, sou apreciadora da boa escrita e de personagens bem trabalhados e bem interpretados, porém, vou discordar, já que isso é forum…rs, você fala do autor como se fosse um grande escritor e ou estudioso de artes literárias, que provavelmente tem o respeito de milhões de pessoas, mas não sei se é esse o caso, mas vejamos, se fosse o caso, eu diria que você foi grosseiro e fez comentários depreciativos de um autor que embora não seja o melhor escritor do mundo, também não chega nem perto de ser o pior, pois muitos pessoas inteligentes leram esse livro e gostaram tanto que há milhares de boas críticas, então eu diria que você foi mesquinhos ao chamar um autor de ruim, ao falar da infantilidade do personagem, você mostra que provavelmente não passou (e se passou me perdoe) por traumas como os que ele passou, uma infância roubada pode fazer de você muito forte ou muito fraco, com muita fé ou com nenhuma, não da pra saber como cada ser humano reage ao ser estuprado, ao perder um ente querido, ao ser humilhado por um pai, enfim, entre outros, simplesmente não dá, cada um reage de um jeito, conheço pessoas que são exatamente como o Mack, e que provavelmente teriam a mesma reação que ele ao se deparar com a situação que ele se deparou. afinal, se você Paulo, e isso também serve para a Karol ali de cima, se Deus os convidasse para passar um final de Semana com ele vocês iriam?, ou se simplesmente Ele aparecesse na sua frente quebrando tudo aquilo que você jurava ser verdade…
      O que você faria? Você faria alguma pergunta super inteligente, sobre alguma coisa aqui na terra na intenção de testar seus conhecimentos, você o abraçaria de primeira, ou ficaria como bobo, feito o Mack querendo saber , porque Deus não havia impedindo algo errado na sua vida ou mundo enfim…. fica ai a pergunta, e ainda outra e se isso acontecesse, você esconderia de todos o acontecido ou contaria com grande alegria que conhecera o Senhor Criador bem de perto?

      Ahhh sim e só pra terminar, você falou muito bem em sua crítica, pareceu até ser nobre mas, em seu ultimo comentário sobre a fama de william, rs… desculpe tive de rir, foi come se você tivesse caido do salto e perdido toda a pompa de rapaz bem forjado, e virado mais um com inveja e poucas palavras destrutivas a um autor que você sequer conhece.

      Um abraço

  20. http://www.sbpv.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=136:a-cabana-abrigo-para-a-alma-ou-barraco-teologico&catid=1:latest

    Dr. Carlos Osvaldo Cardoso Pinto (Ph.D. em Telogia pelo Seminário Teológico de Dallas, TX, EUA) comentando o livro…

  21. A Cabana, eu lí e gostei. A opinião do Pr.Ricardo é tb preconceituosa, ele é lider -religioso,e presbiteriano, denominação religiosa tradicional que na opinião de Jesus em conversa com Mack não foi nada favorável, o livro quebra alguns paradigmas religiosos, isso talvez não agrade ao Rev Ricardo e vem então daí a sua crítica ácida que alguns idiotas acham corajosa e bem postada.
    Ariovaldo Ramos falou e falou bem. São experiências pessoais o questionamento de Marck com Deus, coisa que no nosso meio é “proibido” e até desrespeitoso. Me parece que falta leitura da Biblia, eu lí Jeremias 20 e fiquei pasmado em Jeremias chamar Deus de enganador e até amaldiçoar o dia do nascimento.
    É bom para a galera ler + a Palavra.
    Um abraço do Tito que gostou demais do A Cabana.

  22. ricardo teixeira batista

    Os leitores que leem este livro com espírito de oração, como sugerido no prefácio, conseguem captar sua mensagem. Os que leem com espírito crítico só prestaram atenção na forma literaria ou dogmas religiosos. Estes somente acrescentaram mais um livro em sua coleção.

  23. Parabéns pelo blog….muito legal as discussões.

    Abs

    Fred

  24. é interessante a forma diferente que as pessoas têem de interpretar um livro, mas no meu ponto de vista como cristão, acedito seriamente que de forma figurativa o autor entende pois descrever a trindade daquela forma foi a principio intrigante para mim, mas não demorou muito tempo para compreender a visão. Deus se expressa como quer, Ele criou tudo e tudo conhece então venha Ele em forma feminina ou masculina, sempre será o que é: imutável.
    o decorrer da estoria prende a atenção de quem está lendo e cada capitulo nos incita a querer ler o proximo então em termo de estrategia ele também é ótimo. a estoria nos passa uma mensgem de perdão para ter paz de vida e pra finalizar quero dizer que como um meio de evangelização esse livro pode ser um sinal de que as pedras já estão falando. …

    que Papai, Sarayu e nosso amado Rei Jesus sejam engrandecidos de todas as formas nas vidas das pessoas!

  25. Pingback: Não estou sozinho na Cabana « Café na meia-noite

  26. SIMPLESMENTE SURPREENDENTE ME ENCONTREI DEPOIS DE LER ESSE LIVRO !!!

  27. se você ler a biblia não precisa perde seu tempo com certos livros. Pois a biblia mostra tudo que o livro tentou passar no meu ver tentou mas deixou a desejar. Apalavra fala de AMOR JUSTIÇA, PERDÃO e etc leia a biblia pois é o livro mais completo do mundo e ainda nos traz sabedoria e voce ainda leva para seu dia a dia quem tem o conhecimento sabe do que estou falando. o nome do livro devia ser a VIAGEM.

    • cara, voce falou tudo e so um livro que mostra faces de Deus, e ate ridiculo compara-lo com a Biblia sagrada. se liga e ve se nao viaja

    • ótima resposta, também acho que não devemos perder tempo com livros assim temos a BÍBLIA AMÉM.

    • Nossa, Maria, quanta falta de fé minha querida, a bíblia é um livro maravilhoso e concordo quando você diz que ele é completo e realmente nos mostra coisas que também podemos encontrar nas histórias bíblicas, mas sabe Maria, Deus trabalha através de nós de muitas formas, como você pode ter tanta certeza de que Deus não o Inspirou para escrever esse livro? eu iria ainda mais além, Digamos que a estória de Mack seja real, que tudo isso realmente aconteceu, e eu não estou afirmando isso, só estou lhe pedindo para supor, sendo assim, minha cara, se isso acontecesse com você o que você faria? não contaria a ninguém com medo de te acharem maluca? acho que não, de fato é uma estória surpreendente e mágica, mas se for verdade, acredito que a pessoa ficaria tão tocada por Deus que não se importaria com a infinidade de críticas que iriam surgir.
      Maria, ter fé é muito mais do que isso… quero acreditar de fato que pode ser uma estória baseada em fatos reais, mas se não, eu acredito que Deus está por traz disso de alguma forma….
      O Importante é a menssagem que o livro passa, que em momento algum deixa de lado a referência a Deus, a Jesus, e ao Espírito Santo, seja menos crítica e mais humana, não só porque eu estou falando, mas porque assim, você pode se colocar no lugar do outro e pensar de forma diferente, então seu julgamento também será diferente.
      Não quero com esta te julgar, ou te ofender, sei lá, só um toque de alguém que Ama , o Deus da mesma Bíblia que você lê, e que chorou muito ao ler este livro, sou escritora e espero algum dia, que Deus me use para passar alguma mensagem através de mim, em livro, onde muitas pessoas possam ser abençoadas, não para que eu me sinta bem com um feito meu, mas para que a cada dia, em minhas palavras haja mais Dele em mim do que de mim mesma.

      Um Grande abraço.

  28. Estou lendo o livro, não acho tão ruim assim. Não concordo com tudo. Mas Deus nos criou para a liberdade, e para que sejamos Dele com confiança, com fé. Quem não gosta de sonhar?Sonhar com Deus que te abraça, como se descreve no livro?Penso, que estamos nos tornando tão radicais, que não nos damos o direito de sonhar. Nem por isso deixei de ler a Bíblia, e passei a ver Deus de uma forma mais meiga.(rs)Deus nos quer, foi essa mensagem que o livro me passou até agora.

  29. Claro que ler a bíblia é muito importante, nada substitui esse Manual de sobrevivência.
    Ganhei esse livro de presente e posso dizer que foi o melhor q ja li. Ele mostra de maneira muito simples como é o olhar d Deus. Como nós nos limitamos, como realmente ele é imutável e está em todos os lugares e coisas…
    Comparar o livro com tantas obras citadas a cima acaba nao tendo sentido, ja q o livro nem foi escrito pra ser publicado. Dou graças por Deus ter permitido q ele fosse. Imaginar as coisas corriqueiras da vida como providência divina foi uma das mudanças causadas em mim por ele. As vezes não nos damos conta de q exatamente TUDO é acompanhado por Ele com Seus olhos de amor, nada passa desapercebido.
    O modo como Mack é tratado, tão intimo, inundou meu coração com um calor q eu nao quero deixar esfriar jamais.
    E como o Ricardo Batista disse, ler o livro com espírito de oração faz TODA a diferença. Por mais espirituais que sejamos, por mais que conheçamos a pessoa de Deus e sua palavra, temos em nós a lei do pecado e da morte q vem de Adão, isso não é novidade. Mas o Senhor veio e derramou sangue e agua, nos trouxe a lei do Espírito e da Vida!
    O livro é ótimo independente de como foi escrito ou traduzido. Sua mensagem transmite exatamente o q a raça humana precisaria pra chegar perto d uma vida santa: INTIMIDADE COM DEUS!!!

  30. Sem comparar com a biblia é obvio, foi o “Melhor livro que ja li ate hoje,Maravilhoso!!!
    Toda a polemica e controversias gerada,é uma grande prova que é algo de Deus,e as trevas nao gostaram nada disto.
    Desculpe-me os meus amigos e queridos pastores “Teologos detentores da verdade suprema”que durante anos tentam com sua hermeneutica exegese e omileticas desvendar a Deus,e com isto e em muitas veses criaram uma imagem ate severa e tirana de um deus que so existe nas suas filosofias.Com isto chutaram literalmente centenas de milhares de filhos de suas instituições religiosas,com pretestos apologeticos e doutrinario,frios e sem amor encheram as cadeias e esquinas de “filhos do Papai, machucados e feridos por este sitema religioso criado pelas mentes humanas,carnais egoistas dominadoras de poder,e se achando fazendo um favor para Deus.
    Deus sim como um Pai amoroso te abraçaria,traria lanche na cama para voce,responderia nossas mais toscas e inocentes perguntas, e dariamos boas risadas juntos,pois afinal Ele é Meu PAPAI…e seu |tambem,e ate dos teologos que tem coração quebrantado,e pensa errado pela pressão do sitema.LEIA O LIVRO DEZ VESES SE FOR PRECIZO, E RECUMENDE PARA OUTROS MIL,POIS ISTO É UMA REVELAÇÃO CLARA DAQUILO QUE JA ESTAVA NA BILBLIA,SO QUE NOSSA CEGUEIRA ESPIRITUAL NÃO NOS PERMITIA VER…os olhos da religião obscurecem nossa visão amorasa D’ele.
    Valeu por este espaço democratico,e desculpe-me por ser tão incisivo assim,este é meu jeito.

    • CONCORDO PLENAMENTE..

    • Show de bola, gostei do seu comentário, também amei o livro, e ainda amo a bíblia…. alguns dizem que se deve ler só a bíblia, meio hipócrita eu achei, se for assim, não conselhos dos pastores ou de líderes da igreja, pois eles falam coisas que estão escritas lá…. imagine se cada vez que vc for pedir uma ajuda um conforto de algum amigo, sempre te responderem com um versículo, com certeza ninguém ficaria feliz com isso, pois isso excluiria os relacionamentos, alguns compoe músicas profundas que nos fazem refletir, que nos inspiram, outros, pintam quadros que tiram nosso fôlego e nos fazem olhar o mundo de uma maneira diferente, outros muitos artistas podem ser usados para nos surpreender com a expressão de seu relacionamento com Deus, milhares de pessoas fazem isso, de milhões de maneiras diferentes, obviamente para Deus se comunicar os muitos tipos de pessoas que existem no mundo, o Livro é só mais uma dessas maneiras, gostei imensamente de lê-lo e o fiz em tempo record (pra mim) em um dia. e eu o Indicarei a todos que eu conheço.

  31. Simplesmente não se pode denegrir os conceitos religiosos das pessoas passando um Deus que encontra caminhos para resolver os problemas da humanidade independente do que ele creia, tem um caminhos e esse caminho chama-se Jesus, li o livro e a sensação que passa é que quando não encontramos o caminho que é Jesus ele dar um jeito de nos encontrar. Biblicamente muitas coisas não batem, como Deus chamar o assassino de filho, e a revelação exata de Deus para filho é quem recebe e a Jesus. Queira ou não a biblia dá um norte para todo entendimento de Deus, mesmo que isso simbolize o caminho exato (Doutrina básica) chamado Jesus. Não podemos simplesmente colocar liberdade no homem, se a principal regra para não sermos tão livres é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, fazendo isso cumprimos toda a Lei (regra) mas não é bem isso que o livro fala, simplesmente coloca o Deus dos mandamentos como um Deus que não gostaria muito de orientar seus filhos, a não ser pelo amor isso é meio perigoso. Não quero passar pra vocês da minha parte radicalismos, nem mesmo condenar o autor, tem uma liberdade que Jesus pregou, mas ela não poderia ser aplicada conforme o autor frisou: o amor dá liberdade. Queira ou não essa liberdade do livro vai deixar as pessoas mas convencidas que podem viver do jeito que quer, e não é isso que Jesus ensina. Além do mais, tem um pouco de contatos de homem vivo com mortos, doutrina espírita, por mais que tudo seja ficçao, mas ficção quer ensinar uma certa realidade.
    Perdão amados, isso é muito estranho pra o ensimo Cristão nosso, e não podemos abolir a palavra Cristão, é isso que está em Atos dos apostolos a todos que se une a Cristo.

    Muitas coisas precisam ser consideradas, claro, mas a principal dela é essência, considerar fazer parte de um povo escolhido por Deus, não por causa de um entendimento vago, desmentindo e desconsiderando o ensino do qual aprendemos sobre Deus, suas maravilhas. Coloque no seu peito querido, Sou Cristão, faço parte dessa gente que declara Jesus como Senhor e Unico Salvador, por ter ACEITADO o amor de Deus, tá faltando gente com coragem, para declarar isso, estamos enchendo o ventre com ensinos estranhos mesmos. Quem acha que os apostolos estão errados, considere somente a parte amorosa da bíblia, caso contrário, veja o estilo de vida para o povo que Deus escolheu, as cartas dos apóstolos adverte muita coisa, uma delas é doutrina estranha. E tem mais o detalhe não é conhecer somente de amor, é prática, e isso Deus não vai passar a mão, se você pode fazer o bem e não faz, peca.

    • Compreendo sua resposta, mas… quanto ao que você disse sobre mortos que aparecem, tb me incomodou um pouco quando li, mas de fato, se for a fundo mesmo, onde ele estava o tempo não era exatamente o que é para nós, ou seja, Deus só quis mostrar a ele que sua filha estava viva, e a salvo, com Jesus, que estava no mundo esprital com a menina que para o pai estava morta, mas não para Jesus, logo, Jesus estava com ela mas o pai não pode falar com ela, o que reforça que não podemos falar com os mortos. Quando meu avó faleceu senti que Deus me dizia a mesma coisa, o autor só ilustrou isso de outra forma.
      Concordo na verdade no fato de termos cuidado na Igreja com o que entendemos como liberdade, o melhor a se levar desse livro é o relacionamento com Deus, estou certa que se você falar com Deus todos os dias e confiar Nele, Ele vai te mostrar como ser livre de verdade, sem chocar ou insultar qualquer um, sem menosprezar o jeito como os pastores ou líderes religiosos lhe dão com o relacionamento deles com Deus, temos de ter cuidado quando temos revelação do que Deus quer para nós, e perguntar a ele, como devemos demonstrar isso a quem amamos da melhor maneira possível, isso fala de obedecê-lo por amor a Ele por confiar que o jeito Dele é melhor do nosso, gosto de uma parte logo no final que Deus diz a ele que ele vai errar, isso é normal, mas Deus vai sempre estar lá para ajudá-lo a crescer.
      Enfim, amei, amei e amei….

      By by

  32. Comentando o comentário do Fabinho Borges e a praticado a arte do auto-comentário. (Não li o livro, minha resposta, é no mínimo tendenciosa).

    Num certo sentido, poderíamos tomar A Cabana como o Zeitgeist dentro do Cristianismo. Estou lendo um livro chamado “O Culto do Amador” onde o autor fala de como a “cultura da web 2.0″ está destruindo a nossa cultura tradicional. Enfim, eu não concordo 100% com a idéia do autor, mas também não concordo com os nossos positivistas digitais, que pensam que a web, wikipedia, blogs vão mudar o jornalismo, as artes, a cultura, e isso tudo SEMPRE para melhor. Mas esse é o espírito de nosso tempo: saem de cena os especialistas e o nobre amador tem voz.

    E nesse sentido, A Cabana é a voz desse nobre amador de nossa época. Veja, o autor de “O Culto do Amador” usa a expressão num sentido pejorativo. Para mim, tudo bem: não se requer de fato que seja um especialista em religião para conhecer e falar de Deus: isso seria contra o próprio espírito do evangelho.

    Mas reparem o comentário de Fabiano: “Desculpe-me os meus amigos e queridos pastores “Teologos detentores da verdade suprema”que durante anos tentam com sua hermeneutica exegese e omileticas desvendar a Deus,e com isto e em muitas veses criaram uma imagem ate severa e tirana de um deus que so existe nas suas filosofias.”. A voz dos profissionais é percebida como fria, imponderável, falsa. E com razão, o falar de muita gente especializada pode aquecer a mente, mas não o coração. (Mas, sinceramente, duvido que o autor do comentário saiba o que é “omiletica”, hermeneutica e exegese).

    Dentro dessa nossa fé, o risco de uma significação apenas na mente, é muito grande. Mas a resposta de se elevar a um status maior um humilde homem, que apenas queria contar uma história para seus filhos, por ele não ser ‘teólogo profissional’, é apenas seguir o espírito de nosso tempo.

    Abraço!

  33. Sobre o que Kalenio disse “Não podemos simplesmente colocar liberdade no homem, se a principal regra para não sermos tão livres é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, fazendo isso cumprimos toda a Lei (regra) mas não é bem isso que o livro fala, simplesmente coloca o Deus dos mandamentos como um Deus que não gostaria muito de orientar seus filhos, a não ser pelo amor isso é meio perigoso. ”

    Depede do q se entende por LIBERDADE..”onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade”…liberdade em Cristo é basicamente algo q as pessoas buscam quando ja tem um convívio dentro d uma religião. Ja aceitaram a Jesus, fazem parte de um corpo, dentro dos próximos passos pra uma evolução espiritual, está a liberdade em Cristo. Ser tão conhecedor da pessoa do Deus triúno ao ponto de conversar com Ele onde quer que esteja.
    O livro mostra muito bem isso. Que não precisamos estar em um templo, ou no silencio d nossos aposentos pra nos encontrarmos com Ele, pq Ele está em todas as partes, coisas e lugares.
    A tal “liberdade” pode ser relativa. Pra uma pessoa q não tem principios cristãos, deixar d ir a uma festa pra ir a um culto jamais seria liberdade.
    Se uma pessoa tiver conhecimento d q o Espírito se encarrega de nos “incomodar” quando algo q nós fazemos desagada a pessoa de Deus, ela não viverá por ela mesma, mas somente estando em constante comunhão com Ele isso nos é revelado.
    O “DEUS DOS MANDAMENTOS” como foi comentado, é o mesmo Deus q nos amou como nós estávamos, em nossa condição de pecadores.
    Eu concordo plenamente com o q ele disse sobre “Não somente conhecer o amor, mas também pratica-lo.” Por isso é desnecessário sair por aí dizendo “eu sou crente!” Algumas pessoas reconhecem um “crente” pelo modo como ele vive, mas principalmente pelo exercício do amor.
    Desculpem o excesso. Há tanto pra se falar!
    Fiquem na PAZ de Deus!

  34. Afffff….Esse livro é nota 1000….
    particularmente,foi de grande ajuda para mim, Uma obra riquicima,e que quem sabe não vira um classico …
    E no proprio livro, na parte do Prefacio, está escrito: “Se você não gostar deste livro, e que na verdade ele não foi escrito pra você”

  35. Estou lendo o livro, e na minha opinião, ele é muto bom sim, mas vai das pessoas terem o dicernimento vindo de Deus para saber realmente o que o livro está querendo nos passar, independente se é um conto de fadas ou não, o que importa é reter o que tem de bom, ao meu ver, nos ensina a ter mais intimidade com Deus e mostrar que o dialogo com nosso Deus é mais simples do que imaginamos… eu indico o livro e sei que foi feito para pessoas que entendem os mistérios do Senhor e que querem independente da forma estar mais proximos de Deus e de sua sabedoria. Ler a biblia é importante sim, isso é pra nossa vida inteira, mas não significa que não podemos ler um bom livro, ou ver um filme, em fim, estou lndo e quero parabenizar o autor, que Deus abençoe cada dia mais (aguardamos o filme: A cabana…)
    A paz….

  36. Alex, esse debate foi gravado ou ainda, há alguma resenha sobre o mesmo que seja compartilhada ? Obrigado, Deus o abençõe !

  37. Li e amei o livro, pode até ser um pouco fictício para alguns… mas vale a pena buscar essa intimidade com Deus, intimidade a qual no faz olhar a trindade tanto com reverência quanto com liberdade, eu sou livre para ser sincero com Deus, mesmo que muitas vezes esteja sendo duro e preconceituoso. Deus me ama na minha imperfeição e me ama também quando sou sincero, não posso julgar ninguém como um bebê chorão… muitos não sabem da dor que é perder um filho, porém Deus sabe… e ainda que não soubesse não menospresaria a dor de um filho. Temos criado tantos limites para Deus que por vezes achamos que algo assim seria um conto de fadas com direito a gnomos, mas Deus vai além das nossas expectativas.. Ele é muito mais do que podemos imaginar…. amei o fato de Deus ter cuidado de cada detalhe da dor dele, e sempre com muito jeito para lidar com a situação… vamos evidênciar as coisas positivas, sobre o fato de Deus se limitar para olhar as nossas questões com os nossos olhos, de mostrar que Jesus mesmo sendo Deus na sua natureza, dia após dia abre mão de tudo para ser como eu e você, que o perdão não é esquecer nem tão pouco criar um relacionamento com essa pessoa que te machucou… Acho que as pessoas criticam porque acham que todos devam ser super heróis que conseguem passar por cima de qualquer dor e angústia sem demonstrar qualquer tipo de fragilidade, ou simplesmente mostrar que somos seres humanos limitados nas nossas forças… e que precisamos da Graça e Misericórdia divina para superarmos tudo isso… chorando… lutando…. crescendo…. Acho sim que Deus sofre com a nossa dor… não consigo ver um Deus duro e insensível que acha normal tudo isso que passamos. E se o livro termina feliz… Glória a Deus por isso… as pessoas estão tão acostumadas com o sofrimento que acham que tudo deve acabar mal… mas seguindo o mesmo pensamento do livro… quando Deus toma controle de nossas vidas, tudo termina bem.

  38. li o livro

    nao gostei pois nao sou afavor do liberalismo teologico.

    acho que o livro peca em muitos aspecto

    e bem verdade que tirei algum proveito do livro porem peca em alguns aspectos teologicos.

  39. A CABANA – Meu comentário

    Em resposta ao artigo do Pastor do Seminário Bíblico Palavra da Vida

    Lamentável esse artigo!!! Fraco, raso em questão de reflexão filosófico-teológica e não discerne em nada o Espírito do livro(a Cabana) e muito menos da Palavra(ou seja Jesus na Escritura e o verdadeiro caráter de Deus), apenas o autor “repete” dogmas e doutrinas aprendidos, que a igreja histórica (parada no tempo) repete durante séculos e que parece que são a base da vida deles… e eleitos como verdades universais.

    Para não dizerem que não conheço a doutrina ortodoxa e fundamentalista…todos esses dogmas…eu fiz maior parte da minha vida de uma igreja batista fundamentalista que defendiam todos essas doutrinas como se fossem palavras últimas! quando a maioria delas hoje para mim não passam mais do que interpretações da coisa.

    Universalismo

    “Só vai para o inferno quem disser: aqui é o meu lugar!” C.S. Lewis.
    O autor não explicita claramente essa crença…mas ele critica e desmonta esse sectarismo defendido por alguns grupos…essa exclusividade e arrogância. É óbvio para mim que existem milhares que não conhecemos e muito menos nem esperamos que estarão lá naquele grande dia e como redimidos por Deus. Exclusivamente porque viraram seus corações a Deus…e abriram sua vida para o amor..e a pratica dele..(evangelho)! Deus não está contido em estereótipos…e declarações verbais vazias…nem preso em conceitos doutrinários ultrapassados…Ele olha mais fundo ele olha o coração do ser humano…e Conhece suas ovelhas. Nem todos que negaram “aceitar” uma suposta “crença em Jesus” “ou um convite para fazer parte de uma igreja” por um evangelista receitando sua “cartilha do 7 passos”, rejeitaram o próprio Cristo. No fim só Deus mesmo sabe quem o rejeito verdadeiramente. Ao contrário que muitos religiosos…tanto do tempo de Jesus..quanto do nosso tempo(vide sacerdote e levita na parábola do bom samaritano) NÃO ENTRARAM no reino dos céus. Vivem idolatrando a BIBLIA e não Deus…e seu Deus é as doutrinas aprendidas. Nesses meios se estabelecem Dogmas e não existe reflexão…não há possibilidade de enxergarem que muita coisa que inculcaram são apenas interpretações da bíblia…e não verdades absolutas…são esquemas doutrinários…amarrações de versículos…colocando em pé de igualdade VT e NT…e Evangelhos. Existem palavras que são absolutas…e que saem da Boca de Jesus…TODO o resto da Bíblia tem que passar por seu crivo…tem que ser colocadas a luz da revelação final que é Jesus o próprio Deus. Portanto muitos que são seguidores e defensores das “doutrinas” para efeito de comparação aos tempos de Jesus doutores da Lei…não entraram no paraíso do Deus, enquanto muitos…viram do ocidente e oriente..como diz a palavra…pessoas que nem imaginávamos que entrariam. No livro o autor aborda essa questão…de uma forma sutil, mas apresentando um Deus que Ama MUITO mais do que pensamos e queremos que Ele ame. E que teve sua justiça totalmente satisfeita em Cristo na Cruz. Realmente, ele afronta os paradigmas da teologia tradicional tacanha..e restrita. Amigos Deus não vai caber na caixa de sapatos e interpretações que vcs dão a Ele. Creiamos Ele é maior e Ele é sim amor ao contrário de nós.

    Soberania e Liberdade Humana.

    Esse tema até hoje gera debates…e acho presunção de certas pessoas…especialmente “calvinistas” de plantão…Quererem bater o martelo nessa questão. Em vez de confessarem e assumirem uma postura de humildade diante de um tema tão complexo da palavra prefere ser donos da verdade arrogantes detentores de revelações “divinas”. Parece-me atraente o pensamento que Deus é soberano controlando tudo o que acontece e que o ser humano pensa que tem liberdade quando não tem. E que Deus mesmo controlando tudo nos mínimos detalhes…orquestra tragédias para cumprir seus propósitos. Esse pensamento para mim “parece” atraente e correto em relação a Deus…mas somente se crê nisso quem que um literalismo burro das escrituras sem o mínimo de reflexão e conhecimento verdadeiramente de DEUS e seu caráter. Sim falando em minha crença e a crença do autor do livro (pelo menos parcialmente apresentada no livro) Deus porcausa de SI MESMO, DO SEU CARÁTER e da SUA ESSENCIA concede LIBERDADE ao homem, obvio isso Deus não pode negar a si mesmo, não agira contrário a sua natureza que é segundo o apóstolo João AMOR que segundo Paulo ninguém pode medir a profundidade, largueza e alcance. Quem Ama deixa livre para escolher, para ir e vir e para retribuir ou recusar! Alguém ousaria dizer que Jesus não agiu assim? Ou será que Jesus impôs alguma coisa a alguém? Forçou alguém com “graça irresistível” a crer nele? Forçou ou coagiu seus discípulos a seguí-lo? Pelo contrário disse: “vocês também gostariam de ir?” Parafraseando Pedro: “não mestre para onde iremos nós? Só vemos vida nas suas palavras e ações…nós queremos ficar contigo!!” Alguém ousaria dizer que a postura de Jesus….sua “teologia” não é a correta? Não é a ultima palavra? Alguém ousaria dizer que “Jesus bonito, mas vc não pode esquecer o que seu Pai falou através de Moises, Jeremias, Paulo, etc” Mas Ele com amor e mansidão responderia: “filho, eu e o Pai somos um” quem “vê, ouve a mim vê, ouve o Pai que me enviou”. “Inclusive filhos, Ele não disse no monte da transfiguração que vocês deveriam ouvir a mim?” “Porque querem continuar ouvindo Moises, Elias?”. Portanto amigos, com toda essa paráfrase e brincadeira estou dizendo que vemos em Jesus a FACE REAL de Deus e temos em Jesus a palavra final de Quem e Como Deus é. Deus por amor não força nada a ninguém, não invade corações, não impõem sua vontade! Quem faz isso é o Diabo!! Deus, Ele mesmo, quer algo mais excelente, algo que perdure para sempre, uma aliança que não pode ser quebrada, uma aliança de Amor! Portanto (sem citar ninguém porque se a gente cita já viu) “A única resposta que Deus espera de nós é uma voluntária, uma resposta de amor” e “somente o amor gera essa resposta de nós”. O autor no livro quebra esse paradigma também da religião que Deus é seguido por medo e constrangimento, mas ele DEVE ser seguido por AMOR. E desde o Éden deu a opção ao Homem a de obedecer e ouvir sua palavra ou optar por não ouvir…e nós escolhemos o pior…e a conseqüência nos experimentamos todos os dias da nossa vida…em nós e no mundo que nos cerca. Diante disso…está desfeito o problema do mal, está desfeito o problema do sofrimento e desfeito todo essa “caricatura” do Deus onipotente que prefere catástrofes como a do Tsunami Asiático que matou centenas de milhares de pessoas pobres sofridas…ou será que preferem pensar que eles estava os castigando? Bom antes de me declarem open Teista Deus é onipotente sim, Onipresente sim, Onisciente sim, mas não da forma dentro dos conceitos humanos que criamos, Calvino pensou um Deus soberano dentro dos paradigmas humanos dele, um Deus como nós só seria soberano determinando tudo que acontece! Temos que rever nosso conceito de soberania. O autor do livro apresenta um Deus soberano e Onisciente sim, mas não dentro dos estereótipos paradigmáticos doutrinários dogmatizados da religião. Deus é amor! E quer que seus filhos escolham por Ele por vontade própria, livremente! Nisso há glória nisso Ele é glorificado verdadeiramente.

    A Bíblia

    é um livro que pode se tornar PALAVRA de Deus em nossas vidas. Segundo o verdadeiro conceito de inspiração, que ao contrário do que todo mundo pensa não é Inspirado soprado para DENTRO do profeta ou do livro, MAS para FORA do livro!! Ou seja, a PALAVRA de Deus mesmo pode ser soprado das páginas do livro da bíblia e tocar nossos corações. Portanto não é todos que lêem o livro são tocados por ele. E não na vida de todos que a bíblia se torna palavra de Deus. A bíblia não é um livro de Leis e doutrinas Elas “testificam de mim” palavras de Jesus ela aponta para Jesus, as escrituras são o servo de Cristo Ele está acima da própria palavra. Portanto a palavra de Deus na bíblia é Cristo, tudo fora Dele seja no evangelho, NT ou VT não é palavra de Deus. Entendido isso, pudemos observar que no livro o autor bate de frente com conceitos dogmáticos “bíblicos” que são revelações CADUCAS e INCOMPLETAS que tiveram apenas uma serventia por propósitos específicos e que conforme Hebreus caíram em sua vigência e depois da morte de Cristo se tornaram pequenas. Como a Lei e outras interpretações que a “igreja” hoje utiliza como ferramenta de controle. Portanto a visão da bíblia feita por Deus é correta e de acordo com a revelação suprema que é Cristo.

    IGREJA

    O Autor no livro literalmente joga fora, TUDO que é humano em questão de religião e forma e criação humana a respeito de igreja e Dele. Fica na essência do que Cristo criou mesmo, a Igreja primitiva que nada mais é que priorizar relacionamentos de amor para um ajudar o outro na caminhada. Ele realmente tem frase maravilhosas e observações que nos deixam pasmos olhando o relacionamento de Deus entre Eles espelhando o relacionamento que temos que buscar ter entre nós humanos…e ai que entra a Igreja de Cristo, um local de cura e relacionamentos verdadeiros e não local de ritos, tradições e doutrinas vazias de vida e amor.

    CONCLUINDO

    Poderia continuar mas não é preciso, concluindo o livro veio em boa hora em minha vida e senti Deus próximo como em poucas vezes que o senti em outras leituras. Em cada fala de amor e esclarecimento Deus me tocava profundamente o coração. Não avalio o livro literariamente e o livro não deveria ser avaliado com uma peneira farisaica e dogmática, mas com o coração aberto. Esse livro está tendo um alcance muito grande em meios seculares, pessoas que nunca quiseram ouvir sobre Deus o estão lendo, e muitos ateus que se tornaram ateus por causas desses dogmas burros criados pela igreja estão tendo iluminação por causa desse livro. Ele está tendo um alcance maior que milhares de livros rasos e sem vida, estereotipados dos evangélicos hoje. Uma das maiores obras evangelizadoras e um verdadeiro bálsamo para cristãos feridos e libertador para corações trancados e cansados pela religião vazia e sem vida dos nossos dias. Não espero que esse comentário seja levado em consideração por tradicionais, ortodoxos e fundamentalistas, porque a característica deles, como conheço por experiência, é a mesma das seitas sectária, exclusivista e arrogante, detentores da verdade absoluta que não é questionada, criticada e refletida. È apenas reproduzida e a assimilada como verdade engolida sem reflexão. São tão pobres que não vêem que suas verdades não se evidenciam nem em suas próprias vidas como nas vidas das pessoas que os cercam e do mundo de uma forma geral. Gente o mundo precisa saber que Deus é amor e não poder ou controle!! Precisam de misericórdia para poder escolher o caminho do amor também e não juízo, claro se crêem realmente que a misericórdia triunfa sobre o juízo.

    André Batista dos Santos
    Estudante das escrituras para encontrar a palavra de Deus para a vida.
    Formado em Gestão da Informação pela UFPR e Educação Física pela UFPR

    • Lilian Magda Silva

      André, concordo plenamente com você sobre o livro A CABANA. Esse livro para mim só fortalece a presença maravilhosa de PAPAI, JESUS E SARAYU em minha vida.

      • adao ricardo peres

        este livro para mim vem en forma de oração e vem aos poucos tranformando minha vida!ele não critica a igreja,mas sim a forma em que muitas vezes somos vaidosos de mais, e que queremos transformar pedra em ouro, e me ensinou sim a perdoar e a pedir perdão……….

    • CONCORDO COM VC ANDRÉ, ATÉ PORQUE ELE DIZ QUE A FÉ NÃO SE CONSTROI NA CERTEZA SE CONTRADIZENDO PORQUE É ISSO MESMO QUE O AUTOR PASSA. É UM LIVRO MUITO BOM MAS PESSOAS LIGADAS SOMENTE A VIDA MATERIAL JAMAIS DARÃO O BRAÇO A TORCER PARA ADMITIR QUE A ESPIRITUALIDADE NÃO É CONSTRUÍDA POR REGRAS DE NINGUÉM ELA É INTERNA, O ESPÍRITO SANTO DERRAMA SOBRE OS QUE ACREDITAM.

    • André, parabéns! Falou tudo, não pouco mas, o bastante para entenderem q vc sabe o q fala e o pq!! Deus, Papai continui a te iluminar como fez com o autor do livro. Foram tantas as decepções com certas igrejas e seus “donos” com seus dogmas e ensinamentos só na teoria…pq só visam mesmo é o dinheiro… Porque solidariedade, liberdade e amor não constatei de verdade…. No dia q eu ver um guia espiritual ensinando e praticando os ensinamentos de Cristo ( Papai) sem ostentações materiais, um verdadeiro Pastor, ai sim, eu acredito. Por enquanto, dou crédito do que sempre pensei como é e como age Deus em sua Infinita Inteligencia e Amor para com Todas suas Criações. O livro A CABANA, veio ratificar o que penso sobre Papai, Deus em nossa linguagem e nas demais linguagens existentes no Universo. Quem acredita em um Deus q no fim de um dia (ou noite) virá e julgará conforme as ações, salvando uns (poucos) enviando os para o céu e, condenando outros ( mtos) para sofrerem na eternidade do inferno. Que Deus é esse gente!!!? Essa in-jus-ti-ça, acontece aqui mesmo nessa terra, com essa sociedade egoista, discriminatória, preconceituosa, irresponsável para com seus menos afeiçoados…Não acredito, o Deus que acredito é contrário a tudo isso! Façamos nós a sua semalhança e não o contrário! Deus, o único com sua Infinita Inteligencia é Justo e puro Amor e, não enviaria nenhum filho ao inferno. Você, precário de amor, enviaria seu filho?
      Um abraço

    • André, vc me impressionou com tanto discernimento a respeito da religiosidade e do amor de Deus, todos os dias oro para que minha fé não esfrie, pois não encontro em lugar nenhum explicações para minhas angustias, todos os dias procuro tocar minha rotina vazia do amor de Deus, pois não vejo nas pessoas o calor e o amor necessário para uma vida cheia de alegria de viver, a maioria estão presas a preconceitos, pensamentos ultrapassados a respeito da Bíblia e de Deus.
      Pensam num Deus frio, desumano, como vc disse nenhum de nós consegue perceber a beleza de Deus nas escrituras, pois estamos cheios de preocupações inúteis, comprometidos apenas com nós mesmos sem pensar no próximo.
      Não quero viver sem Deus em minha vida. E Ele é igual a Jesus, simplesmente amor.

      Ainda não li o livro, mas lerei em breve.

      Deus nos abençoe.

      Grande abraço.

    • André, Parabéns, pelo seu lindo texto. Eu li a Cabana, é foi um dos livros mais lindos, emocionante e mágico que já li. Recomendo todas as pessoas do mundo a lerem, porque só assim quem sabe, o Espito Santo, toque a todos os humanos do paneta, quem sabe assim ,teremos um mundo melhor, mais humano, mais caloros, menos violento, com amor,perdão e sem julgarmos uns aos outros. Não sei porque tanta polêmica em não gostar desse livro. O que o autor propôs a todos, é que acreditemos somente em Deus, e não em falsos homens, que em nome de Deus, prometem coisas e tiram dinheiro dos pobres mortais aqui na terra, para acomularem dinheiro a bem própiro. O autor deixou uma mensagem, para que acreditemos somente em DEUS, porque NELE, tudo podemos e somos.

    • Clap clap clap….. que Deus seja louvado meu irmão, rs….. sábias palavras, ao ler o livro a Cabana, fui tocada profundamente, e sinto que meu relacionamento com Deus está mais intimo do que nunca, mas devo admitir, que fiquei e sempre fico feliz quando vejo outras pessoas falando da simplicidade que há no conversar com Deus que é muito mais do que orações prontas ou rituais para novas orações, como fechar os olhos, ajoelhar, baixar a cabeça… enfim, penso que é infinitamente melhor… dou bom dia praticamente todos os dias a Ele, e converso com Ele ao longo do dia exatamente como se conversa com alguém invisível…. e quem vê isso me vê exatamente como se deve ver mesmo(no mundo) como Maluca, mas ligo, as vezes machuca, mas ligo, acho mais importante continuar conversando com Deus, pois só eu sei como Ele responde, na verdade só eu sei que Ele responde, é exatamente o que livro frisa, é na verdade o que há de mais importante de tudo o que se refere a Deus, se puder conhecê-lo e ser intimo da trindade como tenho feito dia após dia, Ele nos diz como agir a cada instante…. é mágico…. mas realmente quem apenas estuda demais o que está escrito sobre Deus seja na Bíblia ou em qualquer outro lugar nunca o conhecerá de fato, Ele está vivo, que maneira melhor do que convidá-lo para tomar um café?

      Lu Bella

  40. eu fico muito feliz em poder expressar o q eu sinto em relação a aeste livro e em relação a igreja. Bem o livro é otimo e desperta em nós um amor q não tem sido pregado em igreja nenhuma q eu tenha entrado ultimamente. Sou cristã a 20 anos e nunca vi uma descrição do amor de Deus tão profunda e tão arrebatadora. Lendo este lvro posso dizer q voltei ao primeiro amor q todo mundo prega mas ninguem pratica, o q irrita um pouco os nossos pastores mais tradicionas é que cai por terra exatamente isso o trdicionalismo e a religiosidade e Deus vira o centro.Eu amei ! e o meu filho também!

  41. quer dizer entao que nada da historia (estoria) é verdade ? mack e nda do que foi dito aconteceu de verdade ?

    • nenhum de nós aqui pode responder essa pergunta….

      Eu prefiro acreditar que sim…. mas não posso provar isso, e se disser o que Deus me disse você vai acreditar tanto quanto acreditou no livro, então pergunte você mesmo a Ele.

      Um Abraço

  42. estava escrevendo um belo texto sobre o livro para postar, mas acabei sem querer apagando tudo. Que pena! Mas talvez Deus não quisesse que eu postasse algo. Tudo bem Senhor. Mas fica aqui a minha ressalva: Parem de criticar ou julgar achando que vcs conhecem o Deus que ninguêm conhece. escrevam um livro para tocar nos corações das pessoas e ai então deixe o amor de Deus tocar nelas. O livro falou comigo e sei que mexeu com muita gente nesse mundo. Talvez a falta de amor ao próximo esteja surgindo de vcs mesmos, da mesma forma que os doutores da lei na epoca de Cristo mostrarm a falta de amor ao seu semelhante. Isso que digo não é filosofia não, é puro repudio a falta de compostura de vcs criticos que se acham os bam-bam-bans da teólogia. Deus continue usando tremendamente esse escritor, e que suas obras floressam muito mais com essas criticas. Porque “não se joga uma pedra numa árvore que não dá fruto.”
    R L

  43. não li o livro porque quando vou comprar um livro levo muito em consideração a editora, essa sextante não é do meu agrado, alem do mais na primeira vez que peguei o livro naõ senti desejo nenhum, acredito que seja o espirito de Deus me instruindo a não contaminar minha mente…

    • Fabricio fala serio, nao comprar o livro por causa da editora,e ainda postar dizendo que o (espirito de Deus o instruiu), desculpe sua mente ja esta contaminada.

    • cara vc é doido
      Deus usa qquer um ate satanista p pregar burro p falar rocha p clamar,
      se quiser usar esta editora maravilha, foi elle q fez tudo esta em seu controle
      o livro pessoal é ótimo
      abram suas mentes o q Deus quer é dependencia dele p sermos livres…
      Paz de Cristo a todos

    • hã? é verdade, Ele pode mesmo te dizer pra não ler, nisso eu acredito, pode ser porque você não esta pronto pra isso, ou não enfim…. mas amém……. mas tenho que dizer que foi um comentário engraçado, sem ofensa.

  44. Bem!! eu estava louca pra ler esse livro, quando guanhei, fiquei um dia todo sem conseguir parar de ler, mas… chega em um ponto q fica chata, e faz perder o interesse de continuar,ñ é um livro cativante ate o final.ñ via a hora de chegar o final( ñ era para saber como terminou a história, mas… para acabar logo a fantasia)recomendo sim !!!mas… pule agumas páginas rsrrsrsrrssrrsr

  45. achei muito rico o conteúdo do livro e ainda mais tocando em feridas de toda a humanidade.
    Gostaria de frizar que aprendi imensamente da obra e que irei ler uma vez por ano pois sei que irá acrescentar positivamente em minha vida.
    Só tenho uma pergunata que gostaria que alguém, principalmente o autor do site me respondesse:
    Na igreja aprendemos que Deus de fato abandonou seu filho, quando estava na cruz, pois o pecado do mundo estava sobre ele. Tanto é que Jesus sita um salmo clamando a Deus por ter lhe abandonado.
    E na cabana Papai diz que em nenhum momento abandonou a seu filho.
    Estou muito confuso e se não fosse por essa incoerência, para mim o livro estaria completo.
    Gostaria gentilmente que me explicassem sobre o assunto.
    Obrigado.
    Darcio Alves.

  46. Não li o livro, sempre antes de ler ou comprar algum livro procuro me informar e eu achei muitos blogs e debates dizendo se tratrar de um livro herético!

    Olhem esse blog:http://cristaoreformado.blogspot.com/2009/07/morte-do-discernimento-em-uma-cabana.html

  47. José Pereira da Silva

    Se o pastor Gouveia tivesse lido a doutrina budista certamente não daria uma resposta ridícula dessas sobre o sofrimento. E , se , de fato, tivesse uma visão divina veria o que está escrito sobre Deus, de tal forma que nem a Bíblia o faz. Quantas coisas dessa natureza estão passando por debaixo dessa ponte e ela “por cima” não observa.

  48. Pingback: O Livro mais mal-humorado da Bíblia « Blog Alex Fajardo

  49. Adorei o livro….
    Como a biblia,cada um interpreta de uma maneira,é algo muito pessoal!
    O mais importante é a bela mensagem que o livro passa e,sinceramente,mudei alguns conceitos em minha vida após ler.

    Abraços a todos.

  50. quem critica A Cabana, sinceramente não entendeu nada do que o livro se propunha. Infelizmente!

  51. to gostando do livro, nos mostra um Deus intimo do homem, e que é possivel ter esse relacionamento intimo com ele. li as criticas acima e gostei muito do que falaram positivamente a rspeito do livro. cresci muito com o que falaram tb contra . porém nós temos uma visao muito tradicionalista de Deus. o Senhor nos criou para termos um relacionamento intimo com ele, pois o genesis diz que Deus descia para conversar com o homem. isso é se relacionar, se preocupar, enfim, de certa forma pelo que eu estou entendendo do livro, mostrar que Deus esta muito perto de nós, e as vezes como os nossos oculos tradicionalistas, não o vemos.

  52. esse é o blog + interesante q já vi
    vc tem comunidade no orkut?
    forte abraço fica c/Deus

  53. sobre o livro gostei

  54. amei o livro.. e como o livro ja diz q é ficçao,nao entendo por quer tanto reboliço…é uma historia facinante,e recomendo para todos q conheço….nem esse nem outos livros entendera quem é Deus…….pois ele é ainda é um misterio facinante. o homem pode tentar, mas nao vai conceguir……..valeuuuuuuuuu

  55. amei o livro.. e como o livro ja diz q é ficçao,nao entendo por quer tanto reboliço…é uma historia facinante,e recomendo para todos q conheço….nem esse nem outos livros entendera quem é Deus…….pois ele é ainda é um misterio facinante. o homem pode tentar, mas nao vai conseguir……..valeuuuuuuuuu

  56. Li o livro, minha famíla tbm e recomendo a quem quer que seja, e, como conclusão: além das questões que sempre preocuparam os homens no que diz respeito à religião, ao debatr e discutir, concretizamos o que o autor deixa claro no livro … religiões e instituições … pra quê? Basta permitir que a Trindade habite seu coração e nele faça morada! O resto? Será sempre resto!!!
    Paz e Bem!

  57. Li o livro e achei interessante, realmente pode parecer heresia pra alguns, principalmente os conservadores. Como diz a biblia devemos reter o q é bom, o resto……… E foi bom a maneira como mostrou o relacionamento do homem com Deus, fez repensar muitas coisas. Dizer q foi o melhor livro q li é mentira mas confesso q mexeu com meus questionamentos e alguns deles foram ate resolvidos.

  58. Caros

    Caros amigos de Jó, Deus não deseja o sofrimento do homem, Deus ama a todos os homens de forma igual, este sofrimento “solucionado” debatido faz Deus sofrer, mas quantos seguirão para o inferno?? A estes Deus também ama, e muito ” O amor de Deus e sua graça não livrarão nenhuma alma do inferno” se esta não fizer o seu desejo de estar com Deus.
    O Livro é simplório e escrito para pessoas simplórias, não para pessoas de coração humilde atende o imediatismo daqueles cuja felicidade somente ocorrerá quando não existir sofrimento.
    Na paz.

  59. PAULO GIL CONFORTIN

    Como é triste ver um estudioso das escrituras , perder o amor em nome da “ortodoxia”.
    Que troca paupérrima!

    E alguem aí me explique afinal o que é ortodoxia cristã!

    O cristianismo memso já foi muitas coisas:
    a comunidade dos discípulos ao redor de Jesus, a comunidade de discipulos sem Jesus fisicamente presente, o primeiro séculos dos mártires, o segundo e terceiro séculos do sincretismo com o culto pagão romano, os 1500 anos de catolicismo cheio de extravagâncias desde o ascetismo do deserto até a opulência dos papas.

    Que dizer dos menonitas e sua iconoclastia!
    E da pregação evangélica dos barbaros godos e visigodos culminando com a conversão de Teodorico.
    Que dizer dos montanhistas e suas línguas estranhas! De Márcion, e outras tantas diferentes interpretações , que embora a igreja de hoje tanto negue, não foram vistas em sua época como totalmente não cristãs (o fato de que uma linha venceu a outra, e vendeu uma imagem negativa para a história é uma outra coisa!)

    Fale-se de Lutero e sua luta contra a entidade política satânica tendo que se associar com o desejo de uma matança em guerra civil ( a coisa vai muito alem das 95 teses!)

    Que dizer de Calvino queimando Miguel Serveto em lenho verde! (só pra queimar mais devagar?)

    E as diferenças da “ortodoxia” não param aí.
    Há o cristianismo de Agostinho ( e seu neo-platonismo) , de Aquino (mais aristotélico), de Savonarola , dos fundamentalistas Escandinavos, …
    Há a beleza do entendimento de Francisco de Assis!

    Isto pra não falar do quase completamente ( a nós) desconhecido cristianismo Bizantino, a igreja Copta, Ortodoxa Grega, os que possivelmente foram evangelizados pelo discípulo Timóteo nas armênias e românias, o cristianismo Russo das catacumbas….

    Todos interpretaram Cristo ao seu modo, viveram sua fé no seu tempo, pagaram preços altos por isso, ou se venderam à política e ao dinheiro, cada um em sua época.

    A todos eles devemos legado, e chegamos aqui onde no Brasil existe um sincretismo evangélico-espírita-católico-unbandista ( IURD), e inúmeras outras vertentes evangélicas que vão dos cultos com véu (para as mulheres) , até o uso do “chofar’ e o louvor voltado para a parede.
    Que tal a “unção de toronto” com seus gritinhos animais!
    Isto pra não falar de inúmeras igrejas “gélidas” , vazias, sem amor ao próximo em nome da tal ortodoxia!!!

    Me poupem…
    O sujeito (Rev. ortodoxia) perdeu Deus e o Amor que se extravaza no livro, porque escolheu ver o que não interessava!

    È como disse Jesus: ” Cuou mosquito e engoliu Camelo…”

    E ainda vem me dizer que o cristianismo não tem que dar resposta sobre o sofrimento…

    Então vai dar resposta sobre o quê?

    Viva aquele que encontrou na comunidade e no Amor, a sua verdade sobre Deus!
    Pobre do miserável que confundiu Deus, com a teologia! Perderá Deus e seu amor, por um prato frio de lentilhas roubadas!

    Em minha opinião, deve-se aprender algo com Karl Barth : ” a teologia será sempre uma escrava, e o bom teólogo , nunca mais do que um mero estudante”

    VIVA A CABANA, E SEU CONFRONTO ENTRE UM AMOR INCOMPREENSÍVEL E UM SOFRIMENTO “quase” INCOMPREENSÍVEL!

    Paulo Gil Confortin – s.T.
    Estudante

    • Paulo,
      concordo plenamente. Alias, os fariseus e escribas de plantão são os mesmos religiosos da época de Cristo, que por puro medo de perder o
      poder, a autoridade religiosa dominante na época, crucificaram a Jesus, que conforme ha muito profetizado, devolveu-nos a esperança da salvação pelo seu infinito ato de Amor, o mesmo e o unico ato relevante que A Cabana desejou passar para aqueles que não são pré conceituosos e um pouco mais humildes: o Amor da Trindade por sua criação.

  60. DEUS REALMENTE ISPIROU O AUTOR AESCREVER ESTE LIVRO É UMA HISTÓRIA LINDA COMO DEUS SE RELACIONA COM A HUMANIDADE NOS MOSTRA QUE DEUS SE IMPOTA COM NOSCO
    QUEM FALAR DESSE LIVRO ESTÁ LOUCO
    AS PESSOAS NÃO QUEREM ACEITAR UMA VISÃO DIFERENTE DE DEUS

  61. Adorei o livro. Lindo.

  62. Pingback: “A Cabana” é primeiro lugar entre os livros de ficção mais vendidos | Pão & Vinho

  63. Achei o livro muito bom não analiso do ponto de vista literário, ou gramatical, porém do efeito sobre minha fé e relacionamento com o Pai, serviu pra repensar e fazer uma analise do que faço e de que muitas vezes insisto em viver debaixo da lei, das cobranças e de um sistema que nos domina e cega. E esqueço o quanto Deus nos ama e quer relação pessoal e total com Ele, eu não julgo quem não gostou , apenas digo que me ajudou a enxergar melhor o que realmente vale a pena. E não e religião, dogmas, leis, e sim Deus na sua essencia e seu amor, o resto é resto.

  64. Ai está um livro escrito para todos. Até para os que não gostam. É certo que tá gerar guerras, mas o tema em si tem-no feito ao longo dos séculos. Não é esse o objectivo do ÚNICO (o meu deus). Defensores acérrimos de algumas religiões e/ou rigorosidade literária acusam-no de simplório e de mais umas tantas outras coisas. Para quê complicar… simplifique. Respeito a opinião de quem não gosta pelo que não ouso sequer usar adjectivos que alguns deles usaram para se referir ao livro e aos leitores que dele gostaram, como eu, assim como também não me sinto ofendido nem inibido no meu amor.
    Alex o simplório

  65. andré roberto stryabick

    “A CABANA”, O livro mais vendido, em 1° lugar dos mais vendidos, e aindam falam besteiras.

    O livro é ótimo.

  66. Ganhei um livro A CABANA.

    Bom, achei muito interessante de ler livro.
    No momento, por que eles julgam sobre o livro A CABANA?
    O ser humano não pode ter julgado nenhum de nós. São todos os seres humanos imperfeitos.
    Este livro é livro, ler é pra ler, é importante de conhecer as palavras novas, e é só entendimento. Esses debatores não necessariamente de entender o modelo deste livro A CABANA, e ninguém farão o modelo. Todo mundo ler os livros e esquecem, e também a biblia esquecem, e volta ler novamente.
    As pessoas classe A, B e C, tem que respeitar e não ofender ninguém, todos os religioes deveriam respeitar os seres humanos e respeitar de qualquer coisas.
    Alguns pensam aquilo o livro falou sobre deus… isso nao tem nada a ver… nem heresias, nem ofensivo e nada, têm vários interpretaçoes diferentes de cada do seu jeito de pensar que é Deus, Javé, Jeová, Senhor e enfim…. Deus é universo e invisivel, Deus não é um homem e nem uma mulher.
    O livro é uma maneira de ler, interpretar e entendimento. A Biblia é um conjunto de livros.

    Respeitem a todos seres humanos e já chega esses problemas preconceituosos…..

    Desde já Agradeço!
    Adorei no seu site.

  67. li o livro e adorei
    sao poucos os livros que recomendo mas este e realmente muito bom . fico chateada por terem falado dele dessa forma .parabens a VOCE WILLIAN P. YOUNG você soube tocar no cora ção de muita gente.ah e adorei o projeto Missy,conserteza esse livro deveria virar filme e so coloca-lo nas maos certas e dara um otimo trabalho

  68. H-U-M-I-L-D-A-D-E-!!!
    A-M-O-R – !!!
    São dois, de alguns sentimentos, que são destacados no livro e que pelo jeito o livro e nem a própria palavra de Deus não conseguindo fazer nos corações de algumas pessoas.

    Faço as minhas palavras as mesmas da pessoas que defenderam “A Cabana”. O autor foi um instrumento nas mãos de Deus, assim como, creio que alguns pastores ao pregarem são usados por Deus e utilizam de histórias da vida para complementar a Palavra, para melhor entendimento.

    Bom, mediocridade é vivermos em uma bolha espiritual. Enquanto, as pessoas estão se afundando em teorias seculares, outros estão preocupados em passar a verdadeira mensagem de Deus, para conversão de almas, para isso, usamos a arte musical, literária, pintura e outros para expressar o verdadeiro amor.

    As pessoas são convencidas pelo amor de Deus, não simplesmente pela Bíblia, ou outros livros… O amor é que move os corações! Já conheci várias pessoas que já leram a bíblia várias vezes e não foram tocadas… e ai? Quem convece? Sayuru!! (Espírito Santo de Deus).

    Acho que devemos ser mais intimos de Deus, estar com nossos corações abertos. Muitas vezes confundimos a nossa vontade com a vontade de Deus… e não atingimos a simplicidade de Jesus e seu amor.

  69. O livro A Cabana eh um primeiro passo pra quem esta totalmente dentro da Matrix… Para os que ja deram o primeiro passo, recomendo o material de Abraham-Hicks…

  70. SINCERAMENTE PAREM DE FICAR DISCUTINDO SEXO DOS ANJOS, O LIVRO A CABANA, ASSIM COMO TANTOS OUTROS TEM SUAS VIRTUDES E SEUS DEFEITOS, PORÉM COMO É UM LIVRO SOBRE: FÉ, ESPERANÇA E RELIGIOSIDADE, ESTA DESPERTANDO TANTAS DISCUSSÕES TOLAS, IDIOTAS E SEM SENTIDOS, AOS QUE GOSTARAM, ÓTIMO, AOS QUE NÃO GOSTARAM, ÓTIMO, AGORA PELO AMOR DE DEUS, SE ACHAM QUE O LIVRO NÃO FICOU BOM, DESBANQUEM O AUTOR E FAÇAM UM LIVRO MELHOR E QUE VENDA MAIS, QUEM SABE VOCÊS TERÃO UM DEBATE TÃO ENÉRGICO QUANTO ESTE NESTE ESPAÇO, OK?

  71. vitor hugo e lethicia

    Nós estamos lendo o livro.
    Tem sido uma experiencia interessante para os dois.
    Nos tocaram as partes que referem a trindade como algo muito mais além do que nossos pequeninos 10% de capacidade de uso do cerebro pode compreender.
    Não vejo mais a trindade como uma piramede hierarquica, que poe Deus como o mais poderoso e Jesus e o Espirito Santo como seus auxiliares de trabalho.
    Vejo todos como um só.
    Aonde um nao pode existir sem o outro.
    E da parte citada que Jesus quando operou milagres nao usou de sua divindade, apenas deixou Deus agir nele ( ele como um humano), me trouxe grandes animos. Agora entendo quando Jesus disse: “Tende bom animo, eu venci o mundo”. Ele venceu sem usar de sua divindade, venceu como homem, isso quer dizer que eu tambem posso vencer!
    Nada de ficar dizendo “Ahhh Jesus venceu as tentacoes mas ele era filho de Deus ne??”
    Isso nao é desculpa pra mais ninguem pecar.

    lethicia -> Em relaçao a intimidade com Deus (os 3) no livro, eu nao me espantei.
    Quando tinha pertubaçoes na alma, sempre me sentia em um jardim com Jesus, aonde ele me pegava pela mão e me conduzia sobre os abismos. Deus sempre se revelou a mim como um amigo, nao como um pai tirano. E para mack ele se revelou como uma amiga, conselheira. E isso o ajudou. e quem nunca teve essa experiencia de Deus se revelar a voce de uma forma pessoal e exclusiva pra voce nunca provou de uma intimidade profunda com ele.

  72. Já Li o Livro em 16 Horas, aconcelho a todos aqueles que são crentes, Bela história mensagens lindas e claras as conclusões ficam com o leitor, a fé o imaginário a procura do paraiso do amor e felecidade constante, os anseios dos filhos de Deus.

  73. O livro “A cabana” é supreedente porque acaba com os rôtulos que a religião evangélica pôs. Um livro assim, faz surgir críticas, que nada mais e nada menos são por causa da quebra de conceitos religiosos.

  74. Olá! Terminei de ler o livro e embora de certa forma,alguns fatores apresentados iam de encontro com minhas crenças,(a questão da trindade por exemplo).Eu apreciei muito a leitura realmente nos faz pensar,e reavaliar nossa postura como ser humano.E mesmo que não se concorde com algumas idéias apresentadas, ele contém lições de vida muito importantes.Pode se dizer que uma mente fraca chegaria a ser manipulada,ou rejeitaria,mas quem lê como acréscimo à seus conhecimentos,reavalia seus conceitos e os refina.Mudou minha forma de ver as coisas,de como julgamos,rotulamos tudo ao nosso redor.Realmente inspirador!

    • Olá..

      parabens pela sua colocação quando você se refere as “mentes”, realmente há pessoas que irão ler este livro e não concordar com alguns ensinamentos e outras irá apreciar a leitura conforme suas convições, pois da forma que o livros nos traz o poder divido, foi para mim bem supriendante, pois estamos acostumados a receber esta informação dos nossos religiosos, como pai, filho e esprito santo. Esse ultimo não definido se traz uma forma paterna ou materna.
      Bom gostei da leitura e tambem de suas palavras que forão bem simples e direta.

  75. Amei o livro… e sem palavras ate chorei…. E mais cada um com sua fe. E demais.

  76. Tudo que esta na quele livro, A cabana e realmente uma grande verdade, so saberam os que sao contra se, lerem o livro com bons olhos e bons coracoes…….. VC ACREDITA OU N ACREDITA A FE JA TEM QUE EXISTIR DENTRO DE VC…

  77. sergio luciano da silva

    Gostei de livro……………….
    Em alguns momentos da leitura, me peguei chorando e percebi que o livro me tocava como ser humano que sou. Participei de encontros de jovens há anos atrás e tudo aquilo que debatíamos na nossa tenra juventude veio materializar-se em um livro. Naqueles momentos, em uma sala ampla de uma igreja, não estavamos conspirando contra nada, tampouco era um motim, apenas jovens com ideais e com uma “nova” imagem do que nos foi passado. Categoricamente nos víamos sendo repreendidos por proferir pensamentos de uma forma não linear e a conclusão de tudo é que nos tornamos duros e insencíveis de tudo que viesse postulado do campo religioso.
    Este livro cauterizou feridas feitas por pelos senhores da verdade na época, abrindo meu coração para a TRINDADE.
    Oxalá, meus amigos de juventude tenham também lido o livro, para que um dia quiça, possamos juntos debater nossas “liberdades”, agora sem ferimentos.

  78. Walnier Rodrigues Coimbra

    Um livro de ficção com teor verdadeiro.
    Penso que o livro “A CABANA” é uma ótima opção para os leitores de ficção ou não.
    Encontrei através do livro uma forma nova de enxergar a vida, penso que não precisamos perder nada para começar a dar valor a vida, por isso o livro trouxe em sua essência um ânimo novo, motivação, interesse, prazer e vontade de ir além, ou seja, ter também um encontro com a Trindade de forma intíma. Mesmo que eu procure não existirá outro Deus além do Deus que eu encontrei, cheio de amor, compreensão, graça, misericórdia e com palavras de vida.
    Sou grato a Deus por ter dado a oportunidade dessa leitura. Espero que esse livro venha tocar na vida de muitas outras pessoas que têm fome e sede do Deus verdadeiro.
    Foi um prazer essa leitura, o livro nos prende de uma tal forma que passamos a sentir atraídos pelo desenvolvimento da narração.
    Parabéns pela obra.

  79. Pingback: “A Cabana” é primeiro lugar entre os livros de ficção mais vendidos | Pão & Vinho

  80. Que bom saber que o livro requer debates calorosos. Sinal de que incomodou….uma ficção levando a debates de crenças e convicções. risos

    Amei o livro!

  81. “A Cabana do ponto de vista literário é uma obra medíocre demais….””

    Peca nesta afirmação….é uma pena.

    è uma grande obra, colocando em questão algumas instituiçoes exploradoras da fé….

  82. SOU EVANGÉLICA HÁ 13 ANOS, OU SEJA, TENHO MATURIDADE ESPIRITUAL O SUFICIENTE PARA NÃO ME DEIXAR INFLUCENCIAR PELAS COLOCAÇÕES DO AUTOR EM RELAÇÃO À DEUS, RELIGIÃO, ATÉ PORQUE, EM PRIMEIRO LUGAR, ACREDITO QUE NÃO É ESSA A INTENÇÃO DO AUTOR, PREGAR O QUE É CERTO OU ERRADO, RELIGIÃO CERTA OU ERRADA, MESMO PORQUE, ELE NÃO CITA SER DE ALGUMA RELIGIÃO E SIM SER UM TEÓLOGO, LOGO PORTANTO, EMBORA SUA OBRA SEJA REALMENTE DE UMA LEITURA SIMPLÓRIA, (O QUE É ÓTIMO, POIS ATÉ AS PESSOAS DE POUCO NÍVEL CULTURAL CONSEGUIRIAM LER E ENTENDER COM FACILIDADE, AO CONTRÁRIODE UM DOISTOIEVSKI, CLARO SEM TRAÇAR COMPARAÇÃO), O QUE IMPORTA, É A MENSAGEM QUE O LIVRO TRANSMITE QUANTO AO AMOR DE DEUS, E A FORMA PELA QUAL DEUS CONDUZ UMA PESSOA QUE ESTÁ PRESA A SITUAÇÕES COMO RANCOR, ÓDIO, TRISTEZA, À CURA E LIBERTAÇÃO DESTES SENTIMENTOS, DE UMA FORMA SIMPLES, ASSIM COMO EU ACREDITO QUE DEUS SEJA. “ELE ” É SIMPLES, AS PESSOAS É QUE REALMENTE O COMPLICAM E CRIAM TODO ESSE ESPETÁCULO DE COMO É OU DEIXA DE SER DEUS. NA VERDADE, COMO EVANGÉLICA APRENDI A RETER O QUE É BOM, O QUE NÃO ME SERVE LANÇO FORA E ACHO DESNECESSÁRIO TODA ESSA REPERCURÇÃO ACERCA DO LIVRO, ATÉ PORQUE, É UM LIVRO DE “FICÇÃO”, OU SEJA, POR SER FICÇÃO JÁ DIZ TUDO.
    ENFIM, PARA MIM O LIVRO É PERFEITO QUANTO A MANEIRA PELA QUAL O “DEUS” DO LIVRO CONDUZ O PERSONAGEM MACK AO CAMINHO DA LIBERDADE E PAZ QUE SOMENTE UM DEUS DE AMOR PODE NOS DAR.
    AGORA EM VEZ DE PERDERMOS TANTO TEMPO COM DISCUÇÕES SE O LIVRO TEM HERESIA OU NÃO, QUE TAL SAIRMOS POR AI PREGANDO A PALAVRA DE DEUS E SEU AMOR?

    BJS A TODOS E A PAZ DE CRISTO

    • Apenas três colocações qto ao seu comentário:
      Primeiro, o livro ser de “ficção” , um dia, poderá deixar de ser. Como “ficções/teses” o que era um absurdo no passado, hoje são absoletas;
      Segundo: o “Deus” do livro, é o mesmo Deus q acredito, um Deus de puro amor, isso não é ficção;
      Terceiro: q tal sairmos mesmo por ai, não só pregando mas, praticando o amor de Deus?
      Um abraço

  83. o livro a cabana e uma verdadeira conversa com deus , lendo este livro compreendi e descobri coisas maravilhosas do meu deus a quem amo muito!!!!!!!!!!!!!!que pena que esta historia não agradou a todos mas nem deus agradou imagine nos simples seres humanos criados por ele!!!!!e para alguns que não gostaram e porque a verdade doi!

  84. josé elias de oliveira pereira

    meus queridos amigos

    esse menino quando escreveu esse livro,segundo, ele,foi um presente para seus filhos. Diz ele que nao tinha nem intensao de publicar o dito cujo.
    a verdade é que o livro virou uma polêmica.
    Para uns o livro é bom.
    Para outros o livro é ruim.
    Eis aqui uma sugestao para vcs:
    Quem acha que o livro é bom, que aprendeu a se aproximar mais de Deus ,etc… Que tire bom proveito disso.
    E vcs que acham que o livro é ruim…Joga no lixo!!! e acabou a história.
    O que nao pode é a gente ficar aqui discutindo um conto de fadas,dito pelo proprio autor, enquanto ele nao está nem aí pra gente.
    um abraço a todos.

  85. li o livro e amei, sou crista e cresci muito. achei o maximo quando ele falou sobre paternidade, realmente no mundo ha uma deficiencia de pai muit grande, é ai que entra Deus como pai amoros que o mundo precisa. as pessoas precisam ser curadas da alma assim como mackie foi

  86. Estava de férias em Nova Friburgo, em janeiro passado, num quarto de hotel, quando comecei a ler ‘A Cabana’.
    O tempo estava bem chuvoso, minha filha pegou uma infecção que lhe causou febre e minha esposa meio mal humorada.
    Posso dizer que os dias que lá fiquei foram maravilhosos de verdade, porque essa leitura, que avançava as horas noturnas, transformou a minha vida.
    A paz, a alegria, o riso e a reflexão que senti permanecem comigo até hoje.
    Deus em sua criatividadade maravilhosa mostra o quanto Ele é mais Amigo, mais Humano e mais parceiro do que possamos imaginar. Ele vem até nós sem maiores problemas…rs. Aliás, problema nenhum!
    O que causa surpresa, espanto ou escândalo em muitos, é que não fomos educados e nem acostumados a ver Deus, Jesus, o Espírito Santo com esses predicados maravilhosos.
    Daí o escandâlo e a relutância de muitos que gostam e fazem questão de tentar rotular aquilo que não pode ser rotulado.
    Meus amigos, tudo é puro para os puros de coração.
    Todo aquele a quem eu chamo de amigo, ganhará um exemplar.
    Que leitura maravilhosa!!!
    Só de pensar eu começo a rir sozinho…

  87. Leticia Midori Yamamoto

    Fiquei muito satisfeita com o livro e muito feliz também por aquelas pessoas que foram tocadas pela experiência de Mack.
    O livro verdadeiramente traz uma mensagem de intimidade com o Papai, Jesus e Espírito Santo. E é isso que o Senhor quer de nós, temos que abrir os nossos corações pra que Ele nos toque nos cure, nos transforme e nos leve além, nas alturas com Cristo.
    Ao mesmo tempo que fiquei contente, também fiquei decepcionada e pasmada às críticas negativas sobre o livro. Para estes que escreveram: ‘uma obra medíocre’, ‘está longe de ser uma obra literária cristã’, ‘não acredito em liberdade teológica’ e aos outros que se acham que estão no poder de ficar julgando com olhos carnais aqui vai um recado: Deus já desde o princípio criou o homem para ter intimidade com o Pai, para uma comunhão plena com Ele, mas a religiosidade, os dogmas, as liturgias e o coração de pedra afastou o homem de Deus.
    É preciso ter uma visão aberta e clara da plenitude de Cristo.
    ‘ Deus fez as coisas loucas para confundir as sábias’ então se pra vocês isso tudo que foi relatado no livro são contos de fadas e algo ficcional, estão totalmente enganados. INCRÉDULOS ! (me perdoem a expressão)
    Se vocês estão procurando algo concreto e físico para explicar as expiriências que Mack viveu, nunca encontrarão. Se a ciência e a filosofia tentarem estudar sobre esses acontecimentos, simplesmente dirão que é algo irreal e/ou até mesmo loucura de Mack.
    Mas Deus é para ser crido mesmo não podendo vê-lo, tocando-o e sentindo-o. É necessário ler esse livro com o coração quebrantado e não com olhos físicos. Quero realmente ter esse encontro divino com Deus como Mack presenciou.
    Sei que cada um tem sua opinião formada, alguns são tradicionais e outros são pentecostais, mas o que no livro de Mateus fala está já se cumprindo e entre os cristãos: ‘olham com os olhos mas não enxergam, escutam com os ouvidos mas não percebem’ Isto é muito triste. Abrem seus olhos espirituais !!!

    Ah, e Mack não agiu como um bebe chorão, simplesmente ele estava lesado, machucado e precisava de um tratamento e cura da alma, até porque sua infância foi meio que um trauma, e depois com a morte de Missy tudo piorou e até mesmo a sua visão sobre Deus ficou mais distorcida ainda. Foi preciso que Deus trabalhasse com o interior de Mack de forma sobrenatural e íntima, os choros foram de raiva, de alegria, de cura e amor! Entendam isso!

    Obrigada pela oportunidade de expor minha opinião. =)

  88. li o livro é muito bom mesmo sempre endico para amigos .
    esta é uma hitória emocionante sem duvida já li muitos livros mais como este nunca
    parabens pelo livro e estou esperando o filme

    Pesqueira pernambuco

  89. E MUITO OBRIGADO POR PODER EXPOR MINHA OPINIÃO

    PARABENS

  90. William Messias De Souza

    Oi nossa que livro maravilhoso eu estou fando dele para todos que eu conheço ,é um livro muito forte gostei muito espero que saia um filme dessa historia.parabens

  91. eu li o livro,adorei.Acho que quando as pessoas
    não abrem o coração e veem as coisas sempre com um olhar crítico,acabam não entendendo a mensagem que o autor realmente quis passar.
    Parabéns ao autor.

  92. Eu axo q tds qrem fezer uma polemica sobre esse livre e acho que nao e bem assim,um livro muito bom.
    Acho tambem que Deus esta sim a nosso lado e que sofre oque sofremos sim ..Odiei esse debate ai.. Ridiculo falar de um autor que ao menos pode se defender..
    Vendo pelo fato que DEus nao sofre conosco?Meu Deus como ousa dizer tal calunia..
    se nao pode elogiar entao cale-se

  93. Obra literária ou não – quem sou eu para julgar?- o fato é que o autor de A Cabana nos apresenta Deus de uma maneira que imagino ser a mais próxima da realidade. Nenhum homem, nenhuma criatura neste mundo pode superar o Criador, seja em inteligência, seja em imaginação, seja em bondade, seja em qualquer coisa. Fico muito feliz que esse Deus de ” A Cabana “seja muito superior , em termos de bondade, de misericórdia,a todos os Deuses que nos são apresentados em nossas religiões. Sendo assim, é fato que o Deus verdadeiro é ainda melhor. Não é maravilhoso?

  94. Droga.. cê contou o final do livro!!! >[

  95. Simplismente supreendente, ter uma imagem tão diferenciada de Deus, e o modo tocante de mostrar a nós, simplis mortais de como perdoar não é uma facil tarefa, porém uma tarefa necessária a vida. O livro nos leva a refletir sobre diversos aspectos, da vida e da morte, sem impor uma posição diante da situação, onde a morte na verdade é o inicio da vida.
    Eu prefiro crer que esse foi um fato real, e quem sabe um dia eu tbm não passe um fim de semana com Deus, Jesus e Espirito santo em pessoa, pois já os tenho constatimente em minha vida.

    MUITO OBRIGADA ALEX FARJADO por essa gratificante obra.

  96. Concordo com o Ricardo Teixeira quando ele diz que os leitores que leem este livro com espírito de oração, como sugerido no prefácio, conseguem captar sua mensagem. Os que leem com espírito crítico só prestaram atenção na forma literaria ou dogmas religiosos. Estes somente acrescentaram mais um livro em sua coleção.

    • seu comentario me fez lembrar dos meus quatro anos de curso teologico, onde tinhamos sermao de prova na capela e muitos olhares criticos para ver se nossa homiletica estava correta, nosso portugues era razoavel e etc. Os criticos nunca eram renovados espiritualmente pela palavra. quando vejo esses comentarios de critica literaria, vejo fariseus do tempo de Jesus, mesmo o salvador passando ao lado do templo, eles queriam saber porque aquele homem estava tulmutuando a passagem montado num jumentinho. O conhecimento lhes subiua cabeca kakakakakaak

  97. Fabulosa obra literária convenhamos que deixa a desejar, mas um ótimo livro auto-ajuda ou pra quem está em dúvidas religiosas sim.
    Enfim, o livro não me prendeu, foi difícil ler… eu que passei 8 dias no cti respirando por aparelho, e por ter renovado minha fé numa cama de hospital, talvez por saber a moral da história ñ me apegou.

    pax e luz!

  98. o melhor livro de todos os tempos SIM !!!!!!!!!e se ele causou todo este debate pq não é qualquer obra, se fosse tão medíocre assim tantos não causaria tanta polêmica. bjs a todos .

  99. Boa noite a todos.
    Ontem uma amiga me deu o livro A Cabana, fiquei muito feliz porque já estava a algum tempo querendo le-lo. Acabei de ler hoje, o livro me tocou de uma forma muito boa, como tocou a cada pessoa de uma forma diferente dependendo da percepção de cada um. Quando começei a ler o livro não o encarei, nao o questionei se era real, se era muito fantasioso, ou se era ”infantil” como muitos dizem, apenas li com o meu coração, tentando tirar dele o maior número de coisas boas p. minha vida. O livro pode não ser considerado uma ”obra literária” mas se fosse p. mim não seria melhor nem pior. O livro passa uma mensagem que pode surpreender muitas pessoas, que tem uma imagem imutavel de Deus, como um juiz, e veêm apenas em Jesus todo o seu amor e bondade. Enfim, eu amei o livro e p. Deus sempre será um bom pai e um justo juiz.

  100. É impressionante como as pessoas reagem diante de um livro. Terminei de ler a Cabana e fiquei triste porque se trata de uma ficção.
    Para quem gostou do livro ‘A Cabana” eu recomendo a Leitura do único livro de Glória Polo “Estive entre o Céu e o inferno”. Eu fiquei impressionada… e não é ficção. Leiam, vale a pena!!! Bjos.

    • cm vc pode provar que o livrio “a cabana” é uma ficção?
      vc naum pode saber por onde Deus vai e que modos pode usar para se chegar a alguém!!!
      por não por um bilhete?
      Ele naum faz o que bem entende?

  101. li o livro e naõ gostei da forma como ele retrada Deus, todas as formas que ele se manisfestou foi atraves de homen .A biblia diz que Deus é pai e não mae.

    • Bom, Deus pode ser apresentar de qualquer forma, até como mulher, porque não!
      Isso de ele só se manifestar com homem é visão de uma sociedade machista!!!!

  102. Li, gostei muito do livro e recomendo a sua leitura de uma maneira especial, com um coração aberto para DEUS, todos nós precisamos do AMOR INCONDICIONAL DO PAI e aprender a viver nesse GRANDIOSO AMOR…JESUS ABENÇOE A TODOS…

  103. Perdi minha filha caçula –11 anos, há um ano e no primeiro momento tentei ser forte por causa das outras filhas: uma de 13 e outra de 15 anos.
    Agora a depressão tá tão forte que estava fazendo uso de 3 rivotril à noite e outros tr~es comprimidos de manhã.
    Um dia, por volta das 7:30 horas da manhã ouvi um chamado. Era uma garota de aproximadamente a idade de minha filha e me entregou o Livro a Cabana e pediu para eu dar para minha filha ler. Não sei o nome da garota.
    Minha filha leu e depois me entregou o livro e pediu para eu ler.
    Parei de tomar o remédio do dia e em três dias eu o li.
    Parece que foi um milagre. Estou melhor. O coração mais leve e por conta própria diminuí o medicamento. Tudo do livro parecia ter sido pra mim. Amei! Não importa a intenção do autor. O importante é que ele rebouçou meu coração.

  104. Estou com livro em casa, esperando a dona aparecer para agradecer-lhe o grandioso presente. Deus falou comigo através do livro.

  105. Bem, quem somos nós para julgar… pena que nem todos tenham entendido bem esse livro, que na minha opnião foi um dos livros mais lindos que ja li.
    Ele fala do amor de Deus por nós… seres humanos fracos e com muitas limitações… Antigamente eu julgava Deus como uma pessoa de difícil acesso, mas isso foi quebrado quando li A Cabana… Eu por muitas vezes chorei, pois este livro revela o pai o nosso papai de uma forma maravilhosa e se todos pararem para pensar vão concordar comigo… O mais importante foi que Deus falou comigo através deste livro maravilhoso e hoje posso dizer que minha comunhão com Deus é verdadeira…
    Quem é sensível ao Espírito de Deus vai entender a magnitude desta obra…
    Obrigado ao autor de nos proporcionar tudo isso!!!
    Quem sou eu para falar alguma coisa, mas meus amados ao lerem este livro leiam com o coração aberto, sejam dependentes desse Deus lindo, amado, um verdadeiro pai.
    Que a paz seja convosco!!!

  106. Wanderley Assunção Silva

    Acabei de ler o livro e a primeira impressão foi boa. Achei a maneira de como o autor retratou a divina trindade muito interessante, apesar de ser bem “americanizada”. Aceito sugestões de bons livros. Um abraço.

  107. Adorei o livro. Mostra uma versão mais amorosa de Deus. Geralmente o que nós vemos é a imagem de um Deus que se não seguirmos a risca os seus mandamentos, iremos arder no inferno e neste livro não, ele mostra um Deus de amor, um Deus leve, um Deus que está sempre ao nosso lado aconteçca o que acontecer e não um Deus vingativo. E não só isso, mostra uma forma mais suave de ver como a vida pode ser bem melhor sem tantas regras impotas pelas religiões.

  108. tem muito gente q fala q naum gosto do livro
    mas naum adinta vcs falarem pq ele foi um dos mais vendidos. E além do mais esse tal de Ingmar Bergman q eu ja li os livros dele não chega nenhum nos pés do livro a Cabana.
    Pra quem gosta de ler leia o Caçador de Pipas e O vendedor de Sonhos.
    E para vc Paulo Cruz vc me desculpe não sabe o q e ler um bom livro.
    Muito Obrigado!!!

  109. Ler um bom livro naum significa gostar e sim entender qual a mensagen q ele tem para de dar.
    Adorei o livro, e de tds os livros q eu li nenhum eu gostei mas q a Cabana.
    Uma sugestão de livro: O Retrato de Dorian Gryan

  110. Dei uma lida no post e interessante como é importante o debate.
    Só que tem pessoas que tem uma análise ácida e querem complicar o que não é complicado, o livro teve um alcance maravilhoso e nas suas entrelinhas realmente nos traz alguns conceitos básicos do que é o amor de Deus.
    Amei o livro, e realmente as coisas de Deus são simples mesmo, realmente é pretensioso para esta obra ser uma obra literária e tenho a certeza que não era a intenção do autor.
    A opinião do Ariovaldo sim é mais centrada e realmente reflete a intenção do autor.
    Parabéns pelo Post.

  111. Li o livro e amei … muito lindo !!!
    Bastante criticado por alguns religiosos mas normal… Não devemos comprar com Bíblia apesar que esta também foi reescrita pelos homens e a original foi queimada…

  112. Lí o livro e gostei! Não sei por que tanta polêmica. Porque Deus é uma negra e gorda? Porque Jesus anda de jeans e é feio? Creio que as pessoas não conseguem sair do lugar comum, viajar na história. Outro dia, uma jovem pediu-me para dar aula na sua classe da escola dominical.Disse que estava cansada de ser chamada de pecadora e outras coisas. No final ela acrescentou: “..sabe, ainda bem que eu li a cabana e descobri como DEUS nos ama!

  113. adorei o livro…posso dizer que nas primeiras paginas nao o dei tanto valor!mais no decorrer delas tirei liçoes para minha vida,principalmente no que se refere a aceitar cada situaçao de nossas vidas e considerar que cada uma delas deus tem um proposito.

  114. Eu até entendo que muitas pessoas tenham se sentido tocadas pela narrativa, que tem seu valor ao tentar explicar o relacionamento de Deus com os homens, mas não dá para ignorar o fato do livro ser muito enfadonho e cansativo.

  115. Este livro é fascinante, veio reforçar a minha opinião sobre Deus e sobre religião, que são duas realidades completamente diferentes, um Deus amoroso e perfeito que nos ensina a transformar a cruel realidade da violência humana,em uma lição de amor e superação, a religião nos cobra atitudes, Deus nos mostra como termos atitude com seu amor e sua bondade.

  116. eu estou lendo estou gostando e muinto forte

  117. Não entendo que a obra mais vendida seja a melhor por isso. Estou terminando de ler o livro.
    Consegui entender muitas coisas, gostei, outras para mim não fazem sentido, muita infantilidade, muita ficção. Paulo Cruz la em cima diz muitas coisas que penso igual. Para mim não é a melhor obra, existem outras muito melhores! Essa é um pouco massante demais.

  118. Sinceramente, eu li o livro e não gostei, ali fala de Deus com muitas fantasias, o autor perde a moral chamando Deus de NEGRA GORDA. Que isso, o senhor conserteza deseja que tenhamos uma intimidade com ele, mais uma intimidade com amor e temor, Deus é soberano e Rei e merece a nossa adoração com todo temor e reverência.

  119. Eu sinceramente amei o livro a cabana. Por que foi atravéz dele que eu ter outra perspectiva de vida…
    E como lá nas primeiras páginas do livro o autor do livro já diz: Se você não gostou da cabana, ele não é um livro para vocc.

  120. O livro é péssimo. Eu não queria nem comentar, porque nem isso o livro merece, mas é preciso combater o que não presta, especialmente nos dias de hoje, onde tudo se simplificou e se frivolizou ao extremo. Onde já se viu tratar Deus e a Trindade desta forma tão frívola e patética? Quem esse sujeito acha que é Deus? Um psicanalista cósmico que fica mandando bilhetinhos aos fiéis e tendo conversas intelectuais com eles? Por favor, me poupem! Deus fala ao CORAÇÃO, ele não precisa ficar falando como uma matraca para explicar as coisas, uma pessoa que estivesse na presença de Deus cairia arrebatado, sem ter o que falar, porque esta é com certeza a mais inefável das experiências. Nem uma criança de 7 anos seria capaz de tornar tão frívola uma interpretação do Cristianismo. Vergonha! É isso que este livro é! As que gostaram, me desculpem, mas eu precisava fazer este desabafo, porque este livro me fez mal, por transformar Deus em algo que Ele absolutamente não é: uma coisa ridícula, piegas e patética. Que Deus tenha piedade deste escritor, porque o seu entendimento do que é o Cristo está para lá de absurdo, herético e, me desculpem dizer: maligno. Que Deus o perdoe.

    • Qual e o seu problema meu amigo, se disse que nao comentaria que nao postasse algo tao triste como essas suas palavras, nem todo mundo e excpert em Deus como vc.Cuidado com a palavra maligno um pouco dmais nao acha nao, e se tiver algo Deus na obra hein..!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • “Deus fala ao CORAÇÃO”. Você já leu a Bíblia alguma vez na vida? Pelas suas afirmações, não. Deus falou com Balaão por meio de uma jumenta (Números 22:21-35), falou com Moisés por meio de uma sarça ardente (Exodo 3:2-6). Existe padrão para Deus falar conosco? Se existe, com certeza não é o mesmo Deus criador dos céus, terra e tudo o que há nesse universo, que estamos falando. Esse deus limitado, que tem padrão para falar com os seus seguidores, deve ser o deus em que você, Otavio, acredita. A Cabana é uma história fictícia, se não a compreendeu, não fale nada. Lembre-se de Provérbios 18:13

  121. li o livro e confesso,que fiquei o tempo todo torcendo para que tudo fosse um sonho,mesmo sabendo que era ficcao,fiquei bastante impressionada,nao esperava que fosse bom.

  122. Deus pode se manifestar de varias formas,dependendo do caso,neste casp se manifestou como mulher pq foi a forma que encontrou de ter um bom contato eu creio que para cada pessoa ele usa uma forma,dependc da sua fe

  123. Um livro muito bom. Penso que as vezes as pessoas tentam complicar demais a vida com Deus e sua forma de se manifestar em nosso meio. O importante é que Jesus esteve entre nós como homem, carne mesmo e conseguiu vencer todas as mazelas da humanidade, Jesus como homem teve todos os hábitos de um ser humano normal, comeu, dormiu, chorou, sorriu, festejou… Talvez essa imagem retratada no livro, de Deus tão próximo assuste aqueles que o sentem como um ser altamente superior e místico. Gostaria que a humanidade se relacionasse com Deus de forma íntima, simples deu um Pai, Amigo não a partir de desejos e convicções, um meio para se alcançar algo.

  124. AmEiIiIiI… esse livro a melhor opção de presente que eu ganheii….

  125. otavio naoviaja amigo,

  126. Não gostei do livro… ou melhor, comecei a ler gostando e, assim que Marck se encontra com “Deus” na Cabana, não consegui mais ir adiante. Vivi anos em uma doutrina espiritualista – kardecista, e tive a impressão de estar lendo algo de Chico Xavier. Ao contrário de muitos, o livro me trouxe um enorme sentimento de rejeição pelas ideias ali explicitas e implicitas e não consigo sequer considerá-lo como uma obra literária cristã.
    No entanto, toda impressão de qualquer obra, seja ela literária, visual, cinematográfica, depende do repertório de cada um e por isto, respeito as impressões de cada um que leu e gostou.
    E, como leitora competente, me dei a licença de simplesmente não terminá-lo…
    Enquanto forma e conteúdo, ainda prefito Max Lucado e sugiro outras dicussões, especialmente sobre o livro “Simplesmente como Jesus” e “Seis horas de uma sexta feira”.
    Paz a todos!

  127. mariana ximenes casta

    Nao tem porque nao gostar do livro. bando de ridiculos e sem cultura u_u

  128. olha, eu partecularmente, me apaixonei pelo livro, e sempre costumo dizer que nós devemos andar com dois sacos, um em cada mão. O primeiro se coloca tudo o que se pode ser aproveitado sobre alguma coisa e no segundo tem que ser despejado o resto, aquilo que é desnecessario para nós.
    Eu, depois de ter lido o livro posso confeçar que sinto que amo mais a Deus do que antes, não que o meu amor por Ele dependa de um livro, mas ele me fez pensar por lados que jamais se passaram pela minha cabeça.
    Não podemos tamém confirmar cem por cento da veracidade do livro, afinal naum estavamos lá, mas eu acredito completamente que Deus pode fazer cm quooxer para se apresentar para alguém ,se Ele quiser falar e permitir alguém ouça a sua voz, pq não?
    se Ele quizer escrever um bilhete também pode, pq não?
    Ele é soberano.
    Nós na verdade temos que para de tetarmos medir o tamanho da amizade de Deus com alguém, e se alguém tiver mesmo muita intimidad a ponto até de perguntar se sua rou esta bem acentuada e Ele responde que sim ou que não, quem sabe até onde eu ou qualquer outra passoa possa ser intima de Deus?
    o livri me fez refletir muitpo sobre minha vida e apredi a ver Deus de modo diferente, não conheço a plenitudi de Deus pois para mim ningúem (ser humano)
    pode chegar aí, mas vejo Deus agora além de algima religião ou de alguma doutrina que as vezes fazem de Deus um Cara que esta asentado num grande trono barulhento(sons de ráios e trovões) com um monte de anjinhos ao seu redor com arpinhas nas mãos e cantado musiquinhaa acalentadoras, e sem contar no grade cajado em suas mãos que chegam até a terra procurando que mtenhga errado para lhe castigar com doenças e outras nesecidades para só depois perdoa-lo.
    Deus não é nada disso que a maioria dos pregadores falam
    Ele é um pouquinho do que o livir descreve.

  129. nosssa cada capitulo que eu lia dava vontade ler ler mais e mais.
    não vou jugar nem criticar o autor deste livro , vou repetir o que ele disse no prefacil.” SE VC NÃO GOSTOU DO LIVRO É PQ ELE NÃO FOI ESCRITO PRA VC!!”
    ao ler esse livro aprindir muito pra mim foi impactante muitas coisas de uma forma muito boa
    e foi muito emocionate chorei em algumas partes pois uma experiencia dessa mesmo sendo verdade ou não quem não queria passar.
    não a parte de uma ,perda,mais sim de passar um final se semana inteiro com Deus, conversar, comer junto com o nosso Deus deve ser algo inesplicével..sendo verdade ou não me emocionei recomendo sim as pessoas çerem este livro
    e quer saber tem duvidas VAI LER A SUA BIBLIA. gostei muito pra mim ele passou que Jeus me ama de uma forma diferente e que ele sofre junyo comigo! que passando o que eu passar sempre vai estar comigo.

    beijosss <*-*

  130. um dos melhores livros que li este ano.

  131. amei o livro. é, muito bom para meditarmos sobre como estamos em relação a Deus….

  132. NÃO é o pior livro que ja li e nem o melhor, TEM passagens simples pelo livro q se tornam reflexões importantes, por EX: Quando “papai ” explica pra “Mack” qual é a diferença entre relacionamento e hierarquia. No caso dos homens, todos obedecemos a uma hierarquia seja civil ou penal baseada em leis severas com regras e regulamentos, mais na hora de se relacionar com o próximo, somos péssimos. O autor explica que quando a hierarquia não funciona uma vez q não a um relacionamento e tudo se baseia em leis e regras alguem vai sair prejudicado, se valendo apenas de leis. È preciso q haja um relacionamento entre os homens, independente das leis que o regem. Quanto a “Papai” pedir pra mack que ele precisa perdoar o assassino de sua filha pra que Deus possa redimi-lo, ele certamente faz alusão de que o assassino pode ter sido vitima de um sistema de leis corrompido. …………………………………………….visite meu BLOG e deixe seu comentario. Abrçss…http://atlantidadeplatao.blogspot.com/

  133. Incrível quando se fala de Deus, a polêmica explode… principalmente quando parte do livro volta ao tema de que Deus não se busca em altares e prédios luxuosos, (pois cria-se um temor para aqueles que VIVEM somente disto) sendo que Ele está nas pequenas coisas e não conseguimos enxergar. A figura da Cabana demonstra isso, a simplicidade, a humildade, porque Deus é isso, resumindo é Amor.
    Outra ponto que nos faz refletir fortemente é a respeito do perdão. Em um momento tão tribulado que nossa sociedade passa, que tantos matam por pouco, como não entender a mensagem do livro e dizer que ele é medíocre.
    Para aqueles que estão criticando e tem algo melhor para escrever, por favor façam isso urgentemente, pois se A Cabana me aproximou mais de Deus, imagina se escreverem algo melhor.

  134. Mauricio josias soares affonso

    O livro me fez refretir muito na minha vida,na forma de DEUS se apresente como mulher não muda nada o seu amor portodos nos e nei o seu sofrimento pela umanidade.

  135. Viva a diversidade.
    O livro é fantástico pois promove a polêmica, alimenta os debates e resgata a reflexão.
    Claro que não é um livro de receitas, requer interpretação e muita sensibilidade.
    Penso que o autor não teve a prentensão de compará-lo a bíblia. Cada leitor tem a sua ótica.

  136. É triste que existam pessoas ignorantes que definem essa obra como medíocre, porque é medíocre? Porque define a igreja como uma instituição ou um sistema feito pelo ser humano? Não é isto que Cristo veio construir, a igreja de Cristo é formada pela comunidade que vive e respira, feita de todos que O amam, e não de prédios, regras e programas. A igreja de Cristo não pode se definir por um monte de rituais exaustivos e uma longa lista de exigências, nada de reuniões intermináveis com pessoas desconhecidas, mas sim, simplesmente compartilhar a vida amando os nossos semelhantes. Uma quantidade enorme das coisas que são feitas em nome de Deus não têm nada a ver com Ele. E freqüentemente são muito contrárias aos propósitos de Deus. Muitas vezes a religião é usada como uma ferramenta terrível que muitos usam para sustentar suas ilusões de segurança e controle, essas estruturas e ideologias são um esforço inútil de criar algum sentimento de certeza e segurança onde nada disso existe. É tudo
    falso! Os sistemas não podem oferecer segurança, só Deus pode.
    Devemos confiar e Deus e crescer no amor pelas pessoas ao nosso redor com o mesmo amor que Deus compartilha conosco.
    É triste ver que tantas pessoas são totalmente vendidas para algumas
    atividades religiosas opressoras. As pessoas que amam verdadeiramente a Deus podem se encontrar em qualquer religião ou até mesmo não acreditar em nenhuma desde que seu propósito seja voltado unicamente à Deus e ao amor aos irmãos!

  137. Concordo também totalmente com a Camila quando disse que nós devemos andar com dois sacos, um em cada mão. O primeiro se coloca tudo o que se pode ser aproveitado sobre alguma coisa e no segundo tem que ser despejado o resto, aquilo que é desnecessario para nós. No primeiro podemos colocar o livro que realmente nos leva a uma profunda reflexão sobre nossas vidas, nos fazendo lembrar do incondicional amor que Deus pai tem por nós! No segundo saco colocamos esse senhor que definiu essa maravilhosa obra como medíocre, pois uma pessoa ignorante como essa não pode fazer nem falar nada de que se possa tirar proveito!

  138. bom acho que o mundo esta precisando um pouco de Deus
    e quando um cara tenta transferir para o papel a sua esperiencia
    muitos se espanta.
    Ele nao pediu para ninguém acredita ,ele so esta tentando mostra o que deus fez em sua vida ,se alimentando disso para viver nesse mundo hipócrita e cruel
    adorei o livro mudou muito minha vida e varias formas de encontra a Deus

  139. Acho que “A Cabana” tem muito mais a dizer do que a grande maioria dos evangélicos que conheço e das igrejas que conheci, muito embora, do ponto de vista literário, seja um livro fraco. Como conheço um pouco da Bíblia e sou reticente com relação a mesma, pois expressa praticamente a vertente judaica do conceito de Deus, acredito que A Cabana é uma tentativa de traduzir de uma maneira mais indulgente o cristianismo, já que o criatianismo “vigente” é sobretudo intolerante com outras manifestações de fé. No geral, o livro parece querer desmistificar o pragmatismo cristão (embora esse não seja o foco do enredo), ou tenta fazer parecer que o evangelho é de fato uma proposição libertária de Deus.
    Enfim, se lido como uma literatura “neutra” passa uma mensagem positiva focada na auto ajuda, mas confesso que o tempo todo fiquei incomodado com a contrução literária (à la Paulo Coelho) e, principalmente, com o forte teor evangélico! Aquele típico modelo estadunidense de crente e família critã (que aliás experimenta-se por aqui). Confesso que isso me incomodou o tempo todo, ou seja, de neutro o livro não tem nada! Só faltou vir acompanhado de um folheto fazendo o apelo, a oração de entrega e orientando aquele que fez a tal oração a procurar a igreja mais próxima de sua residência para congregar aos domingos, blá, blá.
    Apesar das críticas e tendo em vista o empobrecimento da mensagem cristã hoje difundida principalmente na TV o “evangelho segundo Young” me parece um grande avanço!

  140. “Quem é este que escurece os meus desígnios com palavras sem conhecimento? Cinge, pois, os lombos como homem, pois eu te perguntarei, e tu me farás saber. Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? dize-mo se tens entendimento.” Jó 38:1 à 4
    “Acaso, quem usa de censuras contenderá com o Todo-Poderoso? Jó 40:2
    “Acaso, anularás tu, de fato, o meu juízo? Ou me condenarás, para te justificares?” Jó 40:8

  141. Comprei o livro e vou ler. Depois deixo alguma coisa aqui!

  142. O que será que Deus falaria para cada um de nós se nos encontrassemos? Será que temos o direito de julgar a fé a religião do outro?
    Somos dignos da bondade de DEUS.?
    Somos verdadeiramente Cristãos quando nos achamos melhor que o nosso irmão por professar uma Religião diferente da dêle?
    Se hoje nos encontrassemos com DEUS poderíamos olha-lo nos olhos?
    A CABANA é apenas um livro. Será que existe necessidade para tantos comentários grosseiros, preconceituosos? Somos ou não somos filhos do mesmo DEUS? Isso me basta!
    Jussara

  143. Li o livro e aprendi muito com o seu conteúdo. Na realidade, cada um tem a liberdade de expressar sua opinião. Respeito o pensamento de cada um, porém não concordo com algumas opiniões. Percebo que há muitas pessoas que não conseguem reter algo de bom naquilo que examinam. Pelo contrário, suas palavras são como um jato de água fria em experiências tão marcantes como essas. Ao invés de criar um julgamento definitivo com palavras tão rudes, por que não batermos um papo aberto expondo nossas razões e aprendendo uns com os outros. Enfim, um abraço a todos.

  144. Eu li o livro e não gostei!
    Respeito quem gostou , afinal? é bom respeitar a opinião alheia,
    bem, pra quem acha que o livro é tão bom e verdadeiro eu recomendo.

    VÁ LER A BIBLIA, ELA NÃO MUDA, É ÚNICA E VERDADEIRA.

  145. Recomendo a leitura deste livro, muito bom por sinal.
    Sua linguagem é acessivel, feito sob medida aos corações humanos.
    “no principio era o verbo e o verbo se fez carne, e habitou entre nós”
    Jesus lampada para meus pés, farol a iluminar o meu caminho.
    O problema de alguns é o pré-conceito, a malevolencia existente em seus corações, fruto do pecado. É bom lembrar que para se vê a face de Deus é necessário a pureza de coração. Lembram “bem abenturados os puros de coração, porque verão a Deus”.

  146. Li o livro, posso dizer que no começo fiquei em duvidas em alguns capítulos, mas segui até o final e achei simplesmente maravilhoso passei 10 anos da minha vida me perguntando o porque de Deus, pois uma pessoa que eu amava muito se foi de uma maneira drástica e violenta da minha vida que era meu amado pai, e lendo esse livro hoje eu não questiono a Deus o porque, mas sim estendo hoje o pra que que as coisas acontecem em nossas vidas. pra crescermos na fé que à em Cristo Jesus, o que mais me chamou a atenção foi o final em que à o perdão, e é assim que Deus deseja que sejamos, que possamos aprender a perdoar por mais difícil que seja, assim como Deus nos perdoou de nossos pecados enviando seu único filho pra morrer por nós, o perdão destrói as correntes do inferno e traz paz em nossos corações. Tirei muito proveito deste livro que serviram de de muita reflexão em minha vida, fiquem todos na paz! E quem não leu leiam e meditem!

  147. I CORINTIOS 1 : 26 a 31.

    (26) PORQUE, VEDE, IRMÃOS, A VOSSA VOCAÇÃO, QUE NÃO SÃO MUITOS OS SÁBIOS SEGUNDO A CARNE, NEM MUITOS OS PODEROSOS, NEM MUITOS OS NOBRES QUE SÃO CHAMADOS.
    (27) MAS DEUS ESCOLHEU AS COISAS LOUCAS DESTE MUNDO PARA CONFUNDIR AS SÁBIAS; E DEUS ESCOLHEU AS COISAS FRACAS DESTE MUNDO PARA CONFUNDIR AS FORTES.
    (28) E DEUS ESCOLHEU AS COISAS VIS DESTE MUNDO, E AS DESPREZÍVEIS, E AS QUE NÃO SÃO, PARA ANIQUILAR AS QUE SÃO;
    (29) PARA QUE NENHUMA CARNE SE GLORIE PERANTE ELE.
    (30) MAS VÓS SOIS DELE EM JESUS CRISTO, O QUAL PARA NÓS FOI FEITO POR DEUS SABEDORIA, E JUSTIÇA, E SANTIFICAÇÃO;
    (31) PARA QUE, COMO ESTÁ ESCRITO: AQUELE QUE SE GLORIA, GLORIE-SE NO SENHOR.
    PAPAI gosta especialmente de você!!

  148. Bom dia, creio que a leitura deste livros nos faz abrir a mente com relação a pensamentos e julgamentos que fazemos o tempo todo, como por exemplo: todos veem Deus como o homem velho de barba branca, sem enxergar Deus no seu semelhante, como a mulher negra gorda, ou julgam todos as pessoas que não são do seu roll social ou de sua familia, sem levar em conta que a familia de Deus somos todos nós, o livro “A Cabana” como qualquer outra coisa na vida é opcional e de livre escolha, eu perticularmente não me arrependo de ler o livro.

  149. Se eu fosse um pastor que desejasse meu rebanho se submetendo aos meus preceitos principalmente financeiros eu jamais desejaria que este livro chegasse aos cristãos pois sei que de fato o Deus de A cabana é o Deus que tudo criou e que de nada precisa ao contrario do que ensinam certos líderes gananciosos!

    Ainda tem gente falando em heresia..deve ser brincadeira né!!!!

  150. comprei o livro por curiosiade mas me decepcionei, o começo é bom com o sofrimento do autor mas depois ele voou alto demais e se perdeu todo.Ao invés de ir a cabana deveria ter mostrad o bilhete a policia pra ajudar na captura do assassino, é o que qualquer um faria então a coisa tomou um ru mo fantasioso demais.

  151. JOSÉ MARIA DA CUNHA BRAGA

    Gostei do livro A Cabana, em parte. Até mais ou menos a metade o livro é interessante, mas daí em diante, torna-se um pouco cansativo. Acredito, que através do seu livro, o escritor Willian P. Young, usando os seus personagens como pano de fundo, tenta passar para o leitor, de forma nada ou pouco convicente, o seu conceito a respeito de Deus e religião. Concordo com ele quando afirma: “É a trindade (religião, política e economia) de terrores criada pelo ser humano que assola a Terra e engana aqueles de quem eu (Deus) gosto. Quantos tormentos e ansiedades relacionados a uma dessas três coisas as pessoas enfrentam!” Concordo, também, que muitos não sabem responder a pergunta “se Deus é tão poderoso ,por que não faz nada para amenizar nosso sofrimento?” Recomendo a leitura do livro.

  152. Quando ele diz: vc e imagem e semelhaca vc e DEUS, entao Todos nos devemos mudar, colaborar com a OBRA. O Autor do livro fala muito sobre Poder, que nao a nessecidade de Poder, se somos todos iguais!
    O mau do mundo Sao As organizacoes que de uma forma vendem a palavre de DEUS.

  153. achei o livro mais para o espiritismo, teve um desdobramento e seu espirito entrou em outra dimensao, todo instante temos prova no livro que existe vida apos a morte. isto e simplesmente maravilhoso.
    o momento maior foi a escolha ou ficar com a filha do outro lado ou voltar sua vida existente. ficaria aqui dizendo muitas outros provas.
    beijos….

  154. Inicialmente, excelente blog! Esta é a primeira visita de muitas.
    Acerca do debate, irretorquíveis as considerações sobre o opúsculo, sobretudo as de Ricardo Gouvêa. Amplexo.

  155. wilzaguignoni de Albuquerque

    Eu partucularmente tive o prazer de lê o livro A CABANA o que me fez entender e tirr muitas dúvidas,me acescentou muto a mim.O livro fala na trindade,pai,filho e espiríto santo,como tb fala da trindade religião, politíca e economia que corrompe a humanidade.Deus fala com muita sabedoria a questão de não ter deixado ninguém aqui na terra para falar um nome dele e que não deixou nenhuma instituição,coissa que questionava muito.S o temos dentro de nós e um nossas atitude é tê-lo dentro de nosso coração.Parabéns ao autor e esse livro possa ser lido por mais pessoas.PARABÉNSSSSS!!!!!!!!!

  156. Meu Deus …. as vezes me pergunto onde o mundo vai parar….. Até que ponto a raça humana vai chegar?
    Li A Cabana.
    A Ca bana foi escrito porque um pai bondoso e preocupado com um presente que prometera dar aos filhos e a esposa resolveu escrever as coisas que ele sentia em seu coraçao…..Até nisso os criticos querem se meter e ainda por cima dinegrir falando que nunca será um classico….mesmo que nao seja mas me ajudou a ser uma pessoa melhor e um ser humano mais generoso e amoroso com meu próximo

  157. cristina c ponciano

  158. ALEX, me senti dentro do livro A CABANA,foi facinante estár perto de DEUS (papai) e JESUS.
    Gostaria que você fize-se o filme.
    Sou espirita e acretido na minha 1 vida,pois vivo a 2 aqui.
    aconselho a todos a lerem A CABANA.
    Somos livres e podemos sim escolher o que queremos para nosso espirito.

    CRISTINA C.PONCIANO

  159. Cada vez mais penso que quando alguma coisa é útil ao próximo todos criticam, outro dia tive em uma palestra que dizia que ficamos enverganhados quando vemos um casal trocando carinhos ( passando a mão no rosto, selinhos e olhares apaixonados), chegamos ao ponto de irritação extrema e ficamos incomodados; porém quando vemos uma briga paramos para olhar damos palpites e muitas vezes chegamos a incentivar.
    Quando li a respeito do debate fique impressionada pela severida, e pela dureza das palavras. e somente me lembrei desta palestra.
    O livro pode não ser o máximo dos máximos mas também não o lixo dos lixos é um livro para pensar deliciar-se e após muitos relatos de pessoas que passaram pela provação do personagem falaram que foi um conforto para suas almas.
    É muito triste ver pessoas que criticam o bem, a boa ação, um bom exemplo, pois em todos os momentos, ele só quer o bem meu, teu e nosso.
    É como minha vó dizia quando começar a pensar muito e quiser dizer algo que não foi muito refletido encha a boca de água colorida pois só assim vc irá refletir sobre suas palavras se abrir mancha a roupa para sempre.

  160. jesus salvador do mundo

    Depois de muitos comentarios sob o livro a cabana,se é catolico ,evangelico ou espirita? resolvi ler….mas para minha indignação não se trata de nenhuma religião,é somente ficção maldosa,o autor aproveitou a historia de uma morte de uma garotinha para emocionar pobres pessoas que todos dias enfrentam situações parecidas que é a dor da perda,mas jesus disse no mundo tereis aflições tenha bom animo eu venci,e com certeza venceremos tbm,mas ,existe o diabo que veio matar ,roubar e destruir,Jesus morreu na cruz por vontade propria para nos garantir a salvação eterna que é o ceu aonde muito breve vamos morar e nunca mais havera choro e nem tristeza ou angustia e satanas e seus anjos serão encerrados no inferno eterno pra todo sempre..quando me pergunta aonde esta Deus na hora das tragedias?respondo no mesmo lugar em que estava quando seu filho Jesus morreu no calvario por toda a humanidade,não devemos estar lendo ficção medilcre ,devemos ler a bilblia queé a boca de Deus falando conosco e pedindo livramentos que so Jesus pode dar,não sejam ignorantes,aceitem a Jesus o autor e consumador da nossa fé

  161. Eu me pergunto? Por que os homens perdem tanto tempo da vida querendo debater sobre Deus, ou sobre quem escreve sobre Deus, o livro só fala do amor aque o criador tem sobre seu filho, não importa se é uma grande obra literária ou não, amor é amor, eu acho que quem se reune para não falar nada de bom nem deveria inventar tanta moda, esses caras são o que para debater sobre Deus senão sua própria criação e são iguais a todos nós, o ser humano adora polemizar tudo, só tenham fé e pronto. Acreditar é fácil difícil é ter fé

  162. Ah!!! Mais uma observação, criticaram o final feliz do livro, afinal vocês queriam final triste? Ué vocês não vão a igrja buscar um final feliz para suas vidas? Eu achei que fossem, ah é que para suas vidas vocês querem final feliz, mas para os pecadores claro que não!!! Tomem vergonha isso sim.

  163. Voce sim alcancou a verdadeira mensagem que Deus nos enviou, para tirar o veu da escuridao das nossas almas colocadas pelas religioes que na verdade so querem ter o controle das pessoas para o seu bel prazer.

  164. Interessante observar que os comentários continuam a ocorrer mesmo dois anos após o debate . No meu emocional o livro é recentíssimo porque fui lê-lo há pouquíssimo tempo e caiu-me na mão de modo quase incidental.
    Durante bons anos da minha vida fui criada sob a crença evangélica que sempre me mostrou um Deus bravo, autoritário, birrento que cortava a cabeça de quem nao fizesse sua vontade e poderia levar ( como na crença católica de céu e inferno) seus filhos a queimar eternamente no fogo do inferno. Sempre me recusei a acreditar nesse Deus. A leitura de “A Cabana” me aproximou um pouco de Deus , porque pude refletir ali sobre a existência de uma inteligência que vê a raça humana com compreensão – seus vícios e virtudes – que aponta para a responsabilidade que temos sobre nossas próprias escolhas, que fala sobre quântica, sobre sinapses cerebrais, sobre o viver mais no presente ( 0 budismo fala muito disso), bem típico de uma entidade que tem olhar – e compreensão – sobre todas as coisas e que nos chama a atençao para a possibilidade de trilharmos melhor nosso caminho considerando olhar mais para a possibilidade de amar e nao julgar ( acho que são coisas não muito fáceis pra mim, ambas…). Sob o meu modesto olhar ” A Cabana” nao virou best-seller tanto por ser um livro de ficcao – de enredo bem comum, por sinal – mas por apresentar um Deus revolucionario mais que na forma ( uma mulher, negra e gorda…) nos conceitos. O livro nao é uma bíblia e as vezes eu fico pensando que recebi algumas coisas dali quase como uma verdade, porque veio de encontro ao que eu pensava que pudesse ser Deus. Então, quase como um insight fez um enorme sentido para mim. Ao final, sao mesmo os insight que vem de todas as partes ( leituras, amigos, ensinamentos formais, contatos) que me fazem crescer. Mas há uma coisa que me in comodou o tempo todo na leitura. A insistência de que não deveria ter se independido do criador, com o que eu nao concordo. Mas e daí ? Viva a diversidade e os varios pontos de vista. Eu não pretendo mesmo, por ora, compreender tudo o que Deus talvez tivesse pra me dizer. Sou um bebê na universidade da existência. Certamente algo superior tem um olhar bem complascente pra mim… Afeto a todos.

  165. Bom, estou lendo o livro, e gostando muito.. Ele esta fazendo-me ver Deus de uma forma que a religião infelizmente não foi capaz de mostrar à mim. Então como muitos não vou criticá-lo, por que para mim tem sido algo muito bom.

  166. Eu li. Meu conselho é… não leiam. Sofrimento tem explicação sim… consolo, existe… punição, também. Consta tudo no manual do Criador… A Bíblia. Poucos aqui deram referencias da Bíblia, ainda assim… não deixaram claro o propósito da menção. O povo de Deus, sofre por falta de conhecimento Oseias 4.6.
    Alguém sabe a que seita pertence a editora do livro ?
    Se você não entregou sua vida à Jesus, e não o reconhece como único Senhor e Salvador, não faz diferença ler livro algum, até a Bíblia, só da pra entender com Jesus ensinando.

  167. Existe uma receita universal para experiencia com Deus? Além de aceitá-lo como único salvador? Estranho …. penso que a experiencia pessoal é única, individual e podemos apenas descrevê-la ( se conseguirmos) e não rotulá-la, que me perdoem os senhores teólogos, temos a liberdade de poder ler e “filtrar” mensagens, assim como podemos ter diferentes opiniões o que poderíamos fazer é parar de julgar, e ter mais fé no único que sabe de todas as coisas Jesus ( a começar por mim).

  168. Djalma Araujo Almeida

    Meus filhos irmãos ,sou professor e confesso que até mesmo nietze (aquele que disse que o evangelho morreu na cruz) é mais cristão dos que os próprios que se dizem ser cristãos ,esses metidos donos de ministérios com interesses nos dízimos dos fiéis …. O livro “A Cabana” realmente trás um verdadeiro ensinamento pois quebra paradgmas que são colocados como verdade para os pobres homens dogmáticos. Jesus sempre foi mal interpretado ,primeiro por pura limitação de compreensão entre esses pseudosreligiosos cristãos cheios de preconceitos e depois por
    questão de vaidades ,orgulhos e ganância.Young foi envolvido pelo Espírito e trouxe várias passagens na biblia antes esquecidas pelos homens e agora relembra muita coisa que por sinal devemos e urgente revê-las.É claro que esse irmão que repassou essas informações para Young,não compreende tudo porém consegue passar verdades significativas sobre o entendimento sobre o amor incondicional para com todos os seres não só no planeta terra mas também em outros planetas e universos. Posso dizer até que tal espírito está muito além em relação aos nossos religiosos em termos de compreensão do que é DEUS . Vejo também que embora Young não tenha tanta compreensão sobre o que lhe aconteceu(movido pelo espírito) , colocou pensamentos seus que por sinal ,não implica dizer que comprometeu as informações mais importanters que o mentor(espírito) desejou passar. Em parte consguiu atingir os objetivos que era a de esclarecer melhor as pessoas desse Amor maravilhoso que DEus tem por nós.

  169. henrique de souza martins

    Acho que estas pessoas que sempre falam em qualidade literária, consideram os livros de qualidade aqueles que não conseguem entender o sentido de nenhuma frase, mas que acham bonito pois foram escrito por Dostoievisck, Nietscky,………………….

  170. O livro, A cabana, me revelou respostas, antes obscuras em meus pensamentos. Não conseguia entender um ” DEUS” punidor, vingativo,carrasco… como justificar tantas desgraças no mundo? Vontade de DEUS? Claro que não! Atos dos homens, nada mais.
    Como bem diz o livro, o homem lutou pela independência e esta foi dada. Agora, procuremos resolvê-los sem a interferência de DEUS. Não coloquemos a culpa no pecado. O que falar de uma criança que nasce com uma enfermidade incurável, pecado? Antes de nascer já pecou? Deus quis puni-la? Paciência.
    Deus é misericordioso. A imagem do DEUS vingativo foi criado pelas doutrinas religiosas que veêm no dízimo uma saída para o perdão dos pecados.
    Não vamos discutir qualidade literária, mas sim, a mensagem proposta pelo livro, A cabana. Há pontos no livro que divergem da bíblia, mas não poderemos esquecer que o livro é uma ficção e que a bíblia foi escrita por seres humanos, logo, nem tudo que ali está escrito é verdade.
    Sou católico, mas não concordo com algumas doutrinas traçadas pela igreja. Hoje, procuro fazer o bem, assim, sempre estarei mais perto de DEUS.Independente de religião!
    Um pai jamais quer o mal de um filho!

  171. Esse livro mexeu muito comigo já li duas vezes e sempre que o leio sinto uma grande paz interior ele me acalma me conforta, sem duvida nem uma foi o melhor livro q já li na minha vida…valeu papai..

  172. Acabo de ler o livro, e lerei novamente, sei que e uma ficcao, mas da mesma forma que sonhamos com coisas que jamais aconteceriam, tambem estou sonhando com tudo que li, sonhando e imaginando de como seria maravilhoso se isso acontecesse realmente, e como seria triste, pos nao poderiamos contar a ninguem, pos duvido que acreditariam como acreditaram em Mack. Pos vejam como tantos estao preocupados em por defeito na obra e nem sequer param para sonhar, que acredito que seja isso a ideia da obra, que sonhemos e esquecamos um pouco dos problemas do dia a dia. Independentemente do que dizem as mas linguas, sem duvida tenho vontate de ser uma pessoa melhor depois de ter lido.

  173. Lêr o livro a cabana mudou minha vida consegui aceitar a perda do meu pai …

  174. Li o livro e achei espetacular possa ater ser uma ficçao ,mas talves nós seres humanos temos uma dificuldade para entender,a mensagem ,adorei ler o livro e recomendo as pessoas que estão distantes de Deus, consegui aumentar uma fé que não conhecia antes de ler o livro .sendo verdade ou não esse livro não isentiva o mal e sim um amor tão grande que nós não temos copetencia de praticar ,tão perfeitamente ,mas uma coisa bem sincera todos nós seres humanos deveriamos sermos JUIZ.obg papai por eu ter entendido a mensagem.

  175. Curta no twitter: http://maniaofertas.com/Sobre.php
    O ManiaOfertas.com é um sistema agregador de anúncio de ofertas do Twitter. Ele captura as ofertas de livros das maiores lojas do Brasil
    em tempo real. Quer receber os melhores anúncios com mais praticidade e com a possibilidade de aproveitar descontos incríveis? Então, siga-nos no Twitter e compre os livros que você deseja com muito mais facilidade! Veja descontos específicos de cada loja: Submarino Livraria Cultura Saraiva Livraria Leitura

  176. Achei horroroso…… Sensacionalista.
    Leviano e sem conteúdo literário!

  177. Fico triste em ler certos comentarios, é uma pena, que muitas pessoas não conseguiram entender ou absorver a linda mensagem do livro.
    Para quem ainda nao leu eu só tenho a dizer que o livro é ótimo, acho que nem preciso dizer isso um best seller com mais de 5 milhões de unidades vendidas.
    Uma dica que dou para quem não leu e para quem decidiu reler o livro “A Cabana” , não leia como um crítico, simplesmente se entregue a essa leitura, receba essa linda mensagem de amor incondicional, e esteja preparado(a) para as grandes mudanças que podem ocorrer na sua vida.

    Um grande abraço !! e uma ótima leitura

  178. Tambem fico triste ao ver como as pessoas sentem necessidade em criticar
    outros. Quem nunca assistiu a um filme de ficcao, de faroeste ou ate mesmo
    de horror e ficou imaginando como seria se aquilo fosse verdade? Pois entao
    bem, isso e o que vc tem q fazer ao ler esse livro, imaginem se fosse tudo
    verdade, e como seria sua vida. Nao sei voceis, mas a minha, seria maravilhosa
    e qtas pessoas vivem uma vida de mentira? Um casamento de mentira? Eu,
    resolvi viver essa estoria, pois nunca se sabe, vai que pode ser verdade.
    Quem naoleu leia, quem ja leu e nao gostou leia novamente e tente
    imaginar quao maravilhoso se fosse verdade. E boa leitura.

    • Luciana no dia 15 de março de 2012, terminei de ler o livro, e digo sem vergonha nenhuma, que adorei o mesmo, e que acho que houve uma pequenas mas importante transformação em minha vida, e do modo de ver Deus. Acho que debates são importantes, sobre o livro mas sobre Deus, não há o que se debater. É Deus e ponto. Já procurei Deus em alguns tipos de Igrejas e digo com certeza que não o encontrei da forma que gostaria lá, mas afirmo que neste livro talvés eu também tenha conversado com Ele. Hojé logo pela manhã, recebi um mensagem no celular, que dizia mais ou menso assim: Que proximo a minha casa haviam anjos discutindo para ver quem cuidaria de mim, e longa conversa resoveram que um iria, e lá chagando tal anjo, notou que eu dormina e que na cabeceira de minha cama Jeusus me acariciava amorosamente, então Jesus disse ao anjo para não fazer barrulho para não me acordar. Sabe foi isso que pode ter acontecido mesmo comigo, pois fazia muinto tempo que não dormia dessa forma, tão bem.

      Deusculpe pelo desabafo, por tomar o seu tempo, mesmo sem ao menos lhe conhecer.

      Grato:

      Charles.

  179. Chales nao tenha duvida era ele sim, ele tb ja veio na minha vida de forma maravilhosa, passei tres anos longe de meu filho, tive que deixa lo aqui no Brasil com minha mae qdo ele tinha 3 anos e fui aos USA trabalhar para poder
    comprar uma casa pra eu e ele. E todos os dias sentia muita saudade, era uma
    dor fisica, doia na carne, ai um dia chorei muito e pedi a Deus que enquanto eu
    estivesse dormindo que me levasse para ver meu filho como ele levou as irmas
    para brincarem juntas, que meu espirito pudesse ir ate meu filho, entao adormeci
    no dia seguinte acordei e nao me lembrava de nada, nem de minha oracao, mas
    acordei bem como a muito nao me sentia e como fazia todos os dias liguei pra
    minha mae pra eu falar com meu filho, qdo ela atendeu ela estava chorando,
    assustada eu perguntei o q havia acontecido, chorando ainda ela me disse que
    meu filho tinha acordado aos gritos me chamando dizendo que eu estava ali,
    que eu tinha abracado ele e tinha dito que ele nao se preocupasse nem chorasse
    mais pois eu ia cuidadar dele. Nesse momento eu cai no choro e tive certesa
    que Deus havia me levado ate ele. E que tinha matado a saudade de minha
    alma pos eu estava leve e serena.
    Eu acredito nisso, e na sua experiencia tb acho q foi um encontro com Jesus.
    Um grande abraco.
    Luciana

  180. Cristiane de Faria

    Adorei o livro. Mexeu com meu coração. Pastores se revoltaram, porque o livro fala que Deus não impoe regras, somos livres só para amar. O livro me mostrou que somos muito materialistas. Esquecemos que só precisamos de Deus para viver.Se vc seguir a ele, sem regras, só fazendo coisa boas, será feliz. Realmente, é dificil perdoar. Mas o livro me mostrou como Deus é santo. E por ser santo sabe perdoar seus filhos.

  181. Li todos comentários sobre o livro e cheguei a conclusão que muitos acreditam em Deus e outro brincam com quem acredita….Gente crer em Deus é uma coisa pessoal ou vc acredita ou se não acredita pelo menos respeita que tem fé…eu li o livro e amei…se fosse assim como o livro me passou…nem tenho palavras para definir meus sentimentos…tenho parentes que se foram e deixaram muita dor…tenho 02 filhas e sei qual o sentimento que nós pais temos por eles..por isso parabens Willian P. Young…fiquei realmente feliz em ler seu livro.

  182. Gostaria de saber o porque de tanta polemica em volta de um livro que no meu ponto de vista, expressa somente uma maneira de alguém enxergar Deus a sua maneira, e de como Deus se apresenta à ela, facilitando um dialógo simples e comum pura e simplesmente assim como Jesus era , na intenção de converter as pessoas ao amor do Pai, que rege todas as coisas.

  183. …A Cabana
    Vamos lá.
    Direto no ponto.
    O Mack é o diabo. Lúcifer (A história é uma história que abrange milênios. Eras, na verdade.
    É uma história contada pelo Lúcifer
    Ele traz para um ambiente atual e contemporâneo um drama onde ele se coloca como Homem e se reporta a fatos acontecidos em uma era anterior à era contada pelo Moisés no Genesis.

    Ele faz nesse livro o seu enfrentamento com Deus. Ele diz verdades a respeito de Deus. Verdades semeadas com mentiras.
    A mentira principal, no meu ponto de vista é a trindade.
    O Deus Mulher é uma referencia à deusa Lilith, ou Diana, ou diaba, ou Luiza, ou Vasti ou Lua, mas principalmente à natureza dela “ NEGRA”. Uma referência não relativa à raça, mas à ausência de luz, às trevas.

    A personalização ou partição de Deus que é único é um engano diabólico que se instituiu faz muito tempo no Cristianismo, e é base de toda a bizarrice que infesta o meio evangélico e agora o católico.

    Ronald Loma Blog

  184. Não vou fazer exegese do livro e de toda a doutrina pregada, o que de fato não me interessa, mas vejo que é um papinho muito parecido com o papo desses pregadores de abobrinhas evangélicas da moda, do tipo Philip Yancey, Manning, Luccado e outros.

    “Em um mundo cruel e injusto. A cabana levanta um questionamento
    atemporal: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento?
    As respostas que Mack encontra vão surpreender você e pode
    transformar sua vida de maneira tão profunda como aconteceu com ele.”

    É o diabo o grande teólogo, que assume que a história é “atemporal” fora do tempo.

    A história é contada por um terceiro, um grande amigo… Willie, um parceiro, o qual eu não sei discernir ainda quem é… talvez o Caim/Moisés.

    No prefácio, ele assume que esse personagem vai mudando de cara ao longo das eras, mas mantém o mesmo nome… I, II, III, Jr., Sr.

    Ele conta uma versão na qual ele se rebela (Rebelião de Lúcifer) e é açoitado pelo pai embaixo de um grande “Carvalho”.

    Ele conta seus segredos… porque o tal diabo com vários nomes pode ser o mesmo espírito manifestado em humanos ao longo dos tempos e eras.

    Ele fala com acerto sobre o “pecado da versiculatria”.

    “ele foi castigado com um cinto e com versículos da Bíblia
    todas as vezes que o pai acordava de sua bebedeira e largava a garrafa.”

    Ele conta a sua fuga (banimento), o que fez durante esse tempo no mundo… referindo–se também a conflitos terríveis como participante, mas se manifestando contrario à violência… Seu interesse por teologia…

    “Seus assuntos prediletos são Deus, a Criação e por que as pessoas
    acreditam em determinadas coisas.”

    Esse relato rápido e abrangente conta que ele “volta” para os Estados Unidos, ou América, numa referencia acerca do lugar para onde o diabo volta a se manifestar corporalmente.

    Fala também que
    “ele é uma espécie de alienígena… “

    Ele dá todas as dicas acerca de sua identidade.

  185. Olha eu gostei do livro A Cabana no começo da historia mais no final não consegui compreender,estou lendo De volta a cabana e não estou gostando mais vou refletir melhor porque certas coisas não debate por causa da minha religião.

  186. Eu amei o livro com ele aprendi o valor do perdão, devemos perdoar para sermos feliz, Deus não nos proibe de nada somos livres paar fazer o que quisermos, mas sabemos das consequençia dos nossos atos.

    • E extremamente importante que saibamos que existe consequência em tudo que façamos, e isso temos que aprender desde criança. Pos quanto mais adulto maior as consequências. Acredito que hoje em dia existe essa taxa de criminalidade imensa devido a falta de consequência. Existindo a mesma todos param pra pensar antes de fazer tudo. Esse livro mostra os dois lados, o que acontece com quem para e pensa e quem não pensa e faz o que quer, cabe a nos decidirmos o que queremos fazer pos o resultado não e segredo.

  187. Olá,meu nome é tiago e tenho 17 anos,estou adorando este livro,porém não li ele ainda todo,mas estou quase lá,ele mexe muito conosco,é um livro que nos leva mas para perto da trindade Divina,quem dera que todo o mundo lêse,assim todos deixariam de ser mais independente e seria mais dependente de Deus

  188. Acabei de ler o livro; depois de muito ouvir sobre o livro peguei emprestado de meu irmão, digo, que seja ou não verdade o que nele esta escrito, prefiro acreditar em um Deus dessa forma cheio de amor, do que o Deus que andam pregando por ai repleto de fúria pronto a dizimar todos os que não contribuem com o dízimo e não vão as igrejas ou templos, ter Deus no coração e muito mais do que procura-lo dentro de templos, sujeitando-se a doutrina imposta pelos “detentores da palavras, pelos agraciados com o dom”, ferrenhos contribuidores do templo, que julgam viver na graça de Deus pelas atitudes tomadas dentro dos templos e igrejas, mas que passam por necessitados nas ruas e sequer olham com medo se serem atacados e sequer dão qualquer tipo de atenção a estas pessoas.
    Ou até àqueles que todos os dias passam por catadores de papeis e mendigos na rua e não lhe oferecem ao menos a atenção, um copo de água sequer. Assim aos olhos do mesmo Deus que eu acredito e amo, a sua presença nos cultos e missas constantemente, e o valor de sua contribuição nos templos ou em igrejas é suficiente para lhe perdoar pela falta de amor ao seu próximo que todo dia você e ignora?
    É claro que este livro será ferozmente criticado por pastores, padres e frequentadores ferrenhos de templos e igrejas, pois tiram deles o poder de arrecadar e continuar dando destino diverso a verdadeira intenção de Deus. Acredito em Deus e sempre acreditei, e não preciso de ninguém para provar ou dizer pra mim o que devo ou não fazer, ainda mais de uma pessoa que ganha para falar de algo que deveria ser de graça, pois assim como muita gente que frequenta igreja e templos, são elas (pessoas), que quase sempre tem trabalho, e procuraram por Deus nos templos e igrejas porque acham que precisam, não contesto isso, só acho que quem recebeu o dom da palavra e que se diz falar em nome de Deus não deveria cobrar por isso.
    E é por este motivo que não frequento nenhum tipo de templo, so acreditarei em quem fazer sem nada receber, em quem assim como eu, tenha um emprego, tenha um patrão (de carne e osso), que seja assalariado, e que dedique o tempo que lhe resta para falar do senhor sem qualquer tipo de interesse e nem retribuição financeira.
    Pronto falei, e sei que após isso, muitos ficaram indignados, mas Deus sabe bem os motivos desse desabafo e de minha opinião, pois verdade, verdade mesmo, só de Deus, ninguém na Terra pode se dizer o dono da verdade, pois se assim fizer estará indo contra o que esta na bíblia. ” EU sou o caminho, a VERDADE , e a vida”.

  189. é uma livro ridículo, totalmente patético! sem mais comentários, o próprio livro já se condena por si só…

  190. é um* livro ridículo, totalmente patético! sem mais comentários, o próprio livro já se condena por si só…

    • Olá Cris,
      Sinto pena de você, “pois o seu comentário te condena”, um comentário fraco, sem argumentos, preconceituoso e agressivo, tudo que vai totalmente contra aos princípios de qualquer religião.

  191. Ganhei esse livro de presente do meu namorada e resolvi pesquisar a respeito do mesmo, discordie de algumas coisas que li e foi justamente isso que me impulsionou a buscar informação de pessoas experiêntes, ou seja, pessoas que sabe o limite do que deve ser falado a respeito de um ser maravilhoso como o nosso Deus. Tudo o que fala de Deus tem que ser biblicamente comprovado e analisado. Uma certa vez o autor de um livro explicava o quanto deveriamos ser cuidadosos ao fazer leitura de certos livros, porque quando queremos envenenar um rato, colocamos a comida e o veneno tudo junto, assim acontece quando queremos ganhar a confiança de uma pessoa que discorda do nosso ponto de vista. As vezes a mudança de ideia é consequência para uma mudança de atitude. Ainda não fiz a leitura da obra completa.

    • Olá

      Acho melhor você ler o livro na integra antes de postar algum comentário.

    • O que eu lhe pergunto Celinha, é se existe uma assinatura no final da Bíblia confirmando que foi que à escreveu? E falar coisas boas de Deus não creio que seja pecado, até mesmo aquilo que não se sabe ao certo….Só sei que pastores, padre, a aficionados religiosos, que arrecadam através da ignorância do povo são ferrenhos condenadores de livros que como este diz que podemos sem intermédio de ninguém e nem as custas dos que damos a igreja, templos e afim ter contato com Deus seja lá qual for a forma , isso tira deles o ingresso vendido a cada culto ou missa, ter deus no coração é mais do que frequentar qualquer templo, O veneno que nos mata não é o que sai de livros e da boca de outras pessoas, é nos que nos deixamos matar por ser fraco, assim culpar obras e opiniões diferentes é mais fácil do que ser centrado naquilo que se acredita e se tem fé, pois se a opinião alheia tanto escrita como falada é capaz de mudar seu pensamento em relação ao que Deus é e o que ele espera de nós então você não é forte naquilo que pensa e acredita, sendo assim fácil de ser manipulada por quem quer que seja até mesmo por aquele que se diz senhor enviado por Deus para falar em seu nome
      !!!!!

  192. Rafaela da silva cancio

    A cabana me trouxe sensações boas e ruins, as boas foi quando percebi que é preciso ir mais ao encontro com deus ou então ele vem de encontro à gente.mas também como os outros me envolvi de forma bastante intensa com a história e me comovir muito, é a história de famílias que já passaram pela mesma situação só que ainda não conseguiram superar.mas apesar da tragédia com a pequena missy eu adorei o livro e recomendo aos meus amigos.

  193. gostei do livro apesar de ser muito louco mas ele passa uma mensagem boa pq todos os nossos conceitos do q é deus estão errados deus é muito mais doque a bíblia e a religião que por sinal é coisa de homem sem fala que so deus pode julgal toda e qualquer pessoa não cae a nós julgarmos pq não conhecemos o outro so deus pode julgar pq ele é puro o ser humano e cheio de dgmas e preceitos religiosos filosóficos moralistas e etc é um livro interessante mas deixa aquela pergunta , sera q alguns tipos de sofrimento são realmente necessarios e outra coisa q eu fiquei em duvida é se existe destino e tudo q deus fas é realmente nessesário,só sei de uma coisa ele não erra numca ,ele ou ela ate pq so vemos deus como homen mas ele não tem sexo.

  194. Meu Deus,eu acho um absurdo pessoas julgarem a obra e o autor, sendo que vc pode até discordar e criticar, mas deve-se ter uma atitude de respeito.
    Li o livro em meio a muitas lágrimas e Deus revelou o seu amor por mim em cada palavra.Sofri traumas sexuais quando criança o que me impedia de ter uma vida sexual com meu marido a três anos, e essa situação me fazia sofrer bastante.Já havia tentado de tudo até terapia, porém todas as tentativas foram em vão,Cada vez que tentava ter relações com meu marido sentia terríveis crises de ansiedade, choro e lembrava dos abusos sofridos.
    Fui curada enquanto lia o livro,e não passou nem uma semana e conseguimos ter relações naturalmente e não senti nenhum sintoma desagradável.Tenho certeza de que Deus permitiu que esse livro fosse escrito e difundido para alcançar muitos corações que precisam de milagres em qualquer área de suas vidas.
    A história do livro pode até não ter sido verdadeira ,mas creio que foi totalmente inspirada por Deus …E Deus tem seus propósitos…

  195. Bruna Stephany Passos Ferreira

    Eu amei a historia deste livro,ele mostra ums verdadeira intimidade cim Deus e nos faz entender o real sentido dos sofrimentos.E como diz no prefaciio:Se vc n gostou e pq ele n fou feito pra vc !(:

  196. Eu amei o livro!

    Tenho certeza que tem ajudado muitas pessoas a superar seus traumas.

  197. Boa noite.aos leitores d a cabana.pra criticar aparecem muitos masi pra adimitir q o livro e otimo sao poucos..esse livro e um exemplo d superaçao e amor, mudou minha vida e esta mudando a do meu marido.irrei passar o livro adiante para mostrar ao publico q nao e so um livro e sim uma historia d uma realidade q vivemos hj em dia…e isso e fato. boa noite a todos.

  198. Thais A.P. Ribeiro

    Boa tarde a todos. Bom gente, eu li o livro A cabana e gostei muito. Aprendi que Deus usa de varias formas e maneiras para nos conquistar. Quando o autor o descreve como uma mulher negra e simpática para se comunicar com aquele homem foi a melhor forma que achou(Deus) para se aproximar de um filho seu, talvez se Ele tivesse aparecido em forma de um homem ou seja na forma de Pai aquele rapaz não o teria aceitado, pois no passado ele mesmo havia matado o seu pai, se Deus tivesse aparecido na forma de pai Ele não o teria aceitado teria rejeitado a Deus. E ele não teria tido sua vida mudada, e vcs podem perceber que quando Deus já consegue trabalhar no coração daquele homem Ele já aparece na forma de Pai de homem pois ele já havia perdoado o seu pai. Aos que julgam o livro se parassem de julga-lo e prestassem mais atenção nos detalhes ai sim vcs entenderiam o livro pois não cabe a nos julgarmos e sim a Deus. Pois Deus trabalha da for que Ele quer não da nossa forma ou do nosso jeito pois Ele conhece a cada um e como trabalhar no coração de cada um a Sua maneira.
    MUITO OBRIGADA QUE DEUS ABENÇOE A TODOS……

  199. ESSAS PESSOAS QUE CRITICAM O LIVRO É REALMENTE MERECEDORAS DE DÓ,PESSOAS QUE NÃO TEM O MINIMO DE CAPACIDADE DE ESCREVER ALGO QUE PRESTA.SE ACHARÃO O LIVRO RUIM, PODERIÃO PEGAR UMA PEQUENA PARTE DO LIVRO ” SE NÃO TEM NADA DE BOM PARA FALAR, FIQUE CALADOS”.SE O LIVRO RUIM SURPREENDA A GENTE ESCREVA UMA COISA MELHOR.QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE VCS. JUÍZES!!!

  200. Ganhei este livro da minha cunhada Vera Lucia Souza, foi uma leitura que me livrou do pensamento que Deus era um homem velhinho, de barba e cabelos brancos, e que Jesus era um pobre coitado sem um pingo de senso de humor!
    Excelente livro!

  201. Fernanda Benavides

    Estou terminando de ler o livro e, realmente esperava algo mais. Confesso que o jeito escolhido pelo autor para narração realmente envolveu os possiveis leitores. Mas, por outro lado não entendi a necessidade de Deus precisar fazer comida, além de acha-lo meio cheguei!!!
    Concordo com a ideia de que Deus seja realmente um ser amigo, próximo, porém não gosto da ideia de que ele seja igual a mim. Mas hey, quem quiser tirar dúvidas, é so ler o início:

    http://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-Cabana

    serei a única?

  202. juliano cesar de oliveira

    Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha…me fez se interessar pelo livro….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda
    http://www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

  203. Estou terminando de ler o livro…. mas nao consegui esperar o final pra opnar, visto haver tantos desvaneios em alguns comentários. Acredito eu que alguns que aqui postaram seu comentário devem ainda, como um “Islâmico”, questionar como Jesus pode ser filho de Deus….. A concepção de um seu humano após a criaçao inicial em adão se dá pelo relacionamento de um homem com uma mulher.Como pode Jesus ter nascido tendo uma mae “humana” e um pai Divino? Teria o Espirito Santo se “relacionado” com Maria?( já que José nao havia se relacionado até aquele momento). Colocamos Deus dentro de uma caixinha e dizemos: è assim que é…… é assim que ele faz…..tolos….
    Mesmo tendo estudo teologico confesso que quando li Deus na forma antropomórfica de uma negra gorda….. choquei.Mas me dei templo para refletir e entender o desejo do autor. O livro não tem o propósito de ser uma obra canonica a ser inserida na B[IBLIA por isso se trata de uma ficção.Se Deus tivesse aparecido como um homem branco aparentando 90 anos, teria tido melhor aceitação (Mesmo Deus nao sendo assim. lembre -se que Deus não tem sexo nem corpo Humano).Desta forma o autor quebra algumas imagens que temos á respeito da trindade, como ríspidez de Deus, beleza de Jesus e outras mais.
    Entendo que as “feridas ” nas maos de Deus ,nao se referem aos pregos da cruz ,visto que ,fisicamente ,somente Jesus estava nela.Ao meu ver ele fala do sofrimento do pai , em ver seu filho naquele estado, como se estivesse doendo nele.Entendo como não literal mas traz a luz o sofrimento do pai.

    Pra finalizar, estou gostando muito do conto,que traz uma teologia interessante que por vezes ,como fazemos com a bíblia, precisamos de pensar e refletir sobre o que nos esta sendo dito..” O próprio apóstolo Pedro afirma isto em relação às cartas do apóstolo Paulo quando ele diz, falando de Paulo: “… como igualmente o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, ao falar acerca destes assuntos, como, de fato, costuma fazer em todas as suas epístolas, nas quais há certas cousas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam…” (2 Pedro 3:15b – 16 ARA).
    Que Deus lhe abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s